Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

16 de dezembro de 2011

Kraftwerk - Discografia.

Creio que algumas pessoas vão questionar o fato dessa banda estar no Muro, pois foi a banda que inventou a musica eletrônica, porem esse estilo nos anos 70 era bem diferente do tocado hoje em dia. Os primeiros álbuns da banda tem um som digamos que Krautrock (o jeito alemão de fazer um bom rock progressivo) por este motivo a banda merece esse espaço no Muro.

Kraftwerk (pronunciado [ˈkraftˌvɛrk], usina de energia em alemão) é um grupo musical alemão que inventou um estilo de música techno totalmente feita e tocada por meio de sintetizadores, tornando a música eletrônica mais acessível ao grande público, principalmente porque se tornaram os precursores de estilos como o techno e o electro, bem como a moderna dance music em geral. A banda foi fundada por Florian Schneider e Ralf Hütter em 1970, mas contando sempre com a participação de outros músicos, sendo que muitos sequer chegaram a participar de algum disco. Entretanto, a formação mais conhecida, duradoura e bem sucedida foi aquela que se consolidou entre 1975 e 1987 e que incluía os percussionistas Wolfgang Flür e Karl Bartos.

As técnicas que o Kraftwerk introduziu, assim como os equipamentos desenvolvidos por eles, são elementos comuns na música moderna. A banda tem sido considerada por alguns como tão influentes quanto os Beatles na sua participação na música popular na segunda metade do século XX. As suas letras lidam com a vida urbana e a tecnologia europeia pós-guerra.

Geralmente mínimas, ainda assim revelam celebração e alertas sobre o mundo moderno.

História.

O Kraftwerk foi fundado em 1970 por Florian Schneider-Esleben (flauta) e Ralf Hütter (teclado) no seu estúdio Kling Klang, na cidade de Düsseldorf, Alemanha. Conheceram-se quando estudavam no Conservatório de Düsseldorf no final dos anos 60, participando da cena experimental da música da época, o movimento posteriormente intitulado Krautrock.

As primeiras formações da banda, entre 1970 e 1974, eram bastante rotativas, com Hütter e Schneider trabalhando com vários outros músicos para gravar quatro álbuns e se apresentar algumas vezes. Entre os participantes destacam-se o guitarrista Michael Rother e o baterista Klaus Dinger , que deixaram a banda para formar o Neu!.

A participação, experiência e influência do produtor Konrad "Conny" Plank foram também significativas. Trabalhou com bandas como Can, Neu!, Cluster, e, como resultado do seu trabalho com os Kraftwerk, o seu estúdio localizado em Colónia tornou-se num dos mais requisitados no final dos anos 70. Plank produziu os primeiros quatro álbuns da banda, mas parou de trabalhar com os Kraftwerk depois do sucesso comercial de Autobahn, aparentemente devido a disputas com contratos da banda.

Emil Schult tornou-se num colaborador regular do grupo no início de 1973, originalmente tocando baixo e violino, produzindo material visual da banda e letras e os acompanhando em digressões.

Após vários álbuns experimentais, o sucesso da banda veio em 1974 com o álbum Autobahn, e a sua faixa de 22 minutos motorik. A canção foi um hit mundial, demonstrando a grande relação da banda com sintetizadores e outros instrumentos electrónicos. Este álbum foi seguido por uma trilogia de álbuns que influenciou bastante a música popular posterior: Radio-Activity (1975), Trans-Europe Express (1977) e The Man Machine (1978).

Em 1975 formou-se o que ficou conhecido como a formação clássica do Kraftwerk, para a digressão de Autobahn. Juntaram-se a Hütter e Schneider Wolfgang Flür and Karl Bartos como percussionistas electrónicos.

Depois de anos sem apresentações ao vivo, os Kraftwerk iniciaram digressões novamente no final dos anos 90. Ralf queria tocar cada vez mais, mas a dificuldade em transportar os equipamentos analógicos limitou as viagens para fora da Europa. Após a saída de Flür e Bartos, vários outros músicos, como Fritz Hilpert e Henning Schmitz apareceram na formação dos Kraftwerk.

Em meados de 1999, as gravações originais de Tour de France foram finalmente lançadas em CD, indicando um reinício das actividades da banda. O single Expo 2000, a primeira nova música em treze anos, foi lançado em Dezembro do mesmo ano, e posteriormente remisturado por bandas de música electrónica como Orbital.

Em 2000, o ex-membro Flür publicou uma autobiografia na Alemanha, Kraftwerk: I Was a Robot, revelando vários novos detalhes sobre a vida da banda. Hütter e Schneider mostraram, no entanto, hostilidade à obra.

Em Agosto de 2003, a banda lançou Tour de France Soundtracks, o primeiro álbum desde Electric Café, de 1986. Em Junho de 2005, a banda lançou um álbum ao vivo, Minimum-Maximum, que foi compilado de apresentações da banda durante a digressão europeia no início de 2004, recebendo várias críticas positivas. A maioria das faixas consistia em remodelagens de antigas faixas de estúdio. O álbum foi galardoado com o Grammy para melhor álbum de música electrónica. Juntamente com o CD, foi lançado um DVD que contém vários vídeos de apresentações em várias localidades no mundo.

Saída de Florian Schneider.

No dia 5 de Janeiro de 2009, Florian Schneider anunciou a sua saída do Kraftwerk. Schneider era o penúltimo integrante da formação original da banda, da qual também foi um dos fundadores, onde permaneceu por mais de 30 anos.

Florian não se apresentava com o Kraftwerk desde a turnê nos EUA de Abril de 2008, e foi substituído nesses shows por Stefan Pfaffe (antigo colaborador da banda). Da formação original restou apenas Ralf Hütter. Texto: Wikipédia.

Integrantes.

Atuais.

Ralf Hütter - Vocais, vocoder, sintetizadores, órgão, bateria e percussão, guitarra, piano (1970-1971, 1971-presente)
Fritz Hilpert - Percussão eletrônica, engenharia de som (1987-presente)
Henning Schmitz - Percussão eletrônica, teclados ao vivo (1991-presente), engenharia de som (1978-presente)
Stefan Pfaffe - Vídeo técnico (2008-presente)


Ex-Integrantes.

Florian Schneider - Sintetizadores, vocais de fundo, vocoder, gerados por computador vocais, acústicas e flauta, saxofone eletrônica ao vivo, percussão, guitarra, violino (1970-2008)
Houschäng Néjadepour - Guitarra elétrica (1970)
Platão Kostic (aka Platão Riviera) - Guitarra (1970)
Peter Schmidt - Bateria (1970)
Charly Weiss - Bateria (1970)
Thomas Lohmann - Bateria (1970)
Eberhard Kranemann - Guitarra (1970)
Andreas Hohmann - Bateria (1970)
Klaus Dinger - Bateria (1970-1971)
Michael Rother - Guitarra elétrica (1971)
Emil Schult - Guitarra elétrica, violino eletrônico (1973)
Wolfgang Flür - Percussão eletrônica (1973-1987)
Klaus Roeder - Guitarra elétrica, violino eletrônico (1974)
Karl Bartos - Percussão eletrônica, vibrafone ao vivo, teclados vivos (1975-1991)
Fernando Abrantes - Percussão eletrônica, sintetizador (1991)


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Organisation - Tone Float (1970)
01. Tone Float
02. Milk Rock
03. Silver Forest
04. Rhythm Salad
05. Noitasinagro 


Kraftwerk (1971)
01. Ruckzuck
02. Stratovarius
03. Megaherz
04. Vom Himmel Hoch 


Link.

Kraftwerk 2 (1972)
01. Klingklang
02. Atem
03. Strom
04. Spule 4
05. Wellenlänge
06. Harmonika 


Ralf & Florian (1973)
01. Elektrisches Roulette
02. Tongebirge
03. Kristallo
04. Heimatklänge
05. Tanzmusik
06. Ananas Symphonie 


Link.

Autobahn (1974)
01. Highway (Autobahn)
02. Comet Melody 1 (Kometenmelodie 1) 
03. Comet Melody 2 (Kometenmelodie 2) 
04. Midnight (Mitternacht) 
05. Morning Walk (Morgenspaziergang) 


Radio-Activity (1975)
01. Geigerzähler
02. Radioaktivität
03. Radioland
04. Ätherwellen
05. Sendepause
06. Nachrichten
07. Die Stimme der Energie
08. Antenne
09. Radio Sterne
10. Uran
11. Transistor
12. Ohm sweet Ohm 


Trans-Europe Express (1977)
01. Europa Endlos
02. Spiegelsaal
03. Schaufensterpuppen
04. Trans Europa Express
05. Metall auf Metall
06. Franz Schubert
07. Endlos Endlos 


The Man Machine (1978)01. The Robots
02. Spacelab
03. Metropolis
04. The Model
05. Neon Lights
06. The Man-Machine 

Computer World (1981)
01. Computer World
02. Pocket Calculator
03. Numbers
04. Computer World..2
05. Computer Love
06. Home Computer
07. It's More Fun To Compute 


Link.

Ultra Rare Trax (1983)
01. Computer World
02. Pocket Calculator
03. Music - Non Stop
04. Trans Europe Express
05. The Robots
06. Autobahn
07. Europe Endless
08. Man Machine
09. The Model
10. Neon Lights
11. Showroom Dummies 


Electric Cafe (1986)
01. Boing Boom Tschak
02. Techno Pop
03. Musique Non Stop
04. The Telephone Call
05. Sex Object
06. Electric Cafe 

The Mix (1991)
01. The Robots
02. Computerlove
03. Pocket Calculator
04. Dentaku
05. Autobahn
06. Radioactivity
07. Trans Europe Express
08. Abzug
09. Metal On Metal
10. Homecomputer
11. Music Non Stop 


Tour de France Soundtracks (2003)
01. Prologue
 02. Tour de France (Étape 1) 
 03. Tour de France (Étape 2) 
04. Tour de France (Étape 3)
05. Chrono
06. Vitamin
07. Aéro Dynamik
08. Titanium
09. Elektro Kardiogramm
10. Forme
11. Régéneration
12. Tour de France 


Ultra Rare Trax Vol. 2 (2004)
01. Tour De France (Kervorkian Remix) 
02. Radioactivity (William Orbit Remix) 
03. Techno Pop (1983 Version) 
04. Les Mannequins (Orig. 1978 Ext. French Remix)
05. Electic Café (Mix-It Remix)
06. Sex Object (Razormaid Mix)
07. The Telephone Call (Razormaid Mix) 
08. Computerwelt (Razormaid Mix) 
09. The Robots (Ultimix)
10. Pocket Calculator (Mix-It Remix) 


Minimum Maximum (2005)
CD 1.

01. The Man-Machine
02. Planet Of Visions
03. Tour De France (Etape 1)
04. Chrono
05. Tour De France (Etape 2)
06. Vitamin
07. Tour De France
08. Autobahn
09. The Model
10. Neon Lights

CD 2.

01. Radioactivity
02. Trans Europe Express
03. Metal On Metal
04. Numbers
05. Computer World
06. Home Computer
07. Pocket Calculator
08. Dentaku
09. The Robots
10. Elektro Kardiogramm
11. Aero Dynamik
12. Music Non Stop 


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

38 comentários :

  1. Pode até não ser rock, mas é CLÁSSICO! E se é clássico está no muro!!!! Bela postagem Alex!

    ResponderExcluir
  2. Alex, parabéns por esse entre tantos posts! alguns podem estar surpresos por voce postar Kraftwerk mas esse banda tem muito rock na sua essência! abraços

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo post.
    estava aguardando para por entre os meus
    190gb de downloads só do MURO.

    VLW ALEX

    ResponderExcluir
  4. Márcio Frazão de Piracuruca-PI09/01/12 17:22

    Cara, procurava como louco pelo disco Tour de France, e aquí encontrei. Muro do Classic Rock é, sem dúvida nenhuma, meu Blog Favorito. Viva o Compartilhamento e viva o bom gosto !!!

    ResponderExcluir
  5. alexandre mourão09/01/12 17:37

    finalmente consegui escutar o "autobahn" e o "radio activity"!!! valeu a espera!!!

    ResponderExcluir
  6. valeu, muro boa esta discografia

    ResponderExcluir
  7. valdir petreconi valeu cara e uma banda de respeito 02/03/2012

    ResponderExcluir
  8. lucio / cara voce foi feliz em colocar o krafwerk como banda de rock progresivo porque na minha opiniao e mesmo parabens voce e o cara que entende mesmo de rock o muro e de mais sou de avare sp faleu

    ResponderExcluir
  9. Parabéns, nada mais a dizer, banda essencial pra compreender a mpusica pop.

    ResponderExcluir
  10. Kraftwerk é história viva do rock, um rock sem preconceitos e parâmetro para uma música de muito boa qualidade. Sem contar que os caras sempre fizeram shows memoráveis. Já passaram por aqui algumas vezes, e são bons! Agradecido!

    ResponderExcluir
  11. muito do rock mumdial hoje em dia tem muita emfluençia dessa banda

    ResponderExcluir
  12. valeu cara hoje em dia o rock tem muita imfluençia dessa banda

    ResponderExcluir
  13. Elson Mauricio G. Andrade14/05/12 15:24

    Essa banda sâo o ícone da musica eletrônica,mesmo os seus primeiros discos serem de 1970 em diante,esvam bastantes atuais na sonoridade e no esperimentalismo e descobertas de novos sons e ritmos.É um prazer ouvir os discos desta banda.

    ResponderExcluir
  14. Autobahn viajando pela auto estrada isto e uma viajem mesmo valeu Alex kraftwerk rock progressivo do mais auto estilo toda banda de rock eletronico gira em torno desta banda na minha opiniao valeu cara

    ResponderExcluir
  15. Tenho uma relação muito interessante com Kraftwerk. Tenho 19 anos e um dia, quando ainda era criança, presenciei uma cena memorável ao som dos caras: Minha vó, que nunca teve grande ligação a qualquer tipo de música praticamente ir ás lagrimas ao ouvir uma das músicas de Radio-Activity no antigo toca discos do meu pai. Hehe... por mais que pareça uma história boba, isso me marcou muito e fez com que eu visse a música em geral de uma maneira diferente. Obrigado pela postagem! Agora posso conferir os outros trabalhos da banda.

    ResponderExcluir
  16. Excelente Post! sou fã dos primórdios da música eletrônica! Viva o bom gosto, e obrigado por tantas pérolas que nos têm trazido neste blog! Certamente o MELHOR!

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pelo trabalho

    ResponderExcluir
  18. Caro Alex, valeu mesmo a tempo que queria voltar nos anos 70 e 80, Kraftwerk é onde tudo começou isso sim é eletronico ... parabéns mesmo cara ...

    ResponderExcluir
  19. Excelente!
    Como curtia e curto ainda esses fantásticos integrantes
    que tiram um som eletrônico sem igual!
    Meus parabéns...
    Abração/Nelson Ferreira

    ResponderExcluir
  20. Werner Shultz25/03/13 21:38

    Banda singular pelo seu pioneirismo e experimentação,com uma contribuição importante na história da música do século XX.

    ResponderExcluir
  21. Show! Conheci eles na década de 80! Um amigo meu disse q era bom, fui em uma loja de discos e tinha logo o The Mix, pedi para o vendedor passar umas faixas, Radioactivity logo de cara...levei! Depois só garimpando os Sebos!...rs!...

    ResponderExcluir
  22. Kraftwerk está para a música eletrônica, assim como Bob Marley para o Reggae, assim como Led Zeppelin para o Heavy Rock, assim como Jimi Hendrix para a Guitarra elétrica, assim como Judas Priest para o Heavy Metal, assim como U2 para o Pop Rock, assim como Janis Joplin para o vocal... Muito GRATO!!!!, mais uma vez Alex & Amigos que fazem o Muro do Classic Rock cativante como é para mim.

    ResponderExcluir
  23. melhor banda do mundo vcs sao demais eraldo campina grande pb

    ResponderExcluir
  24. melhor banda de dance do mundo vcs sao demais eraldo galante pb

    ResponderExcluir
  25. Então o que dizer pro grande muro... Idem todos acima... e parabéns pela excelente postagem.

    ResponderExcluir
  26. os kraft ultrapassaram as barreiras do som nos anos 70 e são sons atuais até hoje...são pioneiros de uma era contenporânea e lendas da música eletrônica...gosto demaissss...bela postagem e com certeza merecem estar aqui!!!!

    ResponderExcluir
  27. Lembro que na epoca, os curtidores de rock respeitavam Kraftwerk, e quem conhece musica respeita sempre...
    Grande abraco.

    ResponderExcluir
  28. valeu cara!!!! ADIMITO QUE SOU MAIS FÃ DE ELETRONICO DO QUE ROCK, MAS O KRAFTWERK É FODA!!!!!

    ResponderExcluir
  29. Nos anos 80, eu já tinha um som possante no meu Opalão, e tirava maior onda curtindo nos K7 em meu TKR e amplificador INFINITY, os famosos disco desses fabulosos engenheiros fantásticos: The Man Machine (1978) e Radio-Activity (1975)! Até hoje, de vez em quando ponho para rodar essas raridades, que adoro!

    ResponderExcluir
  30. Great....Great....Great...!
    Thank you very much Alex.

    ResponderExcluir
  31. Valeu mesmo, você tem até Focus entre outros, só pra ter noção eu curto estes sons desde 72 e conheci a maioria das bandas...mas encontrar novamente disponíveis somente no seu BETTER SITE. Forte abraço e pense...POUCOS SÃO TÃO BONS COM VOCÊ.

    ResponderExcluir
  32. kraftwerk /muro e Alex tudo na Autoban valeu

    ResponderExcluir
  33. Kraftwerk é o pai da música eletrônica e experimental sem dúvida...
    excelente post.

    ResponderExcluir
  34. uma banda maravilhosa que o muro disponibiliza para nos...há muitos anos atrás vendi 4 vinis e me arrependi muito pela cagada que fiz. o que e bom encontramos no muro mesmo fugindo um pouco dos padrões roqueiro espero que seu trabalho nunca saia do ar mestre alex paz e boa musica para todos

    ResponderExcluir
  35. SIM,RECORDO
    MEU PRIMO TINHA OS VINIS IMPORTADOS DA ALEMANHA ERA MUITO MASSA QUANDO ELE COLOCAVA PARA TOCAR......

    ResponderExcluir
  36. Radio-Activity cara que disco e uma viagem

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.