Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

8 de março de 2012

L7 - Discografia.

L7 foi uma banda americana de rock formada em 1985 por Donita Sparks e Suzi Gardner em Los Angeles. Posteriormente se juntaram ao grupo Jennifer Finch e Dee Plakas. A banda aparentemente se desfez em 2000, mas seu fim não foi declarado oficialmente.

O nome (L7) deriva de uma gíria nos Estados Unidos para "quadrado" (que seria a forma resultante de se colocar um "L" formado pelo dedo indicador e polegar esquerdos com um "7" formado pelos dedos polegar e indicadores direitos).

História.

O Começo.

A idéia de formar o L7 surgiu em 1985 quando Suzi Gardner conheceu Donita Sparks em Los Angeles. Na verdade, nenhuma das duas era de Los Angeles, Suzi morava em Sacramento enquanto que Donita era de Chicago. Em 1986, depois de muito ensaio, a idéia da banda ficou mais séria quando Jennifer Finch (que morava em San Francisco e tocava no Sugar Baby Doll, com Courtney Love, do Hole e Kat Bjelland, das Babes in Toyland) se tornou a baixista do recém formado L7. A partir daí a banda passa a fazer vários concertos em clubes da cidade, com Suzi e Donita nos vocais e guitarras, Jennifer no baixo e o baterista Roy Koutsky completando a formação.

O Primeiro Álbum: L7.

O primeiro álbum, auto-intitulado L7, é lançado em 1988 e conta com a produção de Brett Guretwitz da banda Bad Religion e então dono do selo Epitaph Records (gravadora que gerenciava também artistas como The Offspring e Agnostic Front), que também já produziu bandas como Rancid, Pennywise e o álbum tributo a Alice Cooper.

No mesmo ano, Demetra (Dee) Plakas entra na bateria da banda no lugar que era de Roy e o L7 se torna uma banda totalmente formada por mulheres. A partir daí e durante os dois anos seguintes, elas se dedicam a fazer pequenos concertos em bares de Hollywood, significando mais um passo para a banda.

Gravam, ainda em 1988, participação com a canção "Shove" na compilação Grunge Years: Sub Pop Compilation, que também contou com a participação de Nirvana, Mudhoney e Babes in Toyland.

Smell The Magic.

Em 1991 é lançado o segundo álbum, Smell the Magic, pela gravadora Sub Pop Records (que gerenciava também artistas como Nirvana, Mudhoney e Soundgarden), e a banda inicia a turnê com o Nirvana, que chama a atenção da gravadora Slash Records (de Faith no More), com a qual assina contrato para o próximo trabalho.

Ainda em 1991 as integrantes do L7 criam a fundação Rock for Choice, para defesa das liberdades civis e dos direitos da mulher, como a legalização do aborto. O festival Rock for Choice contou com concertos beneficentes de bandas de peso e amigos pessoais do L7 como Pearl Jam, Joan Jett, Hole e Red Hot Chili Peppers. A banda também organizou o álbum Spirit of'73: Rock for Choice, que foi um trabalho gravado ao vivo no qual bandas femininas dos anos 1990 fizeram covers de bandas femininas da década de 1970. O L7 aparece nesse trabalho com Joan Jett na faixa "Cherry Bomb". Atualmente a banda se concentra em outros projetos e não toma mais conta da fundação.

Bricks are Heavy.

Com a nova gravadora, lançam em 1992, o terceiro álbum, Bricks are Heavy, contando com a produção de Butch Vig, que anteriormente, em 1991, trabalhou com o Nirvana no álbum Nevermind e com o Sonic Youth no álbum Dirty. Esse álbum abriu inúmeras portas para a banda e trouxe o respeito por parte dos fãs de vários países. No mesmo ano, a banda é convidada para abrir os concertos da turnê européia do Faith no More. A repercussão do novo álbum foi extraordinária, vendendo centenas de milhares de cópias no mundo todo, puxado principalmente pelo sucesso de "Pretend We're Dead", a canção mais pop do disco e até hoje a mais conhecida do L7.

O restante de 1992 e 1993 foi ocupado com duas extensas turnês nos Estados Unidos, outras duas na Europa, concertos no Japão e Austrália, apresentações ao vivo em programas como o de David Letterman nos Estados Unidos, e concertos em grandes festivais, como o de Reading na Inglaterra e o Hollywood Rock no Rio de Janeiro e em São Paulo.

A banda também participa com a canção "Let's Lynch the Landlord" no álbum Virus 100: Dead Kennedy Covers, que inclui, entre outras, bandas como o próprio Faith no More, Napalm Death e a brasileira Sepultura. Fazem também uma aparição em Flashback de Joan Jett, que passa de influência e ídolo a amiga e apoiadora da banda.

Hungry for Stink.

Em 1994 o L7 participa do famoso festival Lollapalooza, pouco antes de lançar seu próximo álbum. A faixa "Shitlist" entra na trilha sonora do filme Natural Born Killers (Assassinos por Natureza) e "Hangin' On The Telephone", cover da banda Blondie entra na trilha de The Jerky Boys.

O quarto álbum da banda, Hungry for Stink, é lançado em 1994 e co-produzido por Garth Richardson, que já trabalhou com WASP, Alice Cooper e Mötley Crue. Esse disco traz uma homenagem da banda para Shirley Muldowney, que criou muita polêmica nas corridas de carros por ser uma piloto mulher. Ainda em 1994 o L7 participa da trilha sonora do filme de John Waters, Serial Mom, com a canção "Gas Chamber".

The Beauty Process: Triple Platinum.

Em 1995, a faixa "Shove" aparece na trilha do filme Tank Girl, da qual participam também Hole, Joan Jett e Bjork, entre outros. No ano seguinte Jennifer Finch deixa a banda e em 1997 o L7 lança o quinto álbum. The Beauty Process: Triple Platinum, pela gravadora Warner Brothers, contou com Joe Barresi (também trabalhou com Sick of it All) como produtor. Algumas faixas foram gravadas por uma baixista convidada, Greta Brinkman. Ainda no mesmo ano, gravam participação em outra trilha sonora, agora para o filme I Know What You Did Last Summer (Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado), com a faixa "This Ain't The Summer Of Love".

Live: Omaha to Osaka.

Em 1998 a baixista Gail Greenwood, que havia saído da banda Belly formada em 1992 em Boston, entra para a banda na vaga deixada por Jennifer e o L7 lança um álbum chamado Live: Omaha to Osaka, que trazia 16 músicas tocadas ao vivo de pequenos concertos em clubes de uma mini turnê que fizeram desde Omaha até Osaka, Japão. O detalhe é que esse trabalho conta com a participação de uma banda marcial (tradicional no Japão) de garotas, interpretando músicas do L7.

Slap-Happy.

Já em 1999 o L7 realiza outro projeto, a gravadora Wax Tadpole Records. Sendo um plano antigo da banda, elas explicam que assim teriam mais controle sobre seu processo criativo e os resultados. Parceira do selo Bong Load, a banda estréia lançando o sétimo álbum, Slap-Happy, pelo selo Bong Load e o documentário "The Beauty Process" dirigido pelo baixista do extinto Nirvana, Krist Novoselic. No mesmo ano a revista Rolling Stone elege Bricks are Heavy como um dos cem álbuns indispensáveis dos anos 1990. A baixista Gail Greenwood sai e é substituída por Janis Tanaka, que já havia tocado nas bandas Stone Fox e Auntie Christ.

Durante a turnê européia e estadunidense para divulgação do último álbum a banda promove uma espécie de rifa no qual o ganhador poderia passar uma noite com a baterista Dee Plakas. As imprensas estadunidense e inglesa reagiram com várias matérias contra.

De volta aos Estados Unidos, Suzi Gardner é "homenageada" com uma réplica de seus seios feita pela famosa groupie Cynthia Plaster Caster, na qual foi inspirada a canção "Plaster Caster" do Kiss, que tem réplicas dos pênis de Jimi Hendrix, entre outros. Texto: Wikipédia.

Integrantes.

Última Formação.

Donita Sparks - Guitarra e Vocal (1987-2000)
Suzi Gardner - Guitarra e Vocal (1987-2000)
Janis Tanaka - Baixo e Vocal (2000)
Demetra Plakas - Bateria e Vocal (1988-2000)

Ex-Integrantes.

Jennifer Finch - Baixo e Vocal (1987-1996)
Gail Greenwood - Baixo e Vocal (1996-1999)
Roy Koutsky - Bateria e Vocal (1987-1988) 

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

L7 (1988)
01. Bite The Wax Tadpole
02. Cat O' Nine Tails
03. Metal Stampede
04. Let's Rock Tonight
05. Uncle Bob
06. Snake Handler
07. Runnin' From The Law
08. Cool Out
09. It's Not You
10. I Drink
11. Ms. 45 


Smell The Magic (1990)
01. Shove
02. Fast And Frightening
03. (Right On) Thru
04. Deathwish
05. 'Till The Wheels Fall Off
06. Broomstick
07. Packin' A Rod
08. Just Like Me
09. American Society 


Bricks Are Heavy (1992)
01. Wargasm
02. Scrap
03. Pretend We're Dead
04. Diet Pill
05. Everglade
06. Slide
07. One More Things
08. Mr. Integrity
09. Monster
10. Shitlist
11. This Ain't Pleasure 


Hungry For Stink (1994)
01. Andres
02. Baggage
03. Can I Run
04. The Bomb
05. Questioning My Sanity
06. Riding With A Movie Star
07. Stuck Here Again
08. Fuel My Fire
09. Freak Magnet
10. She Has Eyes
11. Shirley
12. Talk Box 


When The Stink Hits The Fan (Bootleg 1994)
01. Everglade
02. Deathwish
03. Stuck Here Again
04. Pretend We're Dead
05. Fast And Frightening
06. Questioning Me Sanity
07. Scrap
08. Enter Sandman - We Care A Lot
09. Diet Pill
10. Shove
11. Monster
12. Shitlist
13. (Right On) Thru
14. Diet Pill 


The Beauty Process: Triple Platinum (1997)
01. The Beauty Process
02. Drama
03. Off The Wagon
04. I Need
05. Moonshine
06. Bitter Wine
07. The Masses Are Asses
08. Bad Things
09. Must Have More
10. Non-Existent Patricia
11. Me, Myself And I
12. Lorenza, Giada, Allessandra
13. Gerra (Bonus Track) 


Live: Omaha To Osaka (1998)
01. Ouverture/Medley
02. Bad Things
03. Must Have More
04. Deathwish
05. Slide
06. Bitter Wine
07. Drama
08. Non-Existent Patricia
09. Pattyleah
10. El Wathusi
11. Shitlist
12. Andres
13. Fast And Frightening
14. Off The Wagon
15. Little One
16. Lorenza, Giada, Allesandra 


Link.

Slap-Happy (1999)
01. Crackpot Baby
02. On My Rockin' Machine
03. Lackey
04. Human
05. Livin' Large
06. Freeway
07. Stick To The Plan
08. War With You
09. Long Green
10. Little One
11. Freezer Burn
12. Mantra Down 


The Best Of: The Slash Years (2000)
01. Pretend We're Dead
02. Mr. Integrity
03. Monster
04. Everglade
05. Andres
06. Fuel My Fire
07. Freak Magnet
08. Can I Run
09. Bad Things
10. Off The Wagon
11. Moonshine
12. Bitter Wine 


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

18 comentários :

  1. Muito bom, essas minas mandam bem demais!

    ResponderExcluir
  2. ALEX MEU CARO,DESTRUIDOR ESSA POSTAGEM,VALEU MEU GRANDE,PARABENS VIDA LONGA AO MUROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

    ResponderExcluir
  3. Aah é impressionante como esse blog me deixa feliz, nunca achei o Omaha. Parabéns novamente pela iniciativa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Alves Teixeira (Tex) Garanhuns-PE05/04/12 10:13

      Mulheres no Rock. Muito boa essa banda. Obrigado Alex

      Excluir
  4. l7grande banda valeu muro the best charles animal-core moc

    ResponderExcluir
  5. Adoro essas minas

    ResponderExcluir
  6. FAZIA TEMPO QUE EU QUERIA BAIXAR
    O L7....MÁS EM OUTROS BLOGS ISSO
    FICAVA DIFÍCIL.
    AQUI NÃO, É TUDO MUITO FÁCIL.
    RÁPIDO E SEM COMPLICAÇÃO.
    RECOMENDO SEMPRE.
    VALEU ALEX.

    ResponderExcluir
  7. paulllmetalll19/10/12 15:00

    Ola Alex, valeu mais uma vez, so quero ver o muro crescer cada vez mais, o melhor blog de rock do pais q eu conheço!!!

    ResponderExcluir
  8. Cara, eu não conhecia o som dessas meninas, e me surpreendi!!! Muito bom!

    ResponderExcluir
  9. caralio ate que enfim achei l7 pra baixar valeeew !

    ResponderExcluir
  10. muchas gracias por el aporte tremenda banda y tremendas........... je je je bye

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente é o melhor blog de rock da net, e esta banda é simplesmente porreira pura, mto foda o som delas. Valeu Muro por mais essa!!

    ResponderExcluir
  12. NOSSA, que massa, obrigado, esse site é o melhor, na moral, obrigado

    ResponderExcluir
  13. wilson fiordeliz20/08/14 21:30

    som loko das mina !!!muito bom msm..vocal rasgado , guitarra nervosa !!!

    ResponderExcluir
  14. Jayme da Costa Maceió AL01/02/15 17:16

    Som pesado, ideal pra jogar tudo pro ALTO. Valeu Muro.

    ResponderExcluir
  15. obrigado ao adms do blog L7 sensacional belo trabalho

    ResponderExcluir
  16. muchas gracias desde chile

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.