Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

2 de novembro de 2011

King Kobra - Discografia.

King Kobra é uma banda de glam metal formado pelo baterista Carmine Appice após a saída da banda solo de Ozzy Osbourne em 1984. 

A banda incluiu quatro músicos relativamente desconhecidos: o vocalista Mark Free, guitarrista David Michael-Philips, baixista Jonhy Rod, e o guitarrista Mick Sweda. Depois de 2 álbuns com a Capitol Records (Ready to Strike - 1985 e Thrill of a Lifetime - 1986), Appice decidiu dissolver a banda e o guitarrista John Sykes aderir a sua banda Blue Murder, em 1989. (Wikipédia)

O King Kobra é mais uma das bandas glam da década de 80, mas com uma pequena diferença quando comparada com as outras... ao invés de faturar como todas, ela fracassou!

O idealizador do Projeto foi o lendário baterista Carmine Appice (Vanilla Fudge) que juntamente à Capitol Records montou uma banda que tinha a simples intenção de fazer dinheiro.

A banda inicialmente consistia em Carmine e o vocalista Mark Free. O dois recrutaram os outros membros. Mike Wolfe foi o primeiro guitarrista, mas foi substituído por Mick Sweda. No rastro vieram Johny Rod e David Michael Phillips (ex-Keel).

O álbum “Ready to Strike” foi lançado e foi extranhamente ignorado por todos. Muitos consideravam um absurdo que Carmine Appice, que era um conceituado músico de jazz, blues e rock n‘roll, tivesse se proposto a fazer algo tão comercial. O destaque do álbum é a faixa “Shadow Wolf”.

Carmine parecia não se importar e deu seu segundo passo: “Thrills of a Life time” que teve repercussão um pouco melhor que o primeiro, com boas canções como “Dream on” e “Overnight Sensation”, mas nada que pudesse ser considerado rentável, pelo menos comparado ao que estava rolando na época. Fizeram algumas turnês abrindo para Kiss e Queensyche.

Em 1986 veio a primeira baixa. Johny Rod saiu e foi parar no WASP. Lonnie Vincent entrou em seu lugar.

O King Kobra parecia querer o sucesso a qualquer custo, devido às apelações feitas. O visual era chocante, era mais do que glam, ficava no meio termo entre Poison e Twisted Sister. O primeiro single do álbum “Thrills of alifetime” foi “Never say Die (Iron eagle)” que foi colocado no filme de mesmo nome (Águia de Aço) na tentativa de erguer o nome da banda entre os nomes do rock glam, mas foi tudo em vão. Podemos dizer que apesar das críticas, a banda foi injustiçada, pois o conteúdo dos discos não era ruim.

A banda teve mais baixas, a maior delas foi a saída de Mark Free. Marc Torien assumiu o posto, mas por pouco tempo, no que resultou em apenas uma canção com a banda. Sweda e Vincent também se encheram, resolveram sair e formaram o Bulletboys.

O Baterista, já então apelidado “Carmine "eu não desisto" Appice”, montou um novo time que continha Johny Edwards no vocal (ele mais tarde integraria o Lendário Foreigner) e lançou “King Kobra III”, um disco diferente dos dois primeiros, deixando o visual um pouco de lado e concentrando-se mais nas canções que desta vez estavam mais agressivas. Se o resultado antes era ruim, com este disco ficou pior. Não que o álbum fosse fraco, mas todos já tinham tomado antipatia pelo nome King Kobra.

Carmine finalmente deu o braço a torcer, abandonou o “projeto para ganhar dinheiro” e Aceitou o convite de John Sykes para remontar o Blue Murder. Por mais de uma década o nome King Kobra ficou apenas na memória dos seus pouquíssimos fãs. Seus ex-integrantes partiram para outras bandas menos expressivas. O vocalista Mark Free ainda fez umas tentativas, mas depois abandonou por completo o mundo da música e... pasmem! mudou de sexo... Ele... (quero dizer, ela...) se chama Marcie Free agora e trabalha para o governo Americano. Agora, música para ela é só um Hobby.

Com a entrada do novo milênio e o retorno de nomes do hard glam oitentista, Carminne resolveu trazer à tona o King Kobra novamente. Mark (Marcie) não se interessou e a vaga ficou com Kelly Kelling, um virtuoso músico americano que além de cantar vai tocar também. A nova formação com Carmine Appice (bateria e vocal), Kelly Keeling (vocal, guitarra e baixo), Steve Fister (guitarra) e Mick Sweda (guitarra) lança “Hollywood Trash”, um disco que mostra um novo estilo, menos comercial, mais potencial. O disco ainda tem a participação especial de C. C. DeVille do Poison. Texto: Allan Jones (Whiplash) 

Integrantes.

Ready To Strike & Thrill of a Lifetime.

Mark Free - Vocal.
David Michael Philips - Guitarra (1984–1988)
Johny Rod - Baixo.
Mick Sweda - Guitarria.
Carmine Appice - Bateria.

King Kobra III.

Johnny Edwards - Vocal.
David Michael-Philips - Guitarra.
Jeff Northrup - Guitarra.
Larry Hart - Baixo.
Carmine Appice - Bateria.

Hollywood Trash.

Kelly Keeling - Vocal & Baixo.
Mick Sweda - Guitarra.
Steve Fister - Guitarra.
Carmine Appice - Bateria.

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Ready to Strike (1985)
01. Ready To Strike
02. Hunger
03. Shadow Rider
04. Shake Up
05. Attention
06. Breakin' Out
07. Tough Guys
08. Dancing With Desire
09. Second Thoughts
10. Piece Of The Rock 


Thrill of a Lifetime (1986)
01. Second Time Around
02. Dream On
03. Feel the Heat
04. Thrill of a Lifetime
05. Only the Strong Will Survive
06. Iron Eagle (Never Say Die) 
07. Home Street Home
08. Overnight Sensation
09. Raise Your Hands to Rock
10. Party Animal
11. This Ranging Fire (Bonus Track) 


King Kobra III (1988)
01. Mean Street Machine
02. Take It Off
03. Walls of Silence
04. Legends Never Die
05. Redline
06. Burning in Her Fire
07. Perfect Crime
08. It's My Life
09. #1 


The Lost Years (1999)
01. Mean Street Machine
02. Fool In The Rain
03. Young Hearts Survive
04. Your Love's A Sin
05. #1
06. Walls Of Silence
07. Lonely Nights
08. Redline
09. Perfect Crime
10. Overnite Love Affair
11. Poor Boy (You Are My Life) 


Hollywood Trash (2001)
01. Do It
02. Bitch
03. The Gift
04. Hollywood Trash
05. Jessy
06. The Edge
07. Watch What You Think
08. Angels
09. Blaze
10. Freedom
11. Ready To Strike
12. Take It Off
13. Here Comes The Night 


Number One (2005)
01. Mean Street Machine
02. Fool In The Rain
03. Young Hearts Survive
04. Your Love's A Sin
05. Number One
06. Walls Of Silence
07. Lonely Nights
08. Redline
09. Perfect Crime
10. Overnite Love Affair
11. Poor Boy (You Are My Life) 


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

6 comentários :

  1. muito bom! obrigado!

    ResponderExcluir
  2. O cantor Mark Free tem uma das vozes mais legais do Aor / Melodic Rock. O que esse cara cantava no King Kobra era uma absurdo. Falem bem ou falem mal, o certo é que o King Kobra tem um puta som legal.

    ResponderExcluir
  3. thankssssss for all the music in the muro i´m a fan number one, i´m from México

    ResponderExcluir
  4. Banda bem legal, estou baixando os primeiros com Mark Free que não conheço, mas pelo grande vocal de Mark, devem ser legais.

    ResponderExcluir
  5. Realmente uma banda injustiçada. Estou ouvindo os discos que baixei aqui e o som deles é muito bom. Eu só conhecia esta banda por causa do tema do filme "Águia de Aço (Iron Eagle)".

    Aliás, agradeço imensamente ao Muro por nos permitir ouvir agora coisas que eu nem conhecia e nem pude ouvir nas décadas de 80 e 90. Tamanha a riqueza de criatividade, estilos, sonoridade e composição destas duas décadas.

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.