Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

14 de maio de 2013

Lula Côrtes & Zé Ramalho - Paêbirú (1975)

A primeira vez que o Brasil ouviu Zé Ramalho da Paraíba foi na voz de Vanusa, que gravou a canção Avohay em seu disco "Vanusa - 30 Anos", em 1977, pela Som Livre. Um ano após, já sem o 'Paraíba", Zé Ramalho ganhou as paradas nacionais com sua enigmática e encantadora mistura sonora. Antes disso, noi entanto, tão fantástica quanto suas letras, a história de Zé Ramalho registra a gravação de um disco que ficou perdido nos escaninhos do tempo. 

Trata-se do raríssimo álbum duplo "Paêbirú", creditado a Lula Cortês e Zé Ramalho, gravado entre os meses de outubro e dezembro de 1974, na gravadora Rozemblit, em Recife (PE). Com eles, estão Paulo Rafael, Robertinho de Recife, Geraldo Azevedo e Alceu Valença, entre outros. Na época, Lula Cortês tinha em seu currículo o álbum "Satwa" (1973), que trazia canções com título como "Alegro Piradíssimo", "Blues do Cachorro Louco" e "Valsa dos Cogumelos". Zé Ramalho, já tocando com Alceu Valença, tinha em sua bagagem a experiência de grupos de Jovem Guarda e beatlemania, como Os Quatro Loucos, o mais importante de todo o Nordeste. 

Clássico do pós-tropicalismo, com (over)doses de psicodelia, o álbum trazia seus quatro lados dedicados aos elementos "água, terra, fogo e ar". Nesse clima, rolam canções como o medley "Trilha de Sumé/Culto à Terra/Bailado das Muscarias", com seus13 minutos de violas, flautas, baixão pesado, guitarras, rabecas, pianos, sopros, chocalhos e vocais "árabes", ou a curta e ultra-psicodélica "Raga dos Raios", com uma fuzz-guitar ensandecida. E, destaque do álbum, a obra-prima "Nas Paredes da Pedra Encantada, Os segredos Talhados Por Sumé" (regravada por Jorge Cabeleira, com participação de Zé Ramalho), com seu baixo sacado de Goin' Home dos Rolling Stones sustentando os mais pirados 7 minutos do que se pode chamar de psicodelia brasileira. 

O disco por si só é uma lenda, mas ficou mais interessante ainda pelas situações que envolveram a sua gravação. A gravadora Rozenblit ficava na beira do rio Capiberibe, e o disco, depois de gravado, foi levado por uma das enchentes que assolavam a região. Conta a lenda que sobraram apenas umas trezentas cópias do disco, hoje nas mãos de poucos e felizardos colecionadores, muitas das quais no exterior, onde foram parar a preço de ouro. Contando com a co-produção do grupo multimídia Abrakadabra, o disco trazia um rico encarte, que também sucumbiu ao aguaceiro. 

Hoje "top 10" das paradas de CDr no país e ítem valioso no mercado internacional de raridades psicodélicas, o álbum segue misteriosamente inédito no mundo digital. Com isso, a indústria dicográfica brasileira perde uma boa oportunidade de provar que se preocupa um pouco mais do que com o tilintar da caixa-registradora. "Paêbirú", que quer dizer "o caminho do sol" (para os incas), poderia ser o primeiro de uma série de raridades a ganhar a luz do dia, para ocupar uma fatia de mercado que, se pequena comercialmente, é fundamental para a preservação da cultura musical brasileira. Texto de Fernando Rosa, originalmente publicado na revista Showbizz.

01. Trilha de Sumé
Culto à Terra
Bailado das Muscarias
02. Harpa dos Ares
03. Não Existe Molhado Igual ao Pranto
04. OMM
05. Raga dos Raios
06. Nas Paredes da Pedra Encantada
Os Segredos Talhados por Sumé
07. Marácas de Fogo
08. Louvação a Iemanjá
Regato da Montanha
09. Beira Mar
10. Pedra Templo Animal
11. Sumé

Como Baixar.

(320Kbps)

Link.

Senha/Password: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

18 comentários :

  1. Muito bom o texto. Não conhecia esta obra de arte. Parabéns e continua a sua pesquisa para conhecermos mais obras de artes.

    ResponderExcluir
  2. Muio interessante essa obra do grande Zé Ramalho e outros grandes artistas, numa obra psicodelica progressiva

    ResponderExcluir


  3. Colocar a obra prima Paêbiru a disposição de quem gosta de boa música, num tempo marcado por intermináveis ondas de mediocridades, insanidade e total falta de ousadia, no mínimo, é prestar um relevante serviço a cultura musical brasileira.
    Luis Carlos Pael

    ResponderExcluir
  4. Luiza Alves - RS14/05/13 16:32

    Ótimo!!!!

    ResponderExcluir
  5. SEM PALAVRAS !!! obrigado pelo dedicado trabalho deste Blog !

    ResponderExcluir
  6. incrível, criatividade a mil!!!!!


    obrigado!!!

    ResponderExcluir
  7. Mais uma postagem superlativa. O seu trabalho de tem um valor inestimável. Só posso retribuir com um humilde: obrigado.

    ResponderExcluir
  8. Mais uma postagem de valor inestimável. Muito obrigado!!!

    ResponderExcluir
  9. Grande Lula Côrtes, tive o prazer de conhece-lo, sempre nos encontravamos as quintas num barzinho em Boa Viagem - Recife, isso nos anos noventa, saudades, gente da melhor qualidade.

    ResponderExcluir
  10. obg pelo garimpo de importantes obras

    ResponderExcluir
  11. Parabéns Alex!!! Blog incrível!!!

    ResponderExcluir
  12. Agradecer ao blog pelo resgate de importantes obras.

    ResponderExcluir
  13. Só faltava esse para eu completar a discografia do Zé Ramalho! Valeu, Alex!

    ResponderExcluir
  14. folclore celta nordestino fundido nessa perola filosofal brasileira

    ResponderExcluir
  15. Abel Barreto Neto21/08/14 16:03

    O seu trabalho é digno de muitos elogios. Parabéns, e me sinto privilegiado por ter conhecido seu blog. Já tenho vários amigos que estão frequentando esta página por indicação minha. Esse trabalho do Zé com o Lula foi a cereja do bolo...

    ResponderExcluir
  16. ESSE DISCO TEM MUITAS HISTÓRIAS, BONS TEMPOS EM QUE LOUCURA POUCA SERIA BOBAGEM...
    SALVE O IMORRÍVEL LULA CÔRTES.

    ResponderExcluir
  17. obrigado pela dedicação alex

    ResponderExcluir
  18. A CONTRIBUIÇÃO DO ALEX SALA À CULTURA DEVIA SER RECONHECIDA.
    AQUI É O MAIOR E MELHOR ESPAÇO QUE REALMENTE DEDICA-SE À CULTURA MUSICAL.
    ALEX SALA VOCÊ É ILUMINADO POR DEUS CARA.
    SEM VOCÊ NINGUÉM IRIA SABER QUE EXISTIU TANTA OBRA ASSIM

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.