Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

5 de fevereiro de 2013

Novos Baianos - Discografia.

Os Novos Baianos foi um conjunto musical brasileiro, nascido na Bahia, ativo entre os anos de 1969 e 1979. Eles marcaram a música popular brasileira e até o rock brasileiro dos anos 70, utilizando-se de vários ritmos musicais brasileiros que vão de bossa nova, frevo, baião, choro, afoxé ao rock n' roll. O grupo lançou oito trabalhos antológicos para MPB. Influenciados pela contracultura e pela emergente Tropicália. Contava com Moraes Moreira (compositor, vocal e violão), Baby Consuelo (vocal), Pepeu Gomes (Guitarra), Paulinho Boca de Cantor (vocal), Dadi (baixo) e Luiz Galvão (letras) entre outros. O segundo disco do grupo, Acabou Chorare, que mescla guitarra elétrica, baixo e bateria com cavaquinho, chocalho, pandeiro e agogô, foi eleito pela revista Rolling Stone como o melhor disco da história da música brasileira em outubro de 2007.

Carreira.

Formação e Primeiros Anos.

A história do grupo começou em 1969. com o espetáculo "O Desembarque dos Bichos Depois do Dilúvio Universal", no Teatro Vila Velha, em Salvador, Bahia, onde pela primeira vez juntos, se apresentaram Luiz Galvão, agrônomo formado, Paulinho Boca de Cantor, ex-crooner da "Orquestra Avanço", O popular nas noites de Salvador Moraes Moreira, a única não-baiana do grupo, a niteroiense Baby Consuelo, e Pepeu Gomes. Moraes Moreira foi apresentado a Tom Zé, que era amigo de Galvão. Baby Consuelo conheceu os dois (Moraes e Galvão) em um bar, enquanto passava as férias em Salvador. Mais tarde, Paulinho Boca de Cantor conheceu os três, e se uniu a eles. Dos membros que formariam o grupo mais tarde, apenas Pepeu Gomes era músico, e havia passado por diversas bandas. Nas apresentações em palco e gravações, o grupo era inicialmente pelo um quarteto, acompanhado pelo grupo 'Os Leifs', que depois teve seu nome mudado para A Cor do Som, do qual faziam parte o baixista Dadi, o baterista/percussionista Baxinho José Roberto Martins Macedo, o guitarrista Pepeu Gomes e seu irmão baterista, Jorginho Gomes.

Pepeu Gomes se casou com a vocalista da banda, Baby Consuelo, e é incorporado definitivamente ao grupo e, ao lado de Moraes Moreira, colabora de maneira como arranjador musical do grupo. Em 1969 se inscreveram para o V Festival de Música Popular Brasileira com a canção "De Vera". A origem do nome surgiu em decorrência a uma apresentação na Rede Record, quando ainda sem nome definido para o grupo, o coordenador do festival, Marcos Antônio Riso gritou "Chama aí esses novos baianos!". Os Novos Baianos nunca foram controlados por gravadoras e empresários, tanto que, quando foram para São Paulo, se apresentaram em diversos programas de televisão, extrapolando o tempo previsto.

O Auge.

O primeiro empresário do grupo foi Marcos Lázaro, e a primeira gravadora foi a RGE, onde lançaram um compacto simples, "De Vera"/"Colégio de Aplicação", e no ano de 1970 o primeiro long play, titulado de É Ferro na Boneca, que além de trazer as canções do compacto, e uma grande mistura de gêneros, foi tema dos filmes "Caveira My Friend" e "Meteorango Kid". Apesar de tudo, o número de cópias vendidas do disco não foi tão extensa. Com a desclassificação de "Vera" do Festival da Record, Os Novos Baianos resolveram seguir para o Rio de Janeiro. Lá, moravam todos juntos em quatro cômodos, o que fazia com que o entrosamento entre os músicos fosse muito grande. Em 1971, gravaram o segundo compacto simples, "Volta que o Mundo dá", e receberam a visita de João Gilberto, que viria a influenciá-los com o samba. Após a grande fusão de gêneros brasileiros, sugerida por João Gilberto, e a guitarra de Pepeu Gomes, surgiu o mais consistente e lembrado disco do grupo, Acabou Chorare, pela Som Livre; considerado o melhor álbum brasileiro da história segundo a revista Rolling Stone.

Em Jacarepaguá, alugaram um sítio apelidado de "Sitio do vovô". Viviam de forma quase anárquica em pleno regime militar. Em uma nova gravadora, a Continental, lançam seu terceiro álbum de estúdio, Novos Baianos F.C., com inovações rítmicas e líricas. O disco ganhou um filme homônimo de Solano Ribeiro. Os Novos Baianos se mudam novamente, desta vez para uma fazenda em São Paulo, a convite de um executivo da Continental. Lá gravaram o quarto disco, Novos Baianos, mais conhecido por Alunte. O disco não vendeu tanto quanto os anteriores, o que levou ao desentendimento com a gravadora. A crise começou, Moraes Moreira, principal compositor da banda resolveu partir para a carreira solo.

O Declínio e Fim.

Desfalcados de Moraes Moreira, compositor principal ao lado de Galvão, o grupo faz de Pepeu Gomes o exemplo instrumental. O disco seguinte, Vamos pro Mundo, foi lançado ainda em 1974 pela Som Livre e tinha como foco as faixas instrumentais em choro, baião e samba. Em 1976, o grupo assina seu contrato mais longo, de dois anos com a gravadora Tapecar. O primeiro álbum na gravadora, Caia na Estrada e Perigas Ver, investiu no samba, rock e Pandeiro e "Brasileirinho" de Waldir Azevedo. Em 1977 lançara Praga de Baiano, já enfraquecidos pelo processo inicial das carreiras solo de Paulinho, Pepeu e Baby. O disco trazia o trio elétrico, frevo, e bastante música instrumental. Tornaram-se atração dos trios-elétricos, e Baby Consuelo foi a primeira cantora desse tipo de evento. O último trabalho, Farol da Barra (álbum) Farol da Barra, pela CBS, homenageia os compositores Ary Barroso e Dorival Caymmi, regravando "Isto Aqui O Que É?", e "Lá Vem a Baiana". O principal destaque do disco era a faixa-título, uma parceria entre Galvão e Caetano Veloso. No ano seguinte o grupo encerra suas atividades.

Reuniões Posteriores.

Em 1987, Baby, Pepeu e Paulinho se reuniram em uma apresentação única no Teatro Castro Alves. Em 1990, a reunião completa de Baby, Paulinho, Pepeu e Moraes Moreira aconteceu em um trio elétrico nas ruas de Salvador. Nesse mesmo ano, Pepeu e Moraes gravam um trabalho juntos. A banda também se reuniu em meados da década de 1990 para uma apresentação com Marisa Monte, que apoiou o retorno do grupo aos estúdios. Em 1997, o grupo reúne sua formação original e lançam o disco duplo: Infinito Circular. Em 2009, durante o carnaval de Salvador, se reuniram novamente Paulinho, Baby e Pepeu para duas apresentações abordo do trio elétrico intitulado "Os Novos Baianos" a banda percorreu o circuito do Campo Grande até a praça Castro Alves arrastando inúmeros fãs . O trio contou, ainda, com a participação das filhas de Baby o grupo "SNZ" e de seu filho Pedro Baby. Também em 2009 o grupo se apresentou na Virada Cultural, no palco localizado na Avenida São João em São Paulo. O show foi visto por um milhão de pessoas no Domingo (3/5). A apresentação contou com Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Luis Galvão e Paulinho Boca de Cantor, da formação clássica. Moraes Moreira não tem se apresentado mais com o grupo Novos Baianos. Texto: Wikipédia. Postagem por: Alex Sala & Johnny F (Lágrima Psicodélica) 

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

Como Baixar.

Compactos.

Compacto (1969)

01. Volta que o Mundo Dá
02. Radical

De Vera (1969)

01. De Vera (Ao Vivo)

Compacto (1970)
01. Psiu
02. 29 Beijos
03. Globo da Morte
04. Mini Planeta Lis

No Fim do Juízo (1970)
01. De um Role
02. Você me da um Disco
03. Caminho de Pedro
04. Nisque

Compacto (1973)
01. No Tcheco Tcheco
02. Boas Festas (Ao Vivo)

Compacto Continental (1973)
01. A Minha Profundidade
02. O Prato e a Mesa

Compacto (1976)
01. Ninguém Segura Este País
02. Ovo De Colombo (Loucrobiótica)

Compacto: Trio Elétrico Novos Baianos (1979)
01. Casei no Natal, Larguei no Reveillon
02. Pra Enlouquecer na Praça
03. Alibabá Alibabou
04. Apoteose do Trio para Dodô


Álbuns.

É Ferro na Boneca (1970)
01. Ferro Na Boneca
02. Eu De Adjetivos
03. Outro Mambo, Outro Mundo
04. Colégio De Aplicação
05. A Casca De Banana Que Eu Pisei
06. Dona Nita E Dona Helena
07. Se Eu Quiser Eu Compro Flores
08. E O Samba Me Traiu
09. Baby Consuelo
10. Tangolete
11. Curto De Véu E Grinalda
12. Juventude Sexta E Sábado
13. De Vera


Acabou Chorare (1972)
01. Brasil Pandeiro
02. Preta Pretinha
03. Tinindo Trincando
04. Swing de Campo Grande
05. Acabou Chorare
06. Mistério do Planeta
07. A Menina Dança
08. Besta é Tu
09. Um Bilhete Pra Didi
10. Preta Pretinha (Reprise)


Novos Baianos F.C (1973)
01. Sorrir e Cantar Como Bahia
02. Só Se Eu Não For Brasileiro Nessa Hora
03. Cosmos E Damião
04. O Samba Da Minha Terra
05. Vagabundo Não é Fácil
06. Com Qualquer Dois Mil Réis
07. Os Pingo Da Chuva
08. Quando Você Chegar
09. Alimente
10. Dagmar


Novos Baianos (1974)
01. Fala Tamborim (Em Pleno 74)
02. Ladeira Da Praça
03. Eu Sou O Caso Deles
04. Miragem
05. Isabel (Bebel)
06. Linguagem Do Alunte
07. Ao Poeta
08. Reis Da Bola
09. Bolado


Vamos pro Mundo (1974)
01. Vamos Pro Mundo
02. Guria (Faixa Incompleta)
03. Na Cadência Do Samba
04. Tangolete
05. América Tropical
06. Chuvisco
07. Escorrega Sebosa
08. Ô Menina
09. Um Dentro Do Outro
10. Um Bilhete Pra Didi
11. Preta Pretinha No Carnaval


Caia na Estrada e Perigas Ver (1976)
01. Beija-Flor
02. Ziriguidum
03. Se Chorar Beba A Lágrima
04. Na Banguela
05. Biribinha Nos States
06. Sensibilidade Da Bossa
07. Porto Dos Balões
08. Caia Na Estrada E Perigas Ver
09. Brasileirinho
10. Barra Lúcifer
11. Rocarnaval
12. Eu Não Procuro Som
13. Suor Do Sol


Praga de Baiano (1977)
01. Praga De Baiano
02. Vassourinha
03. O Clube Do Povo
04. Haroldinho Filho E Peixe
05. O Petróleo É Nosso
06. Caia Na Estrada E Perigas Ver
07. Campeão Dos Campeões
08. O Patrão É Meu Pandeiro
09. Falta a música 9
10. Luzes Do Chão
11. Pout-Pourri


Farol da Barra (1979)
 
01. Farol Da Barra
02. Isto Aqui O Que é
03. Straight
04. Samba Do Sociólogo Louco
05. 99 Vezes
06. Welcome
07. Lá Vem A Baiana
08. Alibabá Alibabou
09. Na Fogueira
10. Vende
11. O Tico
12. Boogie Woogie Do Rato
13. Sugestão Geral


Infinito Circular (1997)
 
CD 1.

01. Infinito Circular
02. Acabou Chorare
03. Terra Que Não Treme
04. Retrato Pensado
05. Anos 70
06. A Menina Dança
07. Colégio de Aplicação
08. O Mistério do Planeta
09. Flor de Mandacaru
10. Eu Sou Nua

CD 2.

01. A Mídia
02. Instrumental Novos Baianos
03. Nosso Samba
04. Samba dos Nossos
05. Espelho Opaco
06. Dê Um Rolê
07. Tinindo Trincando
08. Jimmy Janis It's Fire
09. Stand By
10. Preta Pretinha

Link.

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

21 comentários :

  1. esses caras tem uma mistura unica de sons, dando ao mesmo tempo impressão de rock-samba-bossa nova.... e letras geniais! ótimo saber que posso baixar discografia deles sem precisar me aventurar internet a fora correndo riscos xD

    ResponderExcluir
  2. Sou Apaixonado Pelos Novos Baianos! Mais Muito Mesmo! Nunca Pensei que esse Post fosse entra no MURO! Na Minha Opinião o melhor grupo do Brasil, ao lado dos Muntantes, e de artistas como Caetano e Gil! Valeu Alex Sala!
    Tenho Novos Baianos (2005) - Novo Millennium (Coletânea) Se Quiser Alex Eu Posto o Link Pra Voçe!

    ResponderExcluir
  3. Sensacional Alex Sala! Excelente trabalho com uma banda espetacular.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo trabalho incomparável, Alex! Sucesso em todos os teus projetos e trabalhos, tu merece!

    ResponderExcluir
  5. Fudeu! Fudeu! Do Caralho! Estava Precisando Dessa Discografia!!!
    Muito Obrigado Mesmo Cara!

    Você é Dez!!!

    ResponderExcluir
  6. EI ALEX, MAIS UMA VEZ ARRASOU!!!!!!!!!!!!!!!!VOCÊ É O GRANDE ARQUELOGO DO SOM, DESENTERRANDO JÓIAS ESQUECIDAS DE NOSSA MUSICA.
    VALEU CARA ESSE POST FOI DEMAIS, PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  7. Porra, Novos Baianos!
    Muito obrigado por isso! Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  8. Os Novos Baianos son unos capos!!! gracias por el post!!!

    ResponderExcluir
  9. O som dos Novos Baianos faz parte da minha memória afetiva. Muitas dessas músicas eu não ouvia há anos!!! Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  10. Esse é o melhor blog da net... Parabens continuem assim!!!

    ResponderExcluir
  11. Uma ótima banda. Obrigado a galera do blog pela boa atitude de disponibilizar esse tipo de conteúdo seguramente.

    ResponderExcluir
  12. Na musica brasileira somente Novos Baianos e Mutantes para mudar alguma coisa e ficar marcado.

    ResponderExcluir
  13. Um grupo que mistura a bossa de João Gilberto com a guitarra elétrica de Jimi Hendrix deveria ter sua música ensinada nas escolas!!!

    ResponderExcluir
  14. Lee Van Cleif15/01/16 03:05

    Considero que o verdadeiro rock brasileiro seja isso, novos baianos, secos e molhados, os mutantes, clube da esquina, nação zumbi, mundo livre s/a, jorge benjor,cordel do fogo encantado, almir sater,banda de pau e corda,satanique sanba trio,Zé ramalho,Zé geraldo,Belquior,los hermanos, Erasmo Carlos,mestre Ambrósio, Tom Zé, pepeu Gomes,lula cortes,joelho de porco,Cassia Eller e por aí vai. ..agora que isso é outra visao desobstruída de uma imagem formalizada e que nao é pra todos, é muito provável que eu seja mau interpretado, mas só quero dizer que amo essa banda, o album acabou chorari é um dos melhores do mundo!, e novos baianos é muito rock sim.

    ResponderExcluir
  15. Simplesmente fantástico!!!!

    ResponderExcluir
  16. Pepeu é demais na guitarra,assim como dadi no baixo,baby e moraes dispensam apresentações. O som deles: rock,frevo,baião e samba,ótimas instrumentações,brasileirissimos sem perder o salto,abraços Alex Guapo!

    ResponderExcluir
  17. Esse blog salva demais, valeu!

    ResponderExcluir
  18. Muito, mas muito obrigado, mesmo.

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.