Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

11 de junho de 2011

Chris Harwood - Nice To Meet, Miss Christine (1970)

A história deste disco está muito bem contada aqui. Uma raridade no universo folk britânico, sempre muito cobiçado pelos colecionadores. 

Este disco de Chris Harwood é um portento. Algo que se estranha no tom algo modesto das canções, mas ouvido agora e comparado com a enxurrada de edições da última década é tão fácil distingui-lo e colocá-lo lá em cima, no topo.

É um disco de uma força sutil mas que não precisa de muito tempo para nos cativar. E se no seu alinhamento facilmente somos embalados para colocar "Nice To Meet Miss Christine" ao lado de outros discos dessa altura, basta chegar a "Question Of Time" para repensarmos tudo o que ouvimos até então.

O resto compõe-se com o tempo, paciência e a atenção que o disco de Harwood exige. É um disco fora do seu tempo. Uma pérola. Texto: Minduim Mateus.

01. Mama
02. Crying To Be Heard
03. Wooden Ships
04. Ain't Gonna Be Your Slave
05. Question Of Time
06. Gotta Do My Best
07. Before You Right Now
08. Never Know What Love Was
09. Flies Like A Bird


Como Baixar.

(192Kbps)

Link.

Senha/Password: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

8 comentários :

  1. Baixando para conhecer!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara obrigado por disponibilizar um discaço desse, baixei, ouvi uma vez e já comprei o cd.

      Excluir
  2. Fantástico o trabalho deste grupo. Música simples e muito elegante. É difícil não se deixar levar pelo seu embalo contagiante. Obrigado Alex!

    ResponderExcluir
  3. ¡Cuidado! Vosotros no deberíais pasar el día sin escuchar el prodigio encerrado en este disco. Este disco es uno de los registros más buscados por los coleccionistas tras los discos inéditos del folk-rock femenino inglés. De hecho, raramente ha aflorado alguna copia del LP. Su marido, el roquero y productor Mark Plummer contrató los servicios de una gran cantidad de estrellas provenientes del folk y el rock progresivo. El guitarrista original de 'Yes' Peter Banks, Dave Lambert que llegaría a trabajar con Dave Cousins en 'The King Earl Boogie Band', arreglos corales de Gainsbourg / Melody Nelson, el organista Hammond de Joe Cocker Tommy Eyre, el veterano periodista y batería de rock Chris Welsch bajo el pseudónimo J.K. Boots, el original bajo Fender a cargo de Roger Sutton que colaboró con Brian Auger and The Trinity, la famosa escuela del batería Peter York, las guitarras folk del incondicional Mike Maran y el saxofonista Ian MacDonald de 'Macdonald & Giles', los violines aportados por las sesiones de Michel Legrand junto a Johnny Van Derrick mientras se tomaban un descanso de grabar la música incidental para la Pantera Rosa... ¿quién da más?
    Sobre Chris Harwood se sabe muy poco. La razón es trágica. Después de elaborar este disco a fuego lento y en condiciones de grabación pésimas, el registro se volatizó en los estudios de Youngblood Dallon Records. A la joven Chris le dieron ambiguas y frías explicaciones. Algo insólito y triste. Después de 42 años poco se ha sabido de esta cantautora. Después de este fraude humillante en los albores de su adolescencia, Chris rehuyó el circuito comercial, colaborando con algunos cantantes y actuando entre bastidores difundiendo la música pop en Europa. El pobre diseño de la portada, su mínima comercialización y radiodifusión no deberían engañarnos cuatro décadas después. Chris Harword en compañia de estos artistas hicieron una obra maestra fascinante que por oscuras razones permaneció secuestrada.

    ResponderExcluir
  4. Excellente trouvaille !
    merci

    ResponderExcluir
  5. Rapaz, como pode uma maravilha dessas ser tão pouco conhecida, uma joia rara, um autentico tesouro, absolutamente acachapante. é paixão a primeira audição.

    ResponderExcluir
  6. ALEX VOCÊ É REALMENTE ILUMINADO POR DEUS. FICO ME PERGUNTANDO COMO VOCÊ ENCONTRA TANTA COISA.
    VIVA MURO E VIVA ALEX SALA.
    FIQUEM COM DEUS PARCEIROS DO MURO.
    O/

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo e surpreendente material desta obscura cantora. Destaque para a lírica e maravilhosa versão de "Cryin' To Be Heard" de Dave Mason (do disco Traffic - 1968).Parabéns Alex!

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.