Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

9 de julho de 2012

Nina Hagen - Discografia.

Nina Hagen (nascida Catharina Hagen no dia 11 de março de 1955, na cidade de Berlim, Alemanha), é uma cantora alemã de grande sucesso internacional, especialmente por suas atuações e por suas extravagâncias vocais. 

Apesar de ser uma renomada roqueira representante da música popular, anteriormente, ela recebeu treinamento vocal formal como cantora de ópera (o que transparece, por exemplo, em sua interpretação de New York, New York).

História.

Filha de Hans Hagen, um argumentista, e de Eva-Maria Hagen, uma atriz e cantora. Seus avós paternos judeus morreram no campo de concentração Sachsenhausen. Seus pais se divorciaram quando ela tinha dois anos de idade. Aos quatro anos, ela começou a estudar balé, ópera e era considerado um prodígio aos nove anos de idade.

Aos 11 anos, sua mãe se casou novamente com Wolf Biermann, cantor de música Popular, que era contra o estabilishment. Biermann influencou a jovem Hagen que começou a participar da Juventude Livre, grupo alemão ativista nos protestos contra o governo socialista da Alemanha Oriental.

Aos 16 anos, Hagen abandou a escola após completar o 10º grau e ingressou na banda de “Fritzens Dampferband” . Ela acrescentou canções de Janis Joplin e Tina Turner ao “admissível” setlists.

Começou a estudar música e após a formatura, formou a banda Automobil. 

Música e Carreira.

Anos 1970.

Na Alemanha de Leste, se apresentou com a banda Automobil, tornando-se uma das mais conhecidas jovens estrelas. Sua mais famosa canção a partir do início de sua carreira foi “Du tens den Farbfilm vergessen” ( “Você esqueceu o Color Film”) em 1974. No entanto, sua carreira musical na Alemanha de Leste foi abreviada, quando ela e sua mãe deixaram o país em 1976, na sequência da expulsão de seu padrasto.

As circunstâncias que envolveram emigração da família foram excepcionais: foi concedido a Biermann permissão para realizar um concerto televisionado, em Colonia, mas a permissão de voltar a atravessar a fronteira para o seu país de origem foi negada. Durante um período em que a burocracia era a norma, e as famílias divididas pelo muro de Berlim, Hagen apresentou um pedido para deixar o país. Nele, ela alegou ser filha biológica de Biermann, e ameaçou se tornar o próximo Wolf Biermann. Quatro dias depois, seu pedido foi concedido, e ela saiu de Hamburgo. Assinou com a gravadora CBS-filiados. Seu selo a aconselhou a para conhecer a cultura ocidental através de viagens, e ela chegou em Londres durante o auge do movimento punk rock. Hagen foi rapidamente absorvida por um círculo que incluiu The Slits e the Sex Pistols; Johnny Rotten era um admirador especial.

De volta a Alemanha a partir do Verão de 1977, Hagen formou a Nina Hagen Band, em Berlim Ocidental do bairro Kreuzberg. Em 1978 foi lançado seu álbum de estreia.

O álbum ganhou atenção significativa em toda a Alemanha e no estrangeiro, tanto para o seu hard rock e também pelos vocais teatrais de Nina Hagen. No entanto, as relações entre Hagen e os outros membros da banda se deteriorou ao longo das tournées pela Europa, e Hagen decidiu deixar a banda em 1979, embora ainda havia contrato para produzir um segundo álbum. Este LP, Unbehagen (que em alemão significa também desconforto ou inquietação), acabou por ser produzido com a banda, que gravou o instrumental em Berlim e os vocais em Los Angeles, Califórnia. Os outros membros da banda desenvolveram uma bem sucedida carreira musical independente como Spliff.

Entretanto, Hagen persona pública da comunicação social foi constantemente criando tumulto e ela se tornou famosa por uma aparição em um austríaco talk show chamado Clube 2, no qual ela ensinou técnicas de masturbação. Ela também atuou em neerlandês rocker Herman Brood e com a cantora Lene Lovich no filme Cha Cha. 

Anos 1980.

A tournée europeia com uma nova banda, em 1980 foi cancelada, Hagen foi para os Estados Unidos. Uma edição limitada de 10 polegadas foi lançado em vinil. Duas músicas de seu primeiro álbum a Nina Hagen Band foi um dos lados, e de duas canções de seu segundo álbum foram Unbehagen sobre o lado-B. Todas as quatro músicas foram cantadas em alemão.

No Outono de 1980, Hagen descobriu que estava grávida, rompeu com o futuro pai da criança, Karmelk Ferdinand, e se mudou para Los Angeles. Sua filha, Cosma Shiva Hagen, nasceu em Santa Monica em 17 de maio de 1981. Em 1982, Hagen lança seu primeiro álbum em Inglês: NunSexMonkRock, dissonantes uma mistura de punk, funk, reggae, e de ópera.

Em 1983, ela lançou o álbum Angstlos na Europa. As aparições públicas foram se tornando estranhas e frequentemente incluíam discussões de Deus, UFOs, questões sociais e de suas convicções políticas, dos direitos dos animais e vivissecção e pedidos de estrangeiro avistamentos.

Seu álbum 1985 Nina Hagen Em Ekstasy foram menos bem sucedidos, mas fez gerar clube hits como “Radio Universal” e uma cobertura de “Spirit in the Sky” e também incluiu uma gravação de 1979, hardcore punk usando a My Way de Frank Sinatra, que tinha sido uma de suas músicas em anos anteriores.

Seu contrato com a CBS terminou e ela lançou o Punk Wedding, independente em 1987, uma celebração de seu casamento com um punk de 18 anos apelidado “Iroquois”. Ela lançou um single em 1986 independente com Lene Lovich, Não matem os animais. Em 1989, o álbum lançado tinha o título Nina Hagen, que foi lançado em tour pela Alemanha.

Em 1989 ela teve um relacionamento com Frank Chevallier de França, com quem ela tem um filho, Otis Chevallier-Hagen. 

Anos 1990.

Na década de 1990, Hagen viveu em Paris com seus filhos, Cosma Shiva e Otis. Em 1991 ela visitou a Europa em apoio ao lançamento de seu novo álbum, Street. Em 1992, Hagen tornou-se apresentadora de um programa de TV na RTLplus. No ano seguinte, ela lançou Revolution Ballroom .Em 1996, Hagen colaborou com o compositor de música eletrônica Christopher Franke, e com Rick Jude em “Alquimia do Amor”, a música-tema para o filme Tenchi Muyo! In love. Em 1997 ela colaborou com músico alemão de hip hop Thomas D.

Em 1998, Hagen tornou-se a anfitriã de um show britânico semanal de ficção científica ,o Sci-Fi Channel, além de embarcar em outra turnê pela Alemanha. Em 1999, ela lançou o devocional álbum Om Namah Shivay, que foi distribuído exclusivamente on-line, e incluiu uma pura versão musical do mantra Hare Krishna (na vida real, ela acredita que os hindus encarnação de Deus Krishna era conhecido como “o rei de Jerusalém” ). Ela também cantou “Witness” em KMFDM’s Adios.

Também em 1998, ela registrou o hino oficial clube (Eisern União!) Para a União FC Berlim e quatro versões foram emitidas em um único CD com música e Distribuição GmbH Gib.

Em 1999, ela desempenhou o papel de Celia Peachum em The Threepenny Opera de Berthold Brecht e Kurt Weil, juntamente com Max Raabe.

Em 2000, sua canção Schön ist die Welt tornou-se a canção oficial da Expo 2000. Outra canção “Der Wind hat mir ein Lied erzählt” foi um hit menor do mesmo ano. O álbum do regresso foi lançado em fevereiro de 2001, acompanhado por outro tour pela Alemanha. Em 2001 ela colaborou com Rosenstolz e Marc Almond sobre o único Total eclipse / Die Schwarze Witwe.

Hagen foi a voz de Sally na versão alemã de Tim Burton’s The Nightmare Before Christmas, e ela também fez vocais para o filme Hot Dogs por Michael Schoemann. Hagen tem participado em músicas de outras bandas, por exemplo, Oomph!’s song “Fieber”. Texto: Last FM. Fonte: Wikipédia. Editado por: Arruzzo. Nina Hagen: Site Oficial. 

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Nina Hagen Band (1978)
01. TV-Glotzer (White Punks on Dope)
 02. Rangehn
03. Unbeschreiblich
04. Auf'm Bahnhof Zoo
05. Natureträne
06. Superboy
07. Heiss
08. Fisch Im Wasser
09. Auf'm Friedhof
10. Der Spinner
11. Pank 


Link.

Nina Hagen Band - Unbehagen (1979)
01. African Reggae
02. Alptraum
03. Wir Leben Immer...Noch (Lucky Number) 

04. Wenn Ich ein Junge Wär (Live) 
05. Herrmann Hiess Er
06. Auf'm Rummel
07. Wau Wau
08. Fall in Love Mit Mir
09. No Way (Instrumental) 


Link.

NunSexMonkRock (1982)
01. Antiworld
02. Smack Jack
03. Taitschi-Tarot
04. Dread Love
05. Future is Now
06. Born in Xixax
07. Iki Maska
08. Dr. Art
09. Kosma Shiva
10. UFO 


Link.

Angstlos (1983)
01. New York/N.Y.
02. Was Es Ist
03. Lorelei
04. Zarah
05. Früling In Paris
06. I Love Paul
07. My Sensation
08. Newflash
09. The Change 


Link.

In Ekstase (1985)
01. Universelles Radio
02. Die UFOs Sind Da
03. Russischer Reggae
04. My Way
05. 1985 Ekstasy Drive
06. Prima Nina in Ekstase
07. Gott im Himmel (Spirit in the Sky) 

08. Atomic Flash de Luxe
09. Vater Unser
10. Gott im Himmel (Spirit in the Sky, Reprise) 


Link.

Punk Wedding (EP 1987)
01. Punkhochzeit
02. Hardcore Rebell-Hochzeitsparty 


Link.

Nina Hagen (1989)
01. Move Over
02. Super Freak Family
03. Love Heart Attack
04. Hold Me
05. Las Vegas
06. Live on Mars
07. Dope Sucks
08. Only Seventeen
09. Where's the Party
10. Michail, Michail (Gorbachev Rap) 

11. Ave Maria 

Link.

Street (1991)
01. Blumen für die Damen
02. Divine Love, Sex & Romance
03. Ruler of My Heart
04. Love-Hi
05. Keep it Live
06. Berlin (is Dufte!) 

07. In My World
08. Gretchen
09. Erfurt & Gera
10. All 4 Franckie (ft. Adamski) 

11. Nina IV President
12. Good Vibrations 


Link.

Revolution Ballroom (1993)
01. So Bad
02. Revolution Ballroom
03. Right on Time
04. Pollution Pirates
05. King of Hearts
06. Amore
07. Pillow Talk
08. Berlin
09. I'm Going to Live the Life
10. Gypsy Love
11. Omhaidakhandi 

Link.

Freud Euch (1995)
01. (Another Junkie) Einfach Nina
02. Lass Mich in Ruhe!
03. Stacheldraht
04. Tiere
05. Zero Zero U.F.O.
06. Gloria Halleluja Amen
07. Geburt
08. Sonntag Morgen
09. Abgehaun
10. Freiheitslied
11. Wende
12. Kunst
13. Riesenschritt
14. Sternmadchen
15. Elefantengott Jai Ganesh 

Link.

Bee Happy (1996)
01. Runaway
02. Giant Step
03. Born to Die in Berlin
04. Sunday Morning
05. Shiva
06. Barbed Wire
07. Ska Thing
08. Art
09. Zero Zero U.F.O.
10. Freedom Fighter
11. I Am Nina (Junkie) 

12. Star Girl
13. Leave Me Alone
14. Tiere 


Link.

Om Namah Shivay (1999)
01. SHANK Invocation, Ganesha Mantra And OM
02. 700 Names In Praise Of Mother Durga
03. Shri Siddha Siddeshvari Mata Haidhakandeshvariji Aarati!
04. Mrityunjaya Mantra!
05. Jai Mata Kali Jai Mata Durge!
06. Hare Krsna Hare Rama!
07. He Shiva Shankara!
08. OM Namah Shivay!
09. Gayatri Mantra!
10. Oh Mata Haidhakandeshvari!
11. SANKIRTANA!
12. Hara Hara Amarnatha Gange
13. Shanti Mantra 


Link.

Return of the Mother (2000)
01. Return Of The Mother
02. Der Wind Hat Mir Ein Lied Erzählt
03. Schachmatt
04. Frequenzkontrolle
05. Poetenclub
06. Höllenzug
07. Schüttel Mich
08. Yes Sir
09. Handgrenade
10. He Shiur Shankara 


Link.

Big Band Explosion (2003)
01. Let Me Entertain You
02. Sugar Blues
03. I Want To Be Happy
04. The Lady Loves Me
05. Rhythm And Romance
06. Rainbow
07. If You Ever Should Leave
08. Fever
09. Love & Kisses
10. All Over Nothing At All
11. Lets Call The Whole Thing Off
12. Starlit Hour 


Link.

Irgendwo auf der Welt (2006)
01. Irgendwo auf der Welt
02. Deep In A Dream
03. Serenade In Blue
04. Flat Foot Floogie
05. Yes, Sir
06. An einem Tag im Frühling
07. Halli, Halloh
08. Summertime
09. Somewhere Over The Rainbow
10. But Not For Me
11. And The Angels Sing
12. Der Wind hat mir ein Lied erzählt
13. Roter Mohn
14. Day In - Day Out
15. Means That You're Grand (Bei Mir Bist Du Scheen) 

16. Happiness
17. Für mich soll's rote Rosen regnen 


Link.

Personal Jesus (2010)
01. God’s Radar
02. I’ll Live Again
03. Personal Jesus
04. Nobody’s Fault But Mine
05. Down At The Cross
06. Just A Little Talk With Jesus
07. Mean Old World
08. Help Me
09. Take Jesus With You
10. On The Battlefield
11. Run On
12. All You Fascists Bound To Lose
13. Sometimes I Ring Up Heaven 


Link.

Volksbeat (2011)
01. Bitten Der Kinder & An Meine Landsleute
02. Ick Lass Mir Doch Vom Teufel Nich ...
03. Killer
04. Ermutigung
05. Ich Bin
06. Das 5. Gebot
07. Menschen Sind Kompatibel
08. Wir Sind Das Volk
09. Soma Koma
10. Jesus Ist Ein Freund Von Mir
11. Süsses, Süsses Lied Der Errettung
12. Keiner Von Uns Ist Frei
13. Noch Ein Täss'chen Kaffee
14. Nicht Vergessen 


Link.

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

7 comentários :

  1. Gosto muito do trabalho dela mas não sabia que fazíamos niver no mesmo dia que ela 11/03 só não o mesmo ano.
    Parabéns por seu blog é muito muito bom!

    Bj

    ResponderExcluir
  2. Raridade, valeu alex,isto vc so encontra no muro,abçs.

    ResponderExcluir
  3. In the line of the punk-rock and Pop, there are very few discs of the time so innovative and so bold. The harmony between child's histrionic and operatic voice and the instruments in the formation of the Nina Hagen band, is perfect. Compositional creativity, hypnotic guitar harmonic phrases, rhythm of percussion holding with ease the songs and the changes of Compass, a loose guitar bass... This is all lush melodic narration, all because it is unpredictable and captivating - listen to "Nina Hagen Band" (1978). Nina Hagen gave in their first two albums the vitality to the Punk genre. Her fascinating voice and his vocal antics are an impressive example of his genius. The rest of their records underline its exceptional artistic quality. Thanks to Muro for the wonderful post.

    ResponderExcluir
  4. Paula Mendes16/04/13 03:43

    Seu blog é massa...E Nina Hagen é diva... Parabéns

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pelo link, Alex! Agora a coleção está completa!
    Valeu..

    ResponderExcluir
  6. muchísimas gracias, tenía muchas ganas de escuchar Om Namah Shivay!

    ResponderExcluir
  7. Curto muito Nina Hagen, tenho 03 lps dela e agora completarei a coleção dela. Quando comprei um lp dela um cliente da loja viu o lp na minha mão e riu porque alegava que ela era muito louca. Rock é isso: emoção, riso, curtição, loucura etc.

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.