Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

25 de abril de 2013

Richie Havens - Discografia.

Richard Pierce “Richie”Havens (21/01/1941 - 22/04/2013) foi um cantor e compositor de folk rock, guitarrista e ativista. Ele ficou conhecido pelo seu estilo intenso e rítmico (geralmente com afinações abertas), versões emotivas e à base de soul de canções pop e folk, e pela sua performance na abertura do festival de Woodstock, em 1969. 

Biografia.

Nascido no Brooklyn, Richie Havens foi o mais velho de nove crianças. Logo cedo já organizava grupos de doo-wop entre os garotos da vizinhança além de se apresentar com os McCrea Gospel Singers já aos 16 anos. 

Carreira.

No início da carreira, aos vinte anos, buscando algum estímulo artístico no Greenwich Village. “Eu encarava o Village como um lugar de fuga, um lugar onde eu podia me expressar”, ele lembraria. “Eu comecei a ir lá durante os dias Beatnik dos anos 50 para interpretar poesia, então eu passei a desenhar retratos por dois anos e ficava acordado a noite toda ouvindo música folk nos clubes. Demorou um pouco até que eu pegasse um violão”. 

As performances de Havens logo se espalharam para além dos círculos folk do Greenwich Village. Depois de gravar dois discos para a Douglas Records, ele assinou com o empresário de Bob Dylan, Albert Grossman, e conseguiu um contrato de gravação com o selo Verve  Forecast, e por ele lançou “mixed bag”, em 1967, que trazia faixas como “handsome johnny” (parceria entre Havens e o ator, que mais tarde seria vencedor do Oscar, Louis Gossett Jr.), “follow” e uma versão para “Just like a woman”, de Bob Dylan. 

Até 1969, Havens já havia lançado outros cinco álbuns. “something else again” (1968) foi o seu primeiro disco a chegar às paradas da Billboard, assim como fez com que “mixed bag” retornasse a elas. Dois desses álbuns foram lançados sem autorização pela Douglas Records (ou Douglas International): “electric havens” (lançado em 01 de junho de 1968), e “richie havens record” (1969): “Este (‘electric havens’) era um dos dois álbuns (o outro foi ‘the richie havens record’) compostos de demos cheias de overdubs, datadas provavelmente de 1963-1965, que Havens fez antes de gravar pela Verve e antes de fazer a sua estréia. No final dos anos 60, quando havens atingiu o estrelato, o produtor Alan Douglas pegou estas demos e encheu-as de instrumentos elétricos nos overdubs. Os discos foram tirados de circulação e hoje são difíceis de ser encontrados. O conjunto de oito canções vai desde o tipo de material tradicional que ele costumava tocar nos clubes durante aquele período, coisas como ‘c.c. rider’, e ‘900 miles from home’, assim como uma versão de ‘boots & spanish leather’, de Dylan”, segundo o site AllMusic. 

Woodstock e a Crescente Visibilidade.

Havens era bastante elogiado pelas suas performances ao vivo. A sua participação em Woodstock, em 1969, o catapultou ao estrelato e provou ser um grande ponto de virada em sua carreira. Como primeiro performer do festival, ele conseguiu prender a atenção da platéia por três horas, em parte porque a Havens foi dito que continuasse tocando, já que muitos artistas que estavam marcados para se apresentar depois dele estavam atrasados, pois não conseguiam chegar ao local do festival, presos  nas estradas completamente paralisadas. Ele foi chamado de volta para várias repetições. Tendo esgotado o seu repertório, ele teve que improvisar uma canção baseada no antigo spiritual “motherless child” que se transformou em “freedom”. O lançamento do filme “Woodstock” ajudou Havens a ser conhecido no mundo todo. Ele também participou do festival da Ilha de Wight, no final de agosto de 1969. 

Seguindo ao sucesso de Woodstock, ele abriu seu próprio selo, Stormy Forest, e lançou “stonehenge” em 1970. Ainda naquele ano veio “alarm clock”, que incluía o grande sucesso de George Harrison “here comes the sun”. Esse foi o seu primeiro álbum a atingir o Top 30 da Billboard. A Stormy Forest mais quatro de seus álbuns: “the grea blind degree” (1971), “live on stage” (1972), “portfolio” (1973) e “mixed bag II” (1974). As participações na televisão, memoráveis, icluem performances no “The Ed Sullivan Show” e no “The Tonight Show Starring Johnny Carson” – neste último a platéia reagiu com tamanho entusiasmo que os aplausos continuaram mesmo depois do intervalo comercial, o que fez com que Carson pedisse a havens para que voltasse na noite seguinte. 

Richie avéns também enveredou  pela carreira de ator durante os anos 70. Ele trabalhou na montagem original de 1972 de “tommy”, do The Who; como Otelo no filme “catch my soul”, de 1974; em “greased lightning”, de 1977, ao lado de Richard Pryor; e em  “hearts of fire”, de 1987, com Bob Dylan. 

Havens, cada vez mais, passou a concentrar as suas energias na educação de jovens sobre assuntos ecológicos. No meio dos anos 70 ele ajudou a fundar a Northwind Undersea Institute, um museu oceanográfico para crianças em City Islan, no Bronx. O que, por sua vez, levou à criação da Natural Guard, uma organização descrita por ele como “um modo de ajudar as fazer com que as crianças aprendam que podem ter um papel fundamental na preservação do meio ambiente. Elas estudam a terra, a água e o ar em suas próprias comunidades e vêem como podem promover mudanças positivas a partir de algo tão simples como cultivar um jardim em um terreno abandonado”. Em julho de 1978 ele se apresentou no concerto beneficente para a The Longest Walk, uma caminhada espiritual dos nativos americanos, de Alcatraz a Washington D.C., na afirmação de direitos dos tratados, em resposta a uma lei que tinha sido apresentada e que revogava os direitos dos indígenas. 

Envolvendo-se Mais Com a Mídia.

Durante os anos 80 e 90 Richie Havens continuou se apresentando em turnês mundiais e lançando discos com certa constância. O lançamento em 1993 de “resume, the best of richie havens” pela Rhino reuniu suas gravações do final dos anos 60 e do início dos anos 70. Em 1982 Havens compôs e interpretou um slogan promocional para  a temporada de programas 1982-83 da NBC, intitulada “just watch us now”. Ele também interpretou slogans para a CBS e a ABC, além de gravar comerciais para a Amtrak, cantando o slogan “there’s something about a train that’s magic”. Outro trabalho de Havens nessa área é o trabalho comercial corporativo para a Maxwell House Coffee, assim como cantou o tema “the fabric of our lives”  para a indústria do algodão.
 
Em 1993 ele se apresentou na festa da posse de Bill Clinton. No repertório estava a canção “cotton”, tornada famosa por uma série de anúncios na televisão no início dos anos 90. Em 1999 ele se apresentou no Tibetan Freedom Concert para uma audiência de mais de 100.000.
 

Ele também teve um pequeno papel como Daze, no filme “street hunter”, de 1990, estrelado por John Leguizamo. 

Havens foi o vigésimo destinatário vivo do prêmio Peace Abbey Courage of Conscience, apresentado em Sherborn, Massachussetts, em 12 de abril de 1991. 

Últimos Anos.

Em 2000, havens se juntou a dupla de música eletrônica Groove Armada para uma canção retro, ao estilo dos anos 70, chamada “hands of time”, quee fazia parte da trilha sonora do filme  de Michael Mann, “colateral”, estrelada por Tom Cruise e Jamie Foxx. A mesma canção foi utilizada nos filmes “domino”, com Keira Knightley, e “não conte a ninguém” (ne le dis à personne), de 2006, com François Cluzet. Havens também esteve presente em duas faixas ( “little by little” e “healing”) do terceiro álbum do Groove Armada “goodbye country (hello nightclub)”, de 2001. 

Também em 2000 publicou a autobiografia “they can’t hide us anymore”, em co-autoria com Steve Davidowitz. Ele manteve seu status de ícone do folk continuando a se apresentar em turnês. Em 2002 ele lançou “wishing well”, seguido de “Grace of the sun”, de 2004. 

Em 2003, Havens foi agraciado com o American Eagle Award pelo National Music Council por fazer parte da herança musical americana e pela sua “rara e inspiradora voz de eloqüência, integridade e responsabilidade social”, e em 15 de outubro de 2006 ele foi introduzido no Long Island Music Hall of Fame. 

Em 2007 ele apareceu no papel de Old Man Arvin em “não estou lá” (i’m not there), de Todd Haynes. Em uma cena clássica, durante uma jam no alpendre, ele aparece cantando “tombstone blues”, de Bob Dylan, com Marcus Carl Franklin e tyrone Benskin. A versão de Richie Havens aparece na trilha sonora do filme. 

Ele foi convidado a se apresentar cerimônia de abertura do Festival de Cannes de 2008. Ele cantou “freedom”a pedido de seean Penn, que era o presidente do júri. Ele também se apresentou no London Ontario Blues festival de 2008. Em março do mesmo ano ele lançou “nobody left to crown”. O primeiro single do disco era uma cançao de acento country chamada “the key”. 

Havens participou da trilha sonora de “soundtrack for a revolution”, de 2009, que contava  a história do movimento pela luta dos direitos civis, e que tinha artistas modernos interpretando clássicos da época. No filme, Havens interpreta uma versão de “will the circle be unbrokken”.   

Em 3 de maio de 2009, Havens se apresentou em um concerto beneficente para angariar fundos em honra do aniversário de 90 anos de Pete Seeger. Em junho de 2009 no quinto Mountain Jam Festival. O evento, que tinha como anfitrião Waren Haynes, guitarrista dos Allman Brothers e do Gov’t Mule, foi realizado no Hunter Mountain Ski Resort, em Hunter, New York. Como sempre, o evento se deu no fim de semana seguinte ao Memorial Day. Em 20 de junho de 2009 ele se apresentou no Clearwater festivel. Em 04 de julho de 2009, no Woodstock Tribute Festival, em Ramsey, New Jersey, e em 08 de agosto de 2010 ele se apresentou no Musikfest 2010, no Foy Hall do Moravian College em Bethlehem, Pennsylvania.

Morte.

Em 20 de março de 2012, Havens anunciou em sua página no Facebook que ele iria parar de se apresentar em turnês depois de 45 anos devido a problemas de saúde, e em 22 de abril de 2013 ele faleceu, vítima de uma ataque cardíaco em casa, em Jersey City, New Jersey. Ele tinha 72 anos. A BBC se referiu a ele como um “ícone de Woodstock”, enquanto Stephen Stills, do Crosby, Stills,Nash & Young disse que havens “jamais seria igualado”. O Daily Telegraph declarou que Havens “deixou uma marca indelével na múusica contemporânea”, e Douglas Martin, do New York Times, escreveu que ele “marcou Woodstock.” 

Richie Havens deixou três filhos, cinco netos e dois bisnetos. Texto Wikipédia, traduzido por Alexandre Mourão. Site Oficial.

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

Como Baixar.

Álbuns.

A Richie Havens Record (1965)
 
01. I'm On My Way
02. Babe I'm Leaving
03. Down In The Valley
04. Noah's Dove
05. I'm Gonna Make You Glad
06. Chain Gang
07. Drown In My Own Tears
08. Daddy Roll 'Em
09. It Hurts Me
10. That's The Bag I'm In


Mixed Bag (1967)
 
01. High Flyin' Bird
02. I Can't Make It Anymore
03. Morning, Morning
04. Adam
05. Follow
06. Three Day Eternity
07. Sandy
08. Handsome Johnny
09. San Francisco Bay Blues
10. Just Like A Woman
11. Eleanor Rigby


Electric Havens (1968)
 
01. Oxford Town
02. 900 Miles From Home
03. I'm a Stranger Here
04. My Own Way
05. Boots & Spanish Leather
06. C.C. Rider
07. 3:10 To Yuma
08. Shadow Town


Something Else Again (1968)
 
01. No Opportunity Necessary, No Experience Needed
02. Inside of Him
03. The Klan
04. Sugarplums
05. Don't Listen to Me
06. From the Prison
07. Maggie's Farm
08. Something Else Again
09. New City
10. Run, Shaker Life


Richard P. Havens, 1983 (1969)
 
01. Stop Pulling and Pushing Me
02. For Haven's Sake
03. Strawberry Fields Forever
04. What More Can I Say John?
05. I Pity the Poor Immigrant
06. Lady Madonna
07. Priests
08. Indian Rope Man
09. Cautiously
10. Just Above My Hobby Horse's Head
11. She's Leaving Home
12. Putting out the Vibration, and Hoping It Comes Home
Live Bonus Tracks.
13. The Parable of Ramon
14. With a Little Help from My Friends
15. Wear Your Love Like Heaven
16. Run, Shaker Life
17. Do You Feel Good?


Stonehenge (1970)
 
01. Open Our Eyes
02. Minstrel From Gaul
03. It Could Be The First Day
04. Ring Around The Moon
05. It's All Over Now, Baby Blue
06. There's A Hole In The Future
07. I Started A Joke
08. Prayer
09. Tiny Little Blues
10. Shouldn't All The World Be Dancing


Alarm Clock (1971)
 
01. Here Comes The Sun
02. To Give All Your Love Away
03. Younger Men Grow Older
04. Girls Don't Run Away
05. End Of The Seasons
06. Some Will Wait
07. Patient Lady
08. Missing Train
09. Alarm Clock


The Great Blind Degree (1971)
 
01. What About Me
02. Fire & Rain/Tommy
03. See Me, Feel Me
04. Think About the Children
05. Father & Son
06. Teach Your Children
07. What Have We Done


Richie Havens on Stage (Live 1972)
 
01. From The Prison
02. Younger Men Get Older
03. Old Friends
04. God Bless The Child
05. High Flyin' Bird
06. Tupelo Honey
07. Just Like A Woman
08. Teach Your Children
09. Minstrel From Gault
10. Freedom
11. Handsome Johnny
12. Where Have All The Flowers Gone
13. Rocky Racoon


Portfolio (1973)
 
01. It Was A Very Good Year
02. Dreaming My Live Away
03. 23 Days In September
04. I Dont Need Nobody
05. Woman
06. Whats Going On
07. Tight Rope
08. I Know I Wont Be There
09. Mama Loves You


Mixed Bag II (1974)
 
01. Ooh Child
02. HeadKeeper
03. Wandering Angus
04. Sad Eyed Lady (Of the Lowlands)
05. Someone Suite
06. Band on the Run
07. The Loner
08. The Makings of You
09. The Indian Prayer


The End of the Beginning (1976)
 
01. I'm Not In Love
02. We Can't Hide It Anymore
03. Dreamming As One
04. You Can Close Your Eyes
05. I Was Educated By Myself
06. Daughter Of the Night
07. If Not For You
08. Do It Again
09. Wild Night
10. Long Train Running


Connections (1980)
 
01. Mamma We're Gonna Dance
02. Every Night
03. You Send Me
04. We've Got Tonight
05. Ol' 55
06. Going Back To My Roots
07. Dreams
08. She Touched My Heart
09. Fire Down Below
10. Here's A Song


Common Ground (1983)
 
01. Gay Cavalier
02. Death At An Early Age
03. Lay Ye Down Boys
04. Stand Up
05. This Is the Hour
06. Dear John
07. Leave Well Enough Alone
08. Moonlight Rain
09. Things Must Change


Simple Things (1987)
 
01. Drivin'
02. Simple Things
03. Songwriter
04. Passin' By
05. Wake Up And Dream
06. I Don't Wanna Know
07. Shouldn't We All Be Having a Good Time
08. Arrow Through Me
09. Runner In the Night


Sings Beatles and Dylan (1987)
 
01. Here Comes The Sun
02. If Not For You
03. Lay Lady Lay
04. In My Life
05. Strawberry Fields
06. All Along The Watchtower
07. Imagine
08. My Sweet Lord
09. It's All Over Now, Baby Blue
10. Eleanor Rigby
11. Just Like A Woman
12. The Long And Winding Road
13. Let It Be
14. License To Kill
15. The Times They Are A-Changin'
16. Working Class Hero
17. Rocky Raccoon
18. With A Little Help From My Friends


Live at the Cellar Door (1990)
 
01. I Can't Make It Anymore
02. All Along The Watchtower
03. Helplessly Hoping
04. God Bless The Child
05. The Night They Drove Old Dixie Down
06. No More, No More
07. Preparation
08. Here Comes The Sun
09. Fire And Rain
10. Superman
11. Dolphins
12. Nobody Knows The Trouble I've Seen-My Sweet Lord


Cuts to the Chase (1994)
 
01. Lives In The Balance
02. They Dance Alone
03. My Father's Shoes
04. Darkness, Darkness
05. The Hawk
06. Young Boy
07. The Times They Are-A Changin'
08. Fade To Blue
09. Intro/Old Love
10. How The Nights Can Fly
11. Comin' Back To Me
12. Don't Pass It Up
13. At A Glance


Time (Coletânea 1999)
 
01. Stardust & Passion
02. The Well
03. Nobody Left To Crown (Live)
04. Zodiac
05. Freedom (Extended Live Version)
06. No Opportunity Necessary, No Experience
07. I Was Educated By Myself (Live)


Wishing Well (2002)
 
01. The Well
02. Handouts In The Rain
03. Love Is Alive
04. Youll Never Know
05. Slow Down
06. On The Road To Calvary
07. Stardust And Passion
08. Paradise
09. Alone Together
10. On The Turning Away


Dreaming As One, The A&M Years (Coletânea 2004)
 
01. I'm Not In Love
02. We Can't Hide It Anymore
03. Dreaming As One
04. You Can Close Your Eyes
05. I Was Educated By Myself
06. Daughter Of the Night
07. If Not for You
08. Do It Again
09. Wild Night
10. Long Train Running
11. Live It Up (One Time)
12. Shadows Of the Past
13. I Don't Complain
14. Touch the Sky
15. Billy John
16. We All Wanna Boogie
17. Avalon
18. Aviation Man
19. Nobody Left To Clown
20. The End
21. I'm Not In Love (Edited Single Version)


Live At The Filene Center (2007)
 
01. All Along The Watchtower
02. Paradise
03. Way Down Deep
04. Ninety Bucks
05. Up From Under
06. Lives In The Balance
07. Woodstock
08. They Are Here To Get Us
09. Here Comes The Sun
10. Tupelo Honey / Just Like A Woman
11. Freedom


Nobody Left to Crown (2008)
 
01. The Key
02. Say It Isn't So
03. Won't Get Fooled Again
04. Standing On the Water
05. Hurricane Waters
06. If I
07. Nobody Left To Crown
08. (Can't You Hear) Zeus's Anger Roar
09. Lives In the Balance
10. We All Know Now
11. Fates
12. The Great Mandala (The Wheel of Life)
13. One More Day


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

11 comentários :

  1. Rafael Grunge25/04/13 17:25

    Esse cara toca e canta com a alma! Obrigado pelas raridades.

    ResponderExcluir
  2. Alex,
    Meus parabéns pelo belo texto, tradução impecável e acima de tudo o reconhecimento de magnífico "folk singer" nas páginas do "muro". Fiquei muito feliz com o seu carinho em dividir essas pérolas discográficas desse insuperável Richie Havens. Desde o filme "Woodstock"(1969) exibido no Brasil, em meados de 1970 ou 1971 passei a amar sua música e tenho alguns discos de vinyl. Obrigado e um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Ritchie Havens é a alma, a síntese de Woodstock e de tudo que a Flower Power representou ! Obrigado pela discografia, demais ! R.I.P.

    ResponderExcluir
  4. ALEX, parebenizá-lo pelo blog é lugar comum, mas colocar a discografia de RICHIE HEAVENS foi uma inesperado e genial iniciativa sua, Já baixei tudo, Valeu.

    ResponderExcluir
  5. Grande Alex,
    Há tempos eu esperava uma discografia do grande Richie Havens. Parabéns mais uma vez pelo blog. Nós de bom gosto agradecemos,
    Sergio

    ResponderExcluir
  6. Nossa que voz linda que esse cara tinha. Me arrepiei todo só de ouvir ele cantar. rsrsrs... Adorei conhecer o som dele, virei fã e já fiquei triste por saber que ele morreu a poucos dias atrás. Mas, pelo menos a sua voz potente e sua músicas lindas estão aqui no muro pra todos poderem ouvir e apreciar a linda voz e seu estilo único e atemporal de cantar. Excelente discografia. Valeu Alex!

    Um abração!

    Ramon-Bahia

    ResponderExcluir
  7. Quando eu pensava que o MCR tinha chegado no seu auge, ele acaba surpreendendo. Valew!!! Pela discografia do Ritchie Havens.

    ResponderExcluir
  8. José Alves Teixeira (Tex) Garanhuns-PE08/05/13 14:47

    Esse cara sem dentes e com uma voz maravilhosa brilhou em WOODSTOCK 1969. Richie Havens partiu deste mundo, mas deixou entre nós uma grande obra musical. Seus arranjos em gravações de outros artistas foram perfeitos, sendo as vezes até melhor que o original. Caso de I'M NOT IN LOVE (1976) do Grupo 10CC. Trilhou entre The Beatles, Bod Dylan, Doobie Brothers, Yes e muitos outros deixando assim a sua marca registrada em todos os seus álbuns. Alex. Gratidões a você são muitas, e mais uma vêz e´outro tiro certeiro. Obrigado por essas pérolas Negras.

    ResponderExcluir
  9. Thank you very much !!!!

    ResponderExcluir
  10. Richie Havens e J.J. Cale foram meus prediletos a vida toda deles. E continuarão sendo durante o resto da minha!

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.