Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

18 de dezembro de 2011

Nirvana (UK) - Discografia.

Nirvana foi uma banda de rock formada em 1965, no Reino Unido, e dissolvida em 1971.

Apesar da banda não ter alcançado um grande sucesso comercial eles foram aclamados por muitos profissionais da indústria fonográfica e críticos.

Em 1985 a banda foi reformada. 

História.

Primeiros Anos (1965-1971)

Nirvana surgiu a partir da parceria entre o músico irlandês Patrick Campbell-Lyons e o compositor grego Alex Spyropoulos. Em suas gravações Campbell-Lyons e Spyropoulos faziam todos os vocais. O trabalho instrumental era realizado principalmente por músicos conceituados e músicos de orquestra – com Campbell-Lyons proporcionando um pouco de violão e Spyropoulos contribuindo com o teclado.

Musicalmente, Campbell-Lyons e Spyropoulos misturavam vários estilos musicais como rock, jazz, pop, folk, ritmos latinos e música clássica, com arranjos bem ao estilo barroco criando assim músicas bem originais.

Em outubro de 1967 eles laçaram seu primeiro álbum: um álbum conceitual produzido pela Blackwell e intitulado The Story of Simon Simopath. O álbum foi sem dúvida o primeiro álbum de conceito narrativo já lançado, antecipando álbuns story-drive conceito como S. F. Sorrow (dezembro de 1968), da banda The Pretty Things, Tommy (abril de 1969), da banda The Who e Arthur (setembro de 1969), da banda The Kinks.

Com o imanente lançamento de seu primeiro álbum, Campbell- Lyons e Spyropoulos viram-se incapazes de realizarem suas músicas ao vivo apenas como um duo e com isso decidiram formar um grupo com mais quatro músicos para que assim pudessem realizar seus concertos e fazerem aparições na TV.

Embora contratados para fazerem parte do grupo apenas em performances ao vivo e não como membros da banda, estes quatro músicos também foram incluídos na fotografia da capa do primeiro álbum da banda, ao lado do duo, para auxiliar na projeção de uma imagem de grupo ao invés de uma dupla.
Em alguns meses, Nirvana tinha voltado à sua linha original de apenas duas pessoas.

Os quatro músicos que participaram da banda em suas apresentações ao vivo e programas de TV foram Ray Singer (guitarra), Brian Herderson (baixo), Sylvia A. Schuster (violoncelo) e Michael Cole (trompa).

A banda apareceu na televisão francesa, junto com Salvador Dalí, que, durante uma performance de seu segundo single “Rainbow Chaser”, espirrou tinta preta sobre eles.

As aparições ao vivo da banda tornaram-se cada vez mais raras e com isso o duo decide dissolver o sexteto e contar com os outros músicos apenas nas gravações futuras.

Em 1968, a dupla gravou seu segundo álbum, All Of Us, que contou com uma ampla gama de estilos musicais, semelhantes com o do primeiro álbum.

Seu terceiro álbum, Black Flower, foi rejeitado pela Blackwell. Mais tarde, sob o título To Markos III, o álbum foi lançado (Spyropoulos que ajudou a financiar o álbum) no Reino Unido, pela Pye, em maio de 1970. Este disco é extremamente raro pois foram lançados apenas algumas centenas de cópias (foram presadas apenas 250 cópias).


Este material apresenta um trabalho bem mais maduro do que seus dois primeiros álbuns, embora eles ainda oferecessem um som orquestrado, com algumas influências de jazz e música clássica.

Esta raridade ganhou a disponiblidade fácil com o laçamento do CD de 2003, pela Universal/Island, que apesar de remasterizado ainda tem alguns ruídos que soam suspeitosamente como pequenas colisões de vinil no início de “Black Flower”.

Em 1971, o duo separa-se amigavelmente, com Campbell- Lyons sendo o principal contribuinte para os dois próximos álbuns do Nirvana, Local Anaesthetic (1971) e Songs Of Love And Praise (1972), este último contou com o retorno de Sylvia Schuster.

Campbell- Lyons posteriormente trabalhou como artista solo e gravou mais álbuns: Me And My Friend, de 1973, The Electric Plough, de 1981 e The Hero I Might Have Been, de 1983. Estes discos não tiveram muito sucesso comercial. 


1985-Presente.

Estilos Musicais e Técnicas.

A dupla se reuniu em 1985, para fazerem uma turnê pela Europa e já em 1987 eles lançaram o álbum Black Flower (Bam-Caruso, 1987) que continha material novo. (Black Flower foi o título original de seu terceiro álbum). Na década de 1990 mais dois álbuns foram lançados: Secret Theatre, de 1994, que continha faixas raras e demos, enquanto que Orange and Blue, de 1996, contava com material inédito e incluía uma versão da música “Lithium”, canção de Kurt Cobain, originalmente gravada por Cobain na sua banda de mesmo nome.
Posteriormente, esta gravação traria problemas para as duas bandas.

Em 1999, eles lançaram uma ontologia de três CDs, intitulado “Chemistry”, que tinha doze faixas inéditas.


Seus três primeiros álbuns foram relançados em CD pela Universal Records, em 2003 e todos eles foram aclamados pela crítica.
Em 2005, a Universal (Japão) reedita Local Anaesthetic e Songs Of Love And Praise. 


Colaboradores Notáveis.

Alguns dos maiores produtores, arranjadores, engenheiros e mixers da Grã- Bretanha trabalharam com o Nirvana durante essa época. Dois desses produtores/arranjadores trabalharam com o grupo bem antes de trabalharem com bandas bastante conhecidas como Beatles e Rolling Stones.

Produtores, arranjadores, engenheiros e mixers do Nivarna:

- Chris Blackwell, fundador da Island Records,que fez trabalhos com a banda antes de trabalhar com Bob Marley.

- Tony Visconti, Arranger / produtor, trabalhou com a banda antes de trabalhar com David Bowie, Marc Bolan, Moody Blues e U2, entre outros.

- Mike Vickers, multi-instrumentalista e ex-Manfred Mann, que realizou trabalhos de arranjo para o Nirvana em 1967 e 1968.

- Jimmy Miller, produtor nascido nos EUA, que trabalhou com eles antes de começar a produzir sua série de cinco álbuns com Rolling Stones, incluindo os álbuns Beggars Banquet, Exile On Main Street e Only Rock 'n Roll.

- Chris Thomas
, produtor, cujos créditos incluem The Beatles, Procol Harum, Roxy Music, Pink Floyd (mixed The Dark Side of the Moon), Sex Pistols e INXS.
- Guy Stevens, A & R executivo e produtor, trabalhou com o grupo antes de seu trabalho de produção com Mott the Hoople.

- Brian Humphries, engenheiro de gravação, que trabalhou com o Nirvana antes de trabalhar com Traffic, Black Sabbath, McDonald and Giles and Pink Floyd (Wish You Were Here e Animals).

Muitos outros trabalharam na produção do Nirvana, como Muff Winwood (ex- The Spencer Davis Group); o arranjador/produtor Mike Hurst, que trabalhou também com Jimmy Page, Cat Steves, Manfred Mann, Spencer Davis Group e Colin Blunstone; e o arranjador Johnny Scott.

Vários músicos conceituados também estiveram ao lado do Nirvana em seus trabalhos: Lesley Duncan, Herbie Flowers, Billy Bremner, Luther Grosvenor, Clem Cattini, todos da banda Spooky Tooth, Pete Kelly (teclados), que também co-escreveu “Modus Operandi” música do álbum “Local Anaesthetic”. 

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

The Story of Simon Simopath (1967)
01. Wings of Love
02. Lonely Boy
03. We Can Help You
04. Satellite Jockey
05. In the Courtyard of the Stars
06. You're Just the One
07. Pentecost Hotel
08. I Never Found a Love Like This
09. Take This Hand
10. 1999 


Link.

The Existence Of Chance Is Everything and Nothing Whilst the Greatest Achievement Is the Living of Life and So Say All Of Us (1968)
01. Rainbow Chaser
02. Tiny Goddess
03. The Touchables (All Of Us) 
04. Melanie Blue
05. Trapeze
06. The Show Must Go On
07. Girl In The Park
08. Miami Masquerade
09. Frankie The Great
10. You Can Try It
11. Everybody Loves The Clown
12. St.John's Wood Affair
Bonus Tracks.
13. Flashbulb
14. Oh! What a Performance
15. Darling Darlane
16. C Side of Ocho Rios 


To Markos III (1970)
01. The World Is Cold Without You
02. Excerpt From "The Blind & The Beautiful"
03. I Talk To My Room
04. Christopher Lucifer
05. Aline Cherie
06. Tres, Tres Bien
07. It Happened Two Sundays Ago
08. Black Flower
09. Love Suite
10. Illinois 


Local Anaesthetic (1971)
01. Modus Operandi (Method Of Work) 
02. Home (Patrick Campbell-Lyons)
A. Salutation
B. Construction
C. Destruction
D. Reconstruction
E. Fanfare
 


Songs Of Love And Praise (1972)
01. Rainbow Chaser
02. Please Believe Me
03. Lord Up Above
04. She's Lost It
05. Nova Sketch
06. Pentecost Hotel
07. I Need Your Love Tonight
08. Will There Be Me
09. Stadium 


Me And My Friend (1973)
01. Out Of Nowhere
02. Friends
03. Mother England
04. Everybody Should Fly A Kite
05. Tomorrow I'll Make You Smile
06. Me And My Friend
07. Jesus Christ Junior
08. I Think I Want Him Too
09. 1974
10. Watch Out Cassius Cly

Bonus Tracks.
11. On The Road
12. Please Believe Me
13. Lord Up Above
14. She's Lost It
15. Nova Sketch
16. I Need Your Lone Tonight
17. Will There Be Me
18. Stadium 


Link.

Secret Theatre (1994)
01. Girl in the Park
02. We Can Make It Through
03. All Through the Night
04. Suspect Sunday
05. Indiscreet Harlequin
06. Bad Boy
07. Dali
08. Jacqueline
09. Rio de Janeiro
10. Waterfall
11. Radio UFO
12. Crazy Hotel
13. 24 Kisses
14. Electric Money
15. Baby Let Me Play Ball
16. Rainbow Chaser
17. Pascale
18. Tiny Goddess
19. Restless Wind
20. Habemus de Loca
21. Girl from Roxyville 


Orange And Blue (1996)
01. Orange and Blue
02. Lithium
03. Stone in the Water
04. As Long as I Can See You
05. Lost in Space
06. Busy Man
07. What Are We Gonna Do Now?
08. Do You Dream?
09. My Little Red Book
10. Allison Smith
11. Face at the Window
12. Our Love Is the Sea 


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

13 comentários :

  1. Superb posts again!
    thank you very much!

    ResponderExcluir
  2. OTIMO TRABALHO, MUITO RARO OBRIGADO !!!

    ResponderExcluir
  3. PUTZZ MUITO OBRIGADA PESSOAS .. LINDO DE MAIS ISSO AKI *-*

    ResponderExcluir
  4. I have been looking for more of this wonderful group since buying Local Anaesthetic in a backstreet record shop in London's west end in 1972. Thank you :-)

    ResponderExcluir
  5. Valeu, Alex! Esse som é muito lindo! Adoro esse estilo rock barroco. Saberiam me indicar mais bandas nesse estilo?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Valeu, Alex! Esse som é muito lindo, adoro bandas nesse estilo rock barroco. Vocês poderiam me indicar mais bandas nesse estilo?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yes tambem é muito bom e também é progressivo, tem tambem pink floyd mas particularmente eu prefiro Yes ;)

      Excluir
    2. Obrigado pelas dicas, amigo! Yes e Floyd são duas bandas que curto já de longa data. Na verdade sou fã de rock progressivo e aprecio várias bandas do gênero. Mas, na verdade, estava querendo saber se há mais bandas que façam um som parecido com Nirvana (UK), um som mais barroco. Há o Gentle Giant, que muitos classificam como progressivo-barroco, mas, estou interessado em achar mais bandas com um som mais barroco, apenas, como essa do post.

      Excluir
    3. Olá amigo, vc já ouviu Amazing Blondel ? muito bom tbm....abraço.

      Excluir
  7. EXCELENTE BLOG...GRAN TRABAJO !!! GRACIAS POR COMPARTIR TU MUSICA CON QUIENES LA APRECIAMOS.SALUDODE HERMANDAD DESDE BUENOS AIRES.BUENA ONDA Y BUENA VIDA....ABRAZO !!!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela qualidade do blog muito bom!!

    ResponderExcluir
  9. Show este blog ! Parabéns man !!!

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.