Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

15 de dezembro de 2010

The Allman Brothers Band - Discografia.

Os irmãos Duane e Gregg Allman cresceram em Daytona Beach, Flórida, e faziam shows desde o início de 1960. Eles formaram uma banda de garagem chamada The Escorts em 1963, que evoluiu para o Allman Joys em 1965. A partir daí, os irmãos formaram o The Hour Glass e se mudaram para Los Angeles. The Hour Glass lançou dois álbuns pela Liberty Records em 1967 e 1968, ambos foram um fiasco. Todos os integrantes da banda foram liberados do contrato, exceto Gregg, pois a Liberty pensou que poderia ter algum potencial comercial. 

Gregg e Duane conheceram Butch Trucks e sua banda, The 31st of February, enquanto excursionavam com o Allman Joys, e decidiram gravar um álbum com eles em setembro de 1968, logo após o fim do The Hour Glass. Na verdade, o álbum nunca foi concluído, pois a banda se separou logo depois do início das gravações. Este álbum foi lançado como "Duane & Greg Allman" pela gravadora Bold em 1972. 

Duane Allman se tornou o guitarrista no FAME Studios em Muscle Shoals, Alabama, gravou com Aretha Franklin, Curtis King, Percy Sledge, e outros. Duane Allman começou a tocar com Dickey Betts, Butch Trucks e Berry Oakley em Jacksonville. Eddie Hinton, com quem Duane Allman havia tocado em Muscle Shoals, foi chamado para assumir a guitarra, mas se recusou, a fim de se juntar à banda de estúdio Muscle Shoals. Duane trouxe Jaimoe, um baterista com quem havia tocado no passado. Gregg Allman, ainda estava cumprindo seu cumprindo seu contrato em Los Angeles, mas logo após o seu término, ele foi convocado novamente a Jacksonville. 

Assim, em 1969, nascia o Allman Brothers Band com Gregg Allman (vocais, órgão), Duane Allman (guitarra), Dickey Betts (guitarra e vocais), Berry Oakley (baixo), Butch Trucks (bateria) e Jai Johanny "Jaimoe" Johanson (bateria). 

O Allman Brothers Band tocou inúmeras vez no sul dos EUA antes de lançar seu álbum de estreia, "The Allman Brothers Band", aclamado pela crítica em 1969, mas que não resultou em boas vendas. É caracterizado pelas longas jam session, como em "Whipping Post". Uma legião de fãs começou a ser formada após o lançamento deste álbum. Bruce Eder em seu review para o AllMusic disse: 

"Este poderia ser o melhor álbum de estreia já entregue por uma banda de blues americano, um corajoso, poderoso, com arestas sólidaso, blues elétrico com um ambiente nativo do sul. Alguns elementos remanescentes da era psicodélica, em seguida, chegando ao fim pode ser encontrado em "Dreams", juntamente com o modelo para o grupo no palco com "Whipping Post" e um sólido cover de Muddy Waters, "Trouble No More". Não há uma música ruim aqui, e só o fato de que o grupo foi ainda melhor na próxima vez mantém essa de ficar a mais alta classificação possível." 

"Idlewild South" foi lançado em 1970, tornando-se um sucesso de vendas e critica, alcançando a 38° colocação na Billboard 200. Com a produção à cargo de Tom Dowd, o álbum contém um trio de canções clássicas: "Don't Keep Me Wonderin'", "Midnight Rider" e "In Memory of Elizabeth Reed". Bruce Eder em seu review para o AllMusic disse: 

"O melhor álbum de estúdio da história do grupo, blues elétrico com uma textura acústica, virtuoso lead, slide, e tocando órgão, e uma seleção assassina de músicas, incluindo "Midnight Rider", "Revival", "Don't Keep Me Wonderin'" e "In Memory of Elizabeth Reed", em sua versão embrionária de estúdio, que é bastante impressionante, mesmo em apenas seis minutos e mudança. Eles também fazem a melhor cobertura branca de "Hoochie Coochie Man" de Willie Dixon que alguém está propenso a ouvir." 

Após completar o "Idlewild South", Duane Allman se juntou ao Derek and the Dominos para gravar o clássico "Layla and Other Assorted Love Songs". 

Nos dias 3 e 5 de julho o Allman Brothers tocou no segundo Atlanta International Pop Festival, eles iriam tocar na primeira edição em 1969, mas o promotor que os levou para o festival, não tinha nenhuma autorização por parte do festival para isso. A edição de 1970 contou com uma constelação de estrelas: The Allman Brothers Band, Jethro Tull, Terry Reid, B.B. King, Procol Harum, Jimi Hendrix, Chambers Brothers, Poco, Grand Funk Railroad, Ravi Shankar, Ten Years After, Johnny Winter, John Sebastian, Mountain e Spirit. 

A apresentação do Allman Brothers no Atlanta International Pop Festival de 1970, foi lançado em 2003 como um CD duplo, "Live at the Atlanta International Pop Festival: July 3 & 5, 1970", e é mais um ótimo registro da banda com a sua formação original. 

1971 foi o ano de lançamento de um álbum ao vivo lendário. "At Fillmore East" foi gravado na sexta-feira e sábado, 12 e 13 de março daquele ano, no lendário Fillmore East. O álbum dura cerca de 77 minutos, porém tem apenas 7 faixas. A música, como um todo, é ao mesmo tempo tão introspectiva quanto potente. Tal potência, porém, avança junto ao decorrer do show. Parece que tudo é arquitetado como um aquecimento preparatório para as duas últimas canções. O álbum mesmo é excelente do começo ao fim, mas os grandes destaques ficam para "In Memory Of Elizabeth Reed" e "Whipping Post". 

"At Fillmore East" deu ao Allman Brothers a atenção que eles precisavam, o álbum foi um verdadeiro sucesso, tanto de críticas como de vendas o álbum alcançou a 13° colocação na Billboard Pop Albuns e já vendeu mais de 1 milhão de cópias só nos EUA. Recentemente foi classificado como o 49° melhor álbum de todos os tempos pela revista Rolling Stone.Na apresentação do álbum na lista da Rolling Stone, está escrito algo que é quase impossível de se negar: 

Embora este álbum duplo é um testemunho inigualável das habilidades de improviso do Allman Brothers, é também uma evidência de como eles estavam conectados com a multidão do Fillmore East de Nova York, e com a energia recíproca, deu à luz ao maior LP duplo ao vivo do rock. 

O show do Allman Brothers foi o último antes do fechamento do Fillmore East, em junho de 1971. 

Após o lançamento do aclamado "At Filmore East", o Allman Brothers foi para o estúdio gravar um de seus álbuns mais clássicos. Na verdade o álbum não é completamente de estúdio, tendo 3 faixas gravadas no Filmore East em 1971. A parte de estúdio foi gravada no Criteria Studios, Miami, Flórida, entre os meses de setembro e dezembro de 1971. 

Tudo estava acontecendo para que o álbum fosse um verdadeiro sucesso, a banda estava entrosada e era uma das mais requisitadas do circuito musical, sendo considerada uma das melhores ao vivo. Mas no dia 29 de outubro de 1971, uma sina do Southern Rock se iniciaria nesse dia, a da morte prematura de seus ídolos. Howard Duane Allman morreu nesse dia devido a um acidente de moto na cidade de Macon, Geórgia, aos 24 anos de idade. Nesse dia não morreu apenas o guitarrista do Allman Brothers ou o irmão de Gregg Allman, morreu um dos maiores talentos do instrumento mais adorado no "mundo" do Rock. 

Duane se tornou uma lenda, que assim como Hendrix, Randy Rhoads e tantos outros que se foram prematuramente, deixou um legado que sobreviveu aos anos e influenciará guitarristas por muitos anos. 

Nesse momento as gravações de "Eat a Pech" estavam quase no fim, mas o ocorrido foi fatal para a banda naquele momento. Os cinco membros restantes da banda decidiram se separar por algumas semanas. A dor pela perda de Duane era óbvia, principalmente por parte de Gregg, seu irmão mais velho, mas ainda assim os integrantes do Allman Brothers decidiram continuar, tornando "Eat a Peach" um tributo a Duane Allman. A banda decidiu preencer o vazio causado pela falta de Duane com a música, algo que ele dedicou sua vida. Dickey Betts 

A Revista Rolling Stone diz em um de Seus Reviews: 

"Às vezes tudo parece ser questão de sobrevivência e aprender a viver com a perda. Rock e blues perderam uma grande quantidade de pessoas nos últimos cinco anos, mas a morte de um artista que sempre diminui a música mais do que a morte de uma "estrela" e Duane Allman era um artista." 

O álbum foi lançado no dia 12 de fevereiro de 1972 pela Capricorn Records. O álbum alcançou a 4° posição na Billboard 200 e já vendeu mais de 1 milhão de cópias só nos EUA. 

É difícil identificar uma faixa ruim nesse álbum, todas são muito boas, mas "Ain't Wastin' Time No More", "Les Brers in A Minor", "Melissa", "Trouble No More" e "Blue Sky", se destacam. 

O grupo fez alguns shows como uma banda de cinco homens, então decidiram adicionar Chuck Leavell, um pianista, mas sem, no entanto, substituindo diretamente Duane. Essa nova configuração, estreou em 2 de novembro de 1972, no programa de televisão ABC In Concert. 

A morte de Duane Allman estava próxima de completar um ano quando uma nova tragédia se abteu sobre a banda. 

Em novembro de 1972, a banda foi para o Capricorn Records Studios, em Macon, para iniciar a gravação de mais um álbum de estúdio. Mas o inesperado aconteceu em 11 de novembro de 1972, Berry Oakley, baixista e um dos membros fundadores da banda, morreu devido a ferimentos na cabeça sofridos em outro acidente de moto perto da Napier Avenue com a Inverness Street, a apenas três quarteirões do local do acidente Duane no ano anterior. Barry Oakley participou da gravação das duas primeiras faixas do álbum, "Wasted Words" e "Ramblin' Man", sendo que as demais ficaram a cargo de seu substituto Lamar Williams. 

"Brothers and Sisters" se tornou no álbum mais bem sucedido do Allman Brothers, alcançou a 1° colocação na Billboard 200 (o álbum ficou nessa posição por 1 mês e meio), vendeu mais de um milhão de cópias e o single "Ramblin' Man" alcançou a 2° colocação na Billboard Hot 100. Mesmo com todo esse sucesso, muitos críticos não o consideram um clássico, isso quando comparado aos quatro álbuns que o antecederam. Bruce Eder escreveu o seguinte: 

"Apesar de suas vendas, "Brothers and Sisters", não é bem um álbum clássico (apesar de ter sido o seu melhor para os próximos 17 anos), especialmente na esteira dos quatro que tinham aparecido anteriormente, mas serviu como um modelo para algumas performances de palco e provou que a banda poderia sobreviver à morte de dois membros chave." 

The Allman Brothers Band se tornou uma das maiores atrações dos EUA. Provavelmente o seu desempenho mais célebres da época foi em 28 de julho de 1973, no Summer Jam at Watkins Glen em Watkins Glen, Nova York, em uma aparição conjunta com o Grateful Dead e The Band. Estima-se que 600.000 pessoas estiveram no local do festival. 

Outro pico de sucesso da banda veio na véspera de Ano Novo de 1973, quando o promotor Bill Graham organizou um programa de rádio de âmbito nacional no Cow Palace de San Francisco. Novos arranjos de músicas conhecidas, como "You Don't Love Me" foram tocadas, o show estendeu-se ao longo de três sets, com a participação de Boz Scaggs e dos membros do Grateful Dead, Jerry Garcia e Bill Kreutzman. 

Os conflitos pessoais começaram dissolver a banda. Nesse período, Gregg Allman lançou seu primeiro álbum solo, "Laid Black" (1973) e o ao vivo "The Gregg Allman Tour" (1974), e Dickey Betts lançou "Highway Call" (1974). Allman casou e separou rapidamente da cantora Cher, mas logo se reconciliaram e mais rápido que a reconciliação, foi a separação definitiva, tudo regado a muita publicidade. O abuso de drogas teve seus efeitos sobre toda a banda. Musicalmente, Betts e Leavell estavam indo em direções opostas, com Allman tentando mediar. 

Tantos problemas não poderiam resultar em boa coisa. "Win, Lose or Draw", lançado em 1975, com alguns membros que não participam em todas as faixas ou participaram à distância. Algumas faixas se destacam, como "Can't Lose What You Never Had", e a instrumental de Betts, "High Falls". Vale lembrar que os destaques não chegam nem perto das músicas menos aceitáveis dos álbuns anteriores. O momento não era bom, o álbum é pior ainda, sem dúvida uma mancha na discografia do Allman Brothers. 

Mas o maior golpe contra o grupo ocorreu em 1976, quando Allman testemunhou contra John "Scooter" Herring, amigo, manager e guarda-costas da banda, encarregado de lidar com os narcóticos. Herring foi posteriormente condenado a 75 anos de prisão. Os membros da banda disseram que Allman tinha traído a lealdade fraterna, resultado, eles prometeram nunca mais trabalhar com ele novamente. 

Logo após a separação da banda, Leavell, Johanson e Williams formaram o Sea Level, enquanto Betts trabalhou com Dickey Betts & Great Southern. Gregg Allman também não ficou parado, mas era melhor ter ficado. Em 1977 ele lançou, ao lado de sua esposa Cher, o péssimo "Two the Hard Way". Como disse a Rolling Stone em seu review na época: "É difícil imaginar uma combinação mais inapropriada ... É o fundo do barril, após uma longa queda de Gregg, e o mesmo para a Cher.". Butch Trucks aproveitou o momento e foi estudar música na Florida State University por dois anos e formou um grupo experimental, "Trucks". 

Enquanto isso, a Capricorn Records lançou uma compilação, "The Road Goes On Forever" (1975), e um álbum ao vivo, "Wipe the Windows, Check the Oil, Dollar Gas" (1976). 

O grupo foi reformado em 1978 e lançou "Enlightened Rogues" (1979). Ele apresentava novos membros Dan Toler (guitarra) e David Goldflies (baixo), que substituíram Leavell e Williams, ambos concentrados no Sea Level. "Crazy Love" foi o único hit e a instrumental "Pegasus" também se destaca, mas no geral o Allman Brothers já não era tão popular como antes e os problemas financeiros atormentaram tanto o grupo quanto a Capricorn Records, que faliu em 1979. A PolyGram assumiu o catálogo e os Allman Brothers Band assinou contrato com a Arista Records. 

Já com a nova gravadora, a banda lança "Reach for the Sky", que assim como os dois álbuns de estúdio anteriores, não empolgam. Após mais esse fiasco, parecia certo o fim da banda. Logo após o lançamento do álbum Jaimoe, um dos fundadores da banda, foi demitido. Mike Lawler (teclados) entrou para a vaga de Leavell e David "Frankie" Toler (bateria), para o lugar de Jaimoe. Essa formação durou até 1982, ano em que a banda se separou novamente, mas dessa vez por um período maior. 

Allman rapidamente formou a Gregg Allman Band com os irmãos Toler em 1982 e começou a excursionar em lugares pequenos. Betts, Leavell, Trucks e Goldflies formaram a banda Betts, Hall, Leavell, Trucks (BHLT). Nem chamou a atenção de qualquer gravadora. O BHLT iria se dissolver dois anos depois. 

The Allman Brothers Band se reuniu em 1986 para uma série de concertos beneficentes para o promoter Bill Graham, em Nova York e Macon. Allman, Betts, Trucks, Jaimoe, Leavell e Dan Toler tocaram juntos, mas sem planos para uma reunião subsequente. No ano seguinte, a Gregg Allman Band e Dickey Betts Band encabeçaram uma turnê. Depois que cada banda tocou seu set, Betts, Allman e Tolers fechavam os shows tocando músicas dos Allman Brothers. 

Em 1987, a Epic Records assinou com Allman e Betts , sendo os contratos individuais. A Gregg Allman Band foi uma surpresa nas rádios FM com o single "I'm No Angel", do álbum homônimo. "Just Before the Bullets Fly" foi lançado em seguida, em 1988. A Dickey Betts Band também foi formada durante este tempo e lançou o álbum "Pattern Disruptive" em 1988. Esta série de colaborações entre os membros da banda e do interesse de uma grande gravadora no final dos anos 1980 estabeleceu as bases para a próxima reunião dos Allman Brothers. 

Em 1989, o Allman Brothers voltou a chamar a atenção do público americano, estimulado pelo sucesso recente de Gregg nas rádios FM, o lançamento do material do arquivo pela PolyGram, e o início das aparições regulares no verão americano, colaboraram para o renascimento da banda. Warren Haynes (guitarra, vocais), Johnny Neel (teclados e gaita), e Woody Allen (baixo) juntaram-se aos originais Allman, Betts, Jaimoe e Trucks. Leavell optou por sair em turnê novamente com os Rolling Stones, com quem ele tem sido um membro de turnês desde 1982. 

Após a turnê do 20º aniversário, a banda assinou um contrato com a Epic Records e lançou "Seven Turns" (1990), que obteve excelentes críticas. "Seven Turns" pode ser considerado o álbum que fez o Allman Brothers renascer. O álbum alcançou a 53° colocação na Billboard 200 e os singles "It Ain t Over Yet" (26°), "Good Clean Fun" (1°) e "Seven Turns" (12°) na Billboard Mainstream Rock. "Low Down Dirty Mean" e "True Gravity", são os outros destaques do álbum. 

Ainda em 1990, Johnny Neel saiu da banda. Marc Quiñones, entrou para assumir a bateria, percussão e os backing vocals. 

Em 1991 é lançado "Shades Of Two Worlds", um álbum com composições mais maduras, ótimas improvisações e mostra uma banda muito mais confiante. "Shades Of Two Worlds" conta com a forte presença de Warren Haynes na parte lírica, ele participou da composição de 5 das 8 faixas do álbum. O álbum alcançou a 85° colocação na Billboard 200 e o single "End Of The Line ", a 2° colocação na Billboard Mainstream Rock. 

Ainda em 1991 é lançado o ótimo ao vivo "An Evening with the Allman Brothers Band: First Set". 

Em 1994 é lançado "Where It All Begins" é um álbum menos ambicioso que "Seven Turns" e "Shades Of Two Worlds", mas isso não o torna um álbum ruim, pelo contrário, contém diversas ótimas faixas como, "All Night Train", "Back Where It All Begins", "No One to Run With" e "Soulshine" [Nota: "Soulshine" é a minha música favorita do Allman Brothers e uma faixa obrigatória nos shows da banda. A versão ao vivo é melhor que a de estúdio, principalmente a que aparece no ao vivo "Live at Bonnaroo", em que o Warren Haynes alterna os vocais com o Vusi Mahlasela. 

"Where It All Begins" tem apenas um legado ruim, ser o último álbum de estúdio com Dickey Betts. Desde que a banda se reuniu, Betts teve de ser substituído diversas vezes durante as turnês, sendo a justificava sempre a mesma, "motivos pessoais". O ponto de ruptura aconteceu antes do início da turnê de verão de 2000. Os outros membros originais, Allman, Trucks e Jaimoe, suspenderam Betts, supostamente, via fax. Logo após a sua saída, Betts processou Allman, Trucks e Jaimoe, tornando o seu afastamento em algo definitivo. Jimmy Herring (Aquarium Rescue Unit) foi chamado para o seu lugar. 

Warren Haynes e Woody Allen. Formaram seu Próprio Projeto, o Gov't Mule, em 1994. 

Em 1995, a banda foi introduzida no Rock and Roll Hall of Fame (Apenas Duane Allman, Gregg Allman, Dickey Betts, Jai Johanny “Jaimoe” Johanson, Berry Oakley e Butch Trucks). O ao vivo "An Evening with the Allman Brothers Band: 2nd Set" é lançado ainda em 1995. 

Em 1996 eles ganharam o Grammy de Melhor Performance de Rock Instrumental para "Jessica". Quando Haynes e Woody decidiram concentrar-se em tempo integral ao Gov't Mule, em 1997, Haynes foi substituído pelo guitarrista Jack Pearson, enquanto Woody foi substituído no baixo por Oteil Burbridge. Derek Trucks, sobrinho de Butch Trucks, substitui Pearson em 1999. 

Warren Haynes começou a aparecer com o Allmans novamente em 2000 e voltou por completo em 2001, mantendo o Gov't Mule na ativa. (Haynes também excursionou durante este tempo e no final da década com os antigos membros do Grateful Dead). O retorno de Haynes marcou um novo período de estabilidade e produtividade para a banda depois de quase quatro anos. 

Produzido por Haynes, "Hittin' the Note" foi lançado em 2003 e foi aclamado pelo pelos fãs e pela crítica. Faço das palavras de Tom Jurek ás minhas: 

""Hittin' the Note" é o melhor álbum de estúdio da banda desde "Brothers and Sisters", lançado mais de 20 anos antes. O nível de composição, inspiração e execução é mais do que admirável, é absolutamente arrepiante em alguns lugares." 

O álbum alcançou a 37° colocação na Billboard 200 e Top Internet Albums, o single "Firing Line", ficou em 37° na Billboard Maintream Rock. Destaque para: "Desdemona", "Old Before My Time", "Who to Believe", "Heart of Stone" (maravilhoso cover dos Stones), "Instrumental Illness" e "Firing Line". 

"Live At the Beacon Theatre" foi lançado em 2003 e certificado Platina em 2004. O ao vivo "One Way Out" (2004) também retrata os shows da banda no Beacon Theatre. 

The Allman Brothers recebeu indicações ao Grammy em 2003 e 2004 na categoria de Best Rock Instrumental pelas apresentações de "Instrumental Illness" no "Hittin' The Note" e "One Way Out". 

Em 2003, a revista Rolling Stone incluiu Duane Allman (2°), Warren Haynes (23°), Dickey Betts (58°) e Derek Trucks (81°) a sua lista dos 100 melhores guitarristas de todos os tempos. Nenhuma banda teve tantos membros e ex-membros citados na lista como o Allman Brothers, isso é a prova da competência dos membos que a compõem. 

As canções dos Allman Brothers têm sido usados em várias campanhas publicitárias e programas de televisão, a utilização mais conhecida é a de "Jessica", utilizada em ambos os formatos de 1977 e 2002 na série de televisão da BBC Top Gear. "Jessica", também foi usada no filme Campo dos Sonhos. 

A banda cancelou os shows no Beacon em 2008, devido a Gregg Allman estar se recuperando de tratamentos contra a hepatite C, mas eles estavam de volta à estrada no verão para o circuito de anfiteatro. 

Em 20 de novembro de 2008, The Allman Brothers Band recebeu o Legend Award Of Live no Billboard Touring Awards 2008, Nova York. Na cerimônia, Gregg Allman falou sobre seu irmão Duane, dizendo: "Acontece que hoje teria sido seu aniversário de 62 anos e tenho certeza que ele está olhando para isso e está realmente orgulhoso de nós. Vamos continuar voltando até não podermos voltar mais." 

Em 2009, a banda comemorou seu aniversário de 40 anos no Beacon com uma corrida de 15 noites no local. Os shows foram dedicados a Duane Allman e atraiu inúmeros convidados especiais, incluindo Eric Clapton, Sheryl Crow, Trey Anastasio & McConnell Paige, Billy Gibbons, Bob Weir e Phil Lesh.

No dia 26 de março de 2011, foi realizado o último show do Allman Brothers, na tradicional maratona de shows no Beacon Theatre. Esse show não marca apenas o fim de mais uma bem sucedida empreitada na casa de espetáculos, mas também uma marca alcançada pela banda. O show do dia 26 de março é o de número 200 da banda no Beacon Theatre, sendo um recorde. 

"Não há banda mais estreitamente associada com o Beacon Theatre que o Allman Brothers Band e estamos entusiasmados para celebrar o seu show de número 200 com eles", disse Bob Shea, vice-presidente executivo da Madison Square Garden Entertainment. "Allman Brothers é uma parte importante da história deste local icônico e a relação de longa data que eles compartilham com os seus fãs é raro. A energia que criam aqui no palco do Beacon é eletrizante." 

O primeiro concerto da banda no Beacon Theatre foi realizado em 1989 e desde então tem sido uma longa tradição e um ritual anual de primavera para os seus fãs fiéis. 

"A primeira vez que tocamos no Beacon, em 1989, nunca imaginamos que mais de 20 anos depois, nós ainda estaríamos tocando no mesmo teatro e atingindo o nosso show de número 200", disse Gregg Allman. "Eu não sei se os fãs se alimentam de nós ou que se alimentam os fãs, mas algo incrível acontece quando nos reunimos com os nossos fãs no Beacon. Há uma vibração, uma energia na sala que só acontece aqui. Alguns dos nossos melhores momentos ocorreram no palco do Beacon, e estamos ansiosos para a criação de muitos mais nos próximos anos." 

Em agosto de 2001 uma nota foi publicada no site oficial do vocalista do Allman Brothers, Gregg Allman: 

Sobre as ordens de seu médico, Gregg Allman é, infelizmente, forçado a cancelar os shows que iriam acontecer entre os dias 26 de agosto a 15 de setembro. Algumas destas datas serão remarcadas para o final do ano. Allman teve de cancelar quatro datas no final de sua turnê européia de quatro semanas em Junho devido a uma má condição das vias respiratórias superiores. Seu médico esperava que para o resto, ele ia ficar melhor, mas infelizmente o problema persistiu. O tratamento vai envolver vários dias de hospitalização e de 4 a 6 semanas de repouso em casa. Allman continua a se recuperar de seu transplante de fígado bem sucedido e espera voltar à turnê em apoio do seu aclamado álbum "Low Country Blues" no final do outono. Texto: Southern Rock Brasil. 

Integrantes.

Gregg Allman (Órgão, Piano, Guitarra, Vocais, 1969-1976, 1978-1982, 1986, 1989-2014, R.I.P 2017)
Jai Johanny "Jaimoe" Johanson (Bateria, Percussão, 1969-1976, 1978-1980, 1986, 1989-2014)
Butch Trucks (Bateria, 1969-1976, 1978-1982, 1986, 1989-2014)
Warren Haynes (Guitarras, Vocais, 1989-1997, 2000-2014)
Marc Quiñones (Bateria, Percussão, Vocais, 1991-2014)
Oteil Burbridge (Baixo, Vocais, 1997-2014)
Derek Trucks (Guitarras, 1999-2014)
 

Dickey Betts (Guitarras, Vocais, 1969-1976, 1978-1982, 1986, 1989-2000)
Jimmy Herring (Guitarra, 2000)
 
Jack Pearson (Guitarra, Vocais, 1997-1999)
Johnny Neel (Teclados, Gaita, 1989-1990)
Chuck Leavell (Piano, Sintetizador, Vocais, 1972-1976, 1986)
David Goldflies (Baixo, 1978-1982)
Mike Lawler (Teclados, 1980-1982) 


Duane Allman (Guitarras, 1969-1971, R.I.P 1971)
Berry Oakley (Baixo, Vocais, 1969-1972, R.I.P 1972)
Lamar Williams (Baixo, Vocais, 1972-1976, R.I.P 1983)
Woody Allen (Baixo, Vocais, 1989-1997, R.I.P 2000)
David "Frankie" Toler (Bateria, 1980-1982, R.I.P 2011)
Dan Toler (Guitarra, 1978-1982, 1986, R.I.P 2013) 

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Discografia Oficial.

The Allman Brothers Band (1969)
 
01. Don’t Want You No More
02. It’s Not My Cross to Bear
03. Black Hearted Woman
04. Trouble No More
05. Every Hungry Woman
06. Dreams
07. Whipping Post


Idlewild South (1970)
 
01. Revival
02. Don’t Keep Me Wonderin’
03. Midnight Rider
04. In Memory of Elizabeth Reed
05. (I’m Your) Hoochie Coochie Man
06. Please Call Home
07. Leave My Blues at Home


At Fillmore East (Live 1971)
 
01. Statesboro Blues
02. Done Somebody Wronh
03. Stormy Monday
04. You Don’t Love Me
05. Hot ‘Lanta
06. In Memory of Elizabeth Reed
07. Whipping Post


Eat A Peach (1972)
 
01. Ain’t Wastin’ Time No More
02. Les Brers in A Minor
03. Melissa
04. Mountain Jam
05. One Way Out
06. Trouble No More
07. Stand Back
08. Blue Sky
09. Little Martha


Brothers And Sisters (1973)
 
CD 1: Brothers And Sisters (Remastered).

01. Wasted Words
02. Ramblin' Man
03. Come And Go Blues
04. Jelly Jelly
05. Southbound
06. Jessica
07. Pony Boy

CD 2: Rehearsals, Jams And Outtakes (Previously Unreleased).

01. Wasted Words (Rehearsal)
02. Trouble No More (Rehearsal)
03. Southbound (Instrumental Outtake)
04. One Way Out (Rehearsal)
05. I'm Gonna Move To The Outskirts Of Town (Rehearsal)
06. Done Somebody Wrong (Rehearsal)
07. Double Cross (Outtake)
08. Early Morning Blues (Outtake)
09. A Minor Jam (Studio Jam)

CD 3: Live At Winterland, September 26, 1973.

01. Introduction By Bill Graham
02. Wasted Words
03. Done Somebody Wrong
04. One Way Out
05. Stormy Monda
06. Midnight Rider
07. Ramblin' Man
08. In Memory Of Elizabeth Reed
09. Statesboro Blues
10. Come And Go Blues

CD 4: Live At Winterland, September 26, 1973.

01. Southbound
02. Jessica
03. You Don't Love Me (Includes Amazing Grace)
04. Les Brers In A Minor (With Drum Solo)
05. Blue Sky
06. Trouble No More
07. Whipping Post


Win, Lose Or Draw (1975)
 
01. Can’t Lose What You Never Had
02. Just Another Love Song
03. Nevertheless
04. Win, Lose or Draw
05. Louisiana Lou and Three Card Monty John
06. High Falls
07. Sweet Mama


Wipe The Windows, Check The Oil, Dollar Gas (Live 1976)
 
01. Introduction By Bill Graham
02. Wasted Words
03. Southbound
04. Ramblin' Man
05. In Memory Of Elizabeth Reed
06. Ain't Wastin' Time No More
07. Come And Go Blues
08. Can't Lose What You Never Had
09. Don't Want You No More
10. It's Not MY Cross To Bear


Enlightened Rogues (1979)
 
01. Crazy Love
02. Can’t Take It With You
03. Pegasus
04. Need Your Love So Bad
05. Blind Love
06. Try It One More Time
07. Just Ain’t Easy
08. Sail Away


Reach For The Sky (1980)
 
01.  Hell And High Water
02. Mystery Woman
03. From The Madness Of The West
04. I Got A Right To Be Wrong
05. Angeline
06. Famous Last Words
07. Keep On Keepin’ On
08. So Long


Brothers Of The Road (1981)
 
01. Brothers of the Road
02. Leavin’
03. Straight from the Heart
04. The Heat is On
05. Maybe We Can Go Back to Yesterday
06. The Judgment
07. Two Rights
08. Never Knew How Much (I Needed You)
09. Things You Used to Do
10. I Beg of You


Seven Turns (1990)
 
01. Good Clean Fun
02. Let Me Ride
03. Low Down Dirty Mean
04. Shine It On
05. Loaded Dice
06. Seven Turns
07. Gambler's Roll
08. True Gravity
09. It Ain't Over Yet


Shades Of Two Worlds (1991)
 
01. End of the Line
02. Bad Rain
03. Nobody Knows
04. Desert Blues
05. Get On With Your Life
06. Midnight Man
07. Kind of Bird
08. Come On In My Kitchen


An Evening With The Allman Brothers Band: 1st Set (Live 1992)
 
01. End of the Line
02. Blue Sky
03. Get on with Your Life
04. Southbound
05. Midnight Blues
06. Melissa
07. Nobody Knows
08. Dreams
09. Revival


Where It All Begins (1994)
 
01. All Night Train
02. Sailin’ ‘Cross the Devil’s Sea
03. Back Where It All Begins
04. Soulshine
05. No One to Run With
06. Change My Way of Living
07. Mean Woman Blues
08. Everybody’s Got a Mountain to Climb
09. What’s Done Is Done
10. Temptation Is a Gun


An Evening With The Allman Brothers Band, 2nd Set (Live 1995)
 
01. Sailin’ Cross the Devil’s Sea
02. You Don’t Love Me
03. Soulshine
04. Back Where It All Begins
05. In Memory of Elizabeth Reed
06. The Same Thing
07. No One to Run With
08. Jessica


Peakin’ At The Beacon (Live 2000)
 
01. Don’t Want You No More
02. It’s Not My Cross to Bear
03. Ain’t Wastin’ Time No More
04. Every Hungry Woman
05. Please Call Home
06. Stand Back
07. Black Hearted Woman
08. Leave My Blues at Home
09. Seven Turns
10. High Falls


Hittin’ The Note (2003)
 
01. Firing Line
02. High Cost of Low Living
03. Desdemona
04. Woman Across the River
05. Old Before My Time
06. Who to Believe
07. Maydell
08. Rockin' Horse
09. Heart of Stone
10. Instrumental Illness
11. Old Friend


One Way Out (Live 2004)
 
CD 1.

01. Statesboro Blues
02. Don't Keep Me Wondering
03. Midnight Rider
04. Rockin' Horse
05. Desdemona
06. Trouble No More
07. Wasted Words
08. Good Morning Little Schoolgirl
09. Instrumental Illness

CD 2.

01. Ain't Wastin' Time No More
02. Come & Go Blues
03. Woman Across The River
04. Old Before My Time
05. Every Hungry Women
06. High Cost Of Low Living
07. Worried Down With The Blues
08. Dreams
09. Whippin' Post


Outros Lançamentos (Incompleto).

Hour Glass - Power Of Love (Pré TABB 1968)
 
01. Power of Love
02. Changing of the Guard
03. To Things Before
04. I'm Not Afraid
05. I Can Stand Alone
06. Down in Texas
07. I Still Want Your Love
08. Home for the Summer
09. I'm Hanging Up My Heart For You
10. Going Nowhere
11. Norwegian Wood (This Bird Has Flown)
12. Now Is The Time
13. Down in Texas (Version 2)
14. It's Not My Cross to Bear
15. Southbound
16. God Rest His Soul
17. February 3rd
18. Apollo 8


Jacksonville (Bootleg 1969)
 
01. Don't Want You No More
02. Rock Me Baby
03. Crossroads
04. Born In Chicago
05. Willie Jean Jam
06. Born Under A Bad Sign
07. She Has Funny Cars
08. Hey Joe
09. New Shoes Blues
10. Travellin' Music Jam


New Orleans (Bootleg 1971)
 
01. Statesboro Blues
02. Trouble No More
03. Don't Keep Me Wonderin'
04. Done Somebody Wrong
05. One Way Out
06. In Memory Of Elizabeth Reed
07. Midnight Rider
08. Hoochie Coochie Man
09. Hot 'lanta
10. You Don't Love Me
11. Whipping Post
12. Revival
13. Stormy Monday
14. Mountain Jam
15. Don't Want You No More
16. It's Not My Cross To Bear
17. Stage Announcement


Live At Ludlow Garage, 1970 (1990)
 
CD 1.

01. Dreams
02. Statesboro Blues
03. Trouble No More
04. Dimples
05. Every Hungry Woman
06. I'm Gonna Move to the Outskirts of Town
07. Hoochie Coochie Man

CD 2.

01. Mountain Jam


Live Acoustic Los Angeles (Bootleg 1992)
 
01. Come On In My Kitchen
02. Seven Turns
03. Midnight Rider
04. South Bound
05. In Memory Of Elizabeth Reed
06. Goin' Down The Road
07. Melissa
08. Midnight Blues


The Allman Brothers and Zakk Wylde - Zakk Goes Wylde (Bootleg 1993)
 
CD 1.

01. Statesboro Blues
02. Stormy Monday
03. All Night Train
04. You Don't Love Me
05. Temptation
06. Dreams
07. Southbound
08. What's Done Is Done
09. The Same Thing
10. Melissa

CD 2.

01. Midnight Flyer
02. In Memory Of Elizabeth Reed
03. Whipping Post
04. Before The Bullets Fly
05. One Way Out


Fillmore East, February 1970 (1996)
 
01. In Memory of Elizabeth Reed
02. Hoochie Coochie Man
03. Statesboro Blues
04. Trouble No More
05. I'm Gonna Move to the Outskirts of Town
06. Whipping Post
07. Mountain Jam


American University Washington, D.C. 12/13/70 (2002)
 
01. Statesboro Blues
02. Trouble No More
03. Don't Keep Me Wonderin'
04. Leave My Blues At Home
05. Stormy Monday
06. You Don't Love Me
07. Whippin' Post


Instant Live Alltel Pavilion (2003)
 
CD 1.

01. Don't Keep Me Wonderin'
02. Done Somebody Wrong
03. Come And Go Blues
04. Woman Across The River
05. Gambler's Roll
06. Soulshine
07. Who's Been Talking-
08. Don't Think Twice
09. Old Before My Time
10. Wasted Words
11. One Way Out

CD 2.

01. Instrumental Illness
02. Into The Mystic
03. Dreams
04. Whipping Post


Live At The Atlanta International Pop Festival: July 3 & 5, 1970 (2003)
 
CD 1.

01. Introduction
02. Statesboro Blues McTell
03. Trouble No More Morganfield
04. Don't Keep Me Wonderin' Allman
05. Dreams Allman
06. Every Hungry Woman Allman
07. (I'm Your) Hoochie Coochie Man Dixon
08. In Memory of Elizabeth Reed Betts
09. Whipping Post Allman
10. Mountain Jam, Pt. 1 Allman, Betts, Donovan ...
11. Rain Delay
12. Mountain Jam, Pt. 2 Allman, Betts, Donovan ...

CD 2.

01. Introduction
02. Don't Keep Me Wonderin' Allman
03. Statesboro Blues McTell
04. In Memory of Elizabeth Reed Betts
05. Stormy Monday Walker
06. Whipping Post Allman
07. Mountain Jam Allman, Betts, Donovan ...


S.U.N.Y. at Stonybrook: Stonybrook, NY 9/19/71 (2003)
 
CD 1.

01. Statesboro Blues
02. Trouble No More
03. Don't Keep Me Wonderi
04. Done Somebody Wrong
05. One Way Out
06. Blue Sky
07. Stormy Monday
08. You Don't Love Me
 

CD 2.

01. "Dreams
02. "In Memory of Elizabeth Reed


Eat A Peach: Deluxe Edition (2006)
 
CD 1: Eat A Peach 1972.

01. Ain’t Wasting Time No More
02. Les Brers in A Minor
03. Melissa
04. Mountain Jam
05. One Way Out
06. Trouble No More
07. Stand Back
08. Blue Sky
09. Little Martha

CD 2: Bonus Disc: The Final June 27, 1971.

01. Statesboro Blues
02. Don’t Keep Me Wonderin’
03. Done Somebody Wrong
04. One Way Out
05. In Memory of Elizabeth Reed
06. Midnight Rider
07. Hot ‘Lanta
08. Whipping Post
09. You Don’t Love Me


Live At The 2007 New Orleans Jazz & Heritage Festival (2007)
 
CD 1.

01. Introduction
02. Don't Want You No More
03. Cross To Bear
04. Ain't Wasting Time
05. Gilded Splinters
06. Equipment Change
07. Rockin' Horse
08. Statesboro Blues
09. Melissa
10. Trouble No More
11. Into The Mystic
12. Equipment Check
13. Desdemona

CD 2.

01. Midnight Rider
02. Every Hungry Woman
03. Dreams
04. Guest Introductions
05. The Weight
06. Jessica
07. Band Introduction
08. Encore: One Way Out
09. Stage Announcment


Camden, NJ (2008)
 
CD 1.

01. Hot'Lanta
02. Done Somebody Wrong
03. Midnight Rider
04. Gambler's Roll
05. And It Stoned Me
06. Walk On Gilded Splinters
07. Dreams
08. I Shall Be Released
 

CD 2.

01. Announcement
02. You Don't Love Me
03. JaMaBuBu
04. Mountain Jam
05. Dazed and Confused
06. Mountain Jam (Reprise)
07. Southbound


Beacon Theatre (2009)
 
CD 1.

01. Little Martha
02. Done Somebody Wrong
03. Trouble No More
04. Rockin' Horse
05. I Walk On Gilded Splinters
06. Who To Believe
07. Announcements
08. Born Under A Bad Sign
09. Announcements
10. Stormy Monday
11. Come And Go Blues

CD 2.

01. Jessica
02. Announcements
03. Sugaree
04. I Know You Rider
05. Franklin's Tower

CD 3.

01. Black Hearted Woman
02. Mountain Jam
03. Crowd Noise
04. Stateboro Blues


Play All Night: Live at the Beacon Theatre 1992 (2014)
 
CD 1.

01. Statesboro Blues
02. You Don't Love Me
03. End Of The Line
04. Blue Sky
05. Nobody Knows
06. Low Down Dirty Mean
07. Seven Turns
08. Midnight Rider
09. Come On In My Kitchen
 

CD 2.

01. Guitar Intro - Hoochie Koochie Man
02. Jessica
03. Get On With Your Life
04. In Memory Of Elizabeth Reed
05. Revival
06. Dreams
07. Whipping Post


The 1971 Fillmore East Recordings (Box Set 2014)
 
CD 1: March 12, 1971-First Show (Previously Unreleased).

01. Statesboro Blues
02. Trouble No More
03. Don’t Keep Me Wonderin’
04. Done Somebody Wrong
05. In Memory Of Elizabeth Reed
06. You Don’t Love Me

CD 2: March 12, 1971-Second Show.

01. Statesboro Blues (Previously Unreleased)
02. Trouble No More
03. Don’t Keep Me Wonderin’ (Previously Unreleased)
04. Done Somebody Wrong
05. In Memory Of Elizabeth Reed (Previously Unreleased)
06. You Don’t Love Me
07. Whipping Post (Previously Unreleased)
08. Hot ‘Lanta

CD 3: March 13, 1971-First Show.

01. Statesboro Blues
02. Trouble No More
03. Don’t Keep Me Wonderin’
04. Done Somebody Wrong (Previously Unreleased)
05. In Memory Of Elizabeth Reed
06. You Don’t Love Me
07. Whipping Post (Previously Unreleased)
 

CD 4: March 13, 1971-Second Show-Part 1.

01. Statesboro Blues (Previously Unreleased)
02. One Way Out (Previously Unreleased)
03. Stormy Monday
04. Hot ‘Lanta
05. Whipping Post

CD 5: March 13, 1971-Second Show-Part 2.

01. Mountain Jam
02. Drunken Hearted Boy (With Elvin Bishop)
 

CD 6: June 27, 1971-Fillmore East Closing Show.
Introduction By Bill Graham (Previously Unreleased).

01. Statesboro Blues
02. Don’t Keep Me Wonderin‘
03. Done Somebody Wrong
04. One Way Out
05. In Memory Of Elizabeth Reed
06. Midnight Rider
07. Hot Lanta
08. Whipping Post
09. You Don’t Love Me

Link.

Live From A&R Studios, New York, August 26, 1971 (2016)
 
01. Statesboro Blues
02. Trouble No More
03. Don't Keep Me Wonderin'
04. Done Somebody Wrong
05. One Way Out
06. In Memory of Elizabeth Reed
07. Stormy Monday
08. Medley: You Don't Love Me (Soul Serenade)
09. Hot 'Lanta
 


Link.

Algumas Coletâneas.

Beginnings (1973)
 
01. Don’t Want You No More
02. It’s Not My Cross To Bear
03. Black Hearted Woman
04. Trouble No More
05. Every Hungry Woman
06. Dreams
07. Whipping Post
08. Revival
09. Don’t Keep Me Wonderin’
10. Midnight Rider
11. In Memory of Elizabeth Reed
12. Hoochie Coochie Man
13. Please Call Home
14. Leave My Blues At Home
Bonus Tracks.
15. Black Hearted Woman (Single Edit)
16. Revival (Single Edit)


Dreams: Box Set (1989)
 
CD 1.

01. Shapes of Things
02. Spoonful
03. Crossroads
04. Cast off All My Fears
05. Down in Texas
06. Ain't No Good to Cry
07. B.B. King Medley
08. Morning Dew
09. God Rest His Soul
10. I Feel Free
11. She Has Funny Cars
12. Goin' Down Slow
13. Dreams
14. Don't Want You No Mor
15. It's Not My Cross to Bear
16. Trouble No More
17. Dreams

CD 2.

01. Statesboro Blues
02. (I'm Your) Hoochie Coochie Man
03. Midnight Rider
04. Dimples (Live)
05. I'm Gonna Move to the Outskirts of Town (Live)
06. Revival
07. One More Ride
08. Whipping Post (Live)
09. In Memory of Elizabeth Reed (Live)
10. Drunken Hearted Boy (Live)

CD 3.

01. You Don't Love Me/Soul Serenade (Live)
02. Blue Sky
03. Little Martha
04. Melissa
05. Ain't Wastin' Time No More (Live)
06. Wasted Words
07. Ramblin' Man
08. Southbound
09. Jessica
10. Midnight Rider
11. One Way Out (Live)
12. Long Time Gone

CD 4.

01. Can't Lose What You Never Had
02. Come and Go Blues
03. Bougainvillea
04. Can You Fool
05. Good Time Feeling
06. Crazy Love
07. Can't Take It With You
08. Just Ain't Easy
09. In Memory of Elizabeth Reed
10. Angeline
11. Things You Used to Do
12. Nancy
13. Rain
14. I'm No Angel
15. Demons
16. Duane's Tune


Hell & High Water: The Best Of The Arista Years (1994)
 
01. Hell & High Water
02. Mystery Woman
03. From the Madness of the West
04. I Got a Right to Be Wrong
05. Angeline
06. Famous Last Words
07. Brothers of the Road
08. Leavin’
09. Straight From the Heart
10. The Judgement,
11. Never Knew How Much (I Needed You)


Stand Back: The Anthology (2004)
 
CD 1.

01. Don't Want You No More
02. It's Not My Cross To Bear
03. Trouble No More
04. Dreams
05. Whipping Post
06. Revival
07. Midnight Rider
08. Hoochie Coochie Man
09. Statesboro Blues
10. In Memory Of Elizabeth Reed
11. One Way Out
12. Ain't Wastin' Time No More
13. Melissa
14. Stand Back
15. Blue Sky
16. Little Martha
 

CD 2.

01. Wasted Words
02. Ramblin' Man
03. Come And Go Blues
04. Southbound
05. Jessica
06. Can't Lose What You Never Had
07. Win Lose Or Draw
08. Crazy Love
09. Just Ain't Easy
10. Hell & High Water
11. Never Knew How Much (I Needed You)
12. Good Clean Fun
13. Seven Turns
14. End Of The Line
15. No One To Run With
16. High Cost Of Low Living


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

30 comentários :

  1. Grande banda. Valeu pelas postagens!!!

    ResponderExcluir
  2. Melhor banda americana de todos os tempos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito boa banda mas americana eu prefiro grandfunk

      Excluir
  3. Clássico! Sabia que aqui eu iria encontrar, por isso não se engane vá direto ao muro! hehe Obrigado por postar!

    ResponderExcluir
  4. Uma instituição americana, lembro q a primeira vez q ouvi o Allman Brothers foi através do disco An Evening With The Allman Brothers Band – 2nd Set – 1995 q comprei por dinheiro de pinga, acha q 10 conto de um amigo q ia casar e estava se desfazendo de seus discos, a primeira canção q escutei foi Jessica, uma tormenta de 16 minutos e 7 segundos onde um tal de Warren Haynes estraçalha tudo e deixa o "pobre" Dickey Betts no chinelo rsrs
    mas enfim, depois daí não parei mais, fui buscando tudo deles e vi q o filé está nos primordios onde o skydog Duane Allman visitou a terra com seu slide matador
    depois disso me surpreendi com bons albuns depois da morte de Duane todos depois da entrada de Warren Haynes q salvou a banda
    Hittin’ The Note de 2003 é um dos meus discos favoritos da banda
    valew pela discografia

    ResponderExcluir
  5. Live At The Fillmore é de longe... a melhor gravação dos Allman Brothers, onde a banda estava no ápice e o Sky Dog voando nos slides. Valeu Alex, por essa overdose dos Allmans!!!

    ResponderExcluir
  6. Iniciando o download de mais uma grande banda. Vlw, Alex, e vlw MURO!

    ResponderExcluir
  7. Banda incrivel, mesmo comvários contratempos, dois deles terríveis a banda continuou mandando bem, abraços a todos.

    ResponderExcluir
  8. Amazing posts again!
    Special thank you very much!

    ResponderExcluir
  9. Thanks! Very nice post, and also links on "mediafire.com"!

    ResponderExcluir
  10. AGRADEÇO A DEUS POR ESSE SITE EXISTIR....O QUE SERIA DE NÓS SEM O ALEX...VALEU BIG ALLMAN BROTHER...

    ResponderExcluir
  11. Acompanho o Allman desde 1971. Lembro que o balconista da antiga loja Museu do Disco em São Paulo me indicou o album duplo Filmore East. Quando ele colocou a bolacha pra rodar e os primeiros acordes de Statesboro Blues surgiram eu pirei no ato. É uma banda que eu curto até hoje. Parábens pelas postagens.
    Howlin Jay

    ResponderExcluir
  12. Apesar de pouco conhecido, o álbum Hour Glass, 1968 é excelente.

    ResponderExcluir
  13. AMEI A BANDA.VALEUUUUUUUUU

    ResponderExcluir
  14. O Allman Brothers é a minha Banda preferida desde 1969. A primeira vez que ouvi seu primeiro album homônimo em 1969 foi na antiga loja Museu do Disco no Centro de São Paulo. A partir daí nunca mais deixei de curtir os caras. Quando Duane morreu em 1971 entrei em depressão, arrumava brigas homéricas e tomei vários porres mas superei. Um ano depois foi a vez de Berry Oakley o baixista morrer de maneira semelhante em outro acidente de moto. Começei a ficar cabreiro, com medo da banda acabar, mas os caras continuaram com um novo baixista Lamar Willians e Chuck Leavell no piano. Os meus amigos tiravam um barato com a minha cara porque meu assunto era sempre o Allman. Os caras falavam: "Porra, com tantas bandas boas por aí e você só fala no Allman". Eu ria mas continuava fiel. Nos anos 80 foi a única época em que eu pensei em abandonar os caras (eles lançaram dois albuns péssimos), mas só pensei. No começo dos anos 90 eles voltaram ao seu estilo original em qual estão até hoje. Os caras estão velhos, já morreram mais dois carinhas (Lamar Willians e Allen Woody), mas eu vou estar sempre junto desta maravilhosa banda sulista.Howlin Jay - São Paulo - SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara! NEM SEI O QUE TI DIZER. PAIDEGUA.

      Excluir
  15. Hoje bati de frente no muro! Too old to rock and roll but too young to die!

    ResponderExcluir
  16. Valeu pelas postagens , Alex . Sei que dá um trabalho do cacete !! Allman Brothers é minha banda preferida . Paulo Cecillio .

    ResponderExcluir
  17. Banda muito pouco curtida no brasil, uma pena.

    Uma coisa tb: a faixa Soulshine citada no texto de introdução (no albúm "Live at Bonnaroo) é de Warren Haynes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recently found this site. It is terrific. I live about 20 minutes from Cape Cod. Have a nice day. jimg

      Excluir
  18. Alex, obrigado por ajudar o rock n roll
    Ele será eterno!!
    Continue com este incrivel blog!!!
    Muito Obrigado
    Um abraço querido de -
    Rodrigo Zaher.

    ResponderExcluir
  19. MURO É DEMAIS. VALEU MESMO POIS ( TABB ), É O TIPO DE BANDA QUE VC ESCUTA SEM PISCAR, CONHECIA OS MESMOS DESTE 1970 E POSSUO QUASE TUDO DELES, AGORA VOU COMPLETAR COM MAIS ESTE ACERVO QUE O (INCANSÁVEL ALEX) ESTÁ NOS DANDO.
    PARABÉNS ALEX. VIVA O MURO.
    Zigho.

    ResponderExcluir
  20. jayme da costa Maceió AL30/08/2015 15:08

    Está balançou as redes, um gol de placa! Parabéns Amigo e Felicidades...

    ResponderExcluir
  21. Gennaro Vidotti10/07/2016 02:00

    Grazie per la rara album, cercavo Live From A&R Studios, New York, August 26, 1971

    ResponderExcluir
  22. Thank you for your interesting and informative blog. I have enjoyed reading it and appreciate the work you have put into it. Here is some relevant information for you to review .
    Toy Machine Guns

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.