Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

19 de maio de 2013

Vlad V - Discografia.

Vlad V (pronuncia-se Vlad Quinto) é uma banda brasileira de rock progressivo formada em 1986 em Blumenau/SC liderada pelo guitarrista e vocalista Jean Carlo.

História.

A banda Vlad V, da cidade de Blumenau, é muito provavelmente a única da região do Vale do Itajaí, se não de todo o estado de Santa Catarina, com mais de vinte anos de estrada, sete álbuns de estúdio lançados – mais uma coletânea –, fãs fiéis que seguem a banda a todos os shows possíveis, resenhas publicadas na Europa e no Japão e presença marcada na grande maioria dos festivais underground do estado. 

Com nova formação e o lançamento do sétimo álbum de estúdio em julho de 2010, o Vlad V não deixa de, de certa forma, voltar às origens e realiza o que é provavelmente o trabalho mais pesado da carreira. Este trabalho apresenta algumas composições inéditas, mas tem como objetivo presentear os velhos fãs com as covers que a banda sempre apresentou ao vivo contendo suas principais influências: Led Zeppelin, Deep Purple, Rush, Jethro Tull e Black Sabbath. 

E já que falamos em volta às origens, fazemos uma breve viagem no tempo e voltamos a março de 1986, quando houve a primeira aparição da banda no festival Blumenália, obviamente na cidade de Blumenau, terra natal da banda. A formação do Vlad na época consistia em Jean Carlo (guitarra e vocal), Renato Luís Funke (baixo), Carlos Zimmermann (bateria) e Alexandre Pellems (vocal). Com a repercussão causada na época, a banda decide encarar a vida profissional e com isso passa a abrir caminho numa época em que a cena Rock apenas engatinhava no estado. 

No ano seguinte saem de cena Renato e Carlos e entram os experientes Jurandir Camilo - o Kiko (baixo) – e Mário Aurélio – o Kaneka (bateria). Em 1988 Alexandre também sai de cena e Jean Carlo assume definitivamente os vocais e guitarra, e como power-trio a banda passa a se consolidar como um nome de peso na região, gravando em outubro do mesmo ano a música Entre as Nuvens que entra na programação das rádios, sendo uma das mais pedidas no ano que se seguiu. O sucesso foi tão grande que Entre as Nuvens é presença garantida no repertório da banda até os dias de hoje. 

Passando por sucessivas mudanças de formação, a banda se muda para São Paulo no ano de 1992. Contando com Osni Neumann (O “Sapo” – citado por Jean Carlo como um dos melhores bateristas do cenário catarinense) e Charles Mogck (Chaleco) no baixo, participam do programa da MTV "Fúria Metal" com o VJ Gastão Moreira, além de se apresentarem em importantes casas noturnas como Black Jack, Café Piu-Piu, Café Pedaço, Aeroanta, Britania, entre outras, com excelente repercussão de público e crítica. De volta depois de um ano fazendo contatos, mas com dificuldades de manter a estabilidade com a explosão do Grunge e problemas internos, a formação se desfez. 

Contra todas as adversidades, em 1993, Jean Carlo, prezando pela música acima de tudo, segue com o nome Vlad V e grava o primeiro LP auto-intitulado – Vlad V – com músicos de estúdio. Foi um dos primeiros discos de Rock em Santa Catarina na época, o que fez com que a repercussão aumentasse principalmente com as ótimas críticas da mídia especializada. Por ser uma banda com influências de Hard Rock, Progressivo e Rock Clássico, chamou a atenção também o fato de a banda compor as músicas em português, algo atípico para o estilo, especialmente na cena underground e ainda mais numa época que, dentro do rock pesado, passaram a se destacar Angra e Sepultura. Mas o fato é que esta também passou a ser uma das marcas da banda. No ano seguinte entra o baterista Flávio Theilacker, sólido membro da banda e parceiro de Jean Carlo até os dias de hoje. 

Nos anos seguintes, com os integrantes Humberto Klitzke (baixo) e Jairson Dorigatti – o Doriga (teclados) – , a banda continua a crescer e grava seu segundo disco – A Espada e o Dragão. Devido a um golpe dado pela gravadora Prize Records, o álbum acaba sendo lançado somente em 1998. Este álbum rendeu ao Vlad o título de “Rush brasileiro”, e a banda passou a ser sempre identificada não só pelo virtuosismo de Jean Carlo que passou a se firmar como multi-instrumentista (no álbum ele toca banjo, violão, guitarra, flauta, harmônica, além dos vocais), mas também à qualidade e timbre de voz sempre comparado ao de Geddy Lee, da referida banda canadense. Além disso sempre destacou-se também a qualidade melódica das composições, a complexidade e beleza dos arranjos e a musicalidade da banda como um todo, especialmente pela conciliação de diversas influências e estilos responsáveis pela originalidade do som. Com esse disco o Vlad também foi pioneiro no formato digital e conseguiu repercussão na mídia especializada de países como Bélgica, Holanda, França, Finlândia e Japão. Aqui, definitivamente, se firmaram não só como a maior banda do cenário Underground catarinense, como uma das maiores do sul do país e foi considerada por muitos órgãos especializados em Rock como a melhor banda do Brasil, especialmente no segmento Hard Rock Progressivo. 

Em novembro do mesmo ano, sai de cena Humberto Klitzke e o baixista passa a ser Cláudio Reiff, e a partir de então o Vlad V entra na fase mais estável da banda e passa a trabalhar em seu terceiro disco – O Quinto Sol – lançado ao final de 1999. 

Nessa fase, a banda investe ainda mais na faceta progressiva e Jean Carlo passa a se dedicar mais à flauta. Com a entrada do guitarrista Beto Luciani, a banda lança o quarto disco – Vol. IV – em 2002. Logo os fãs e a crítica especializada identificaram uma maior presença da influência de Jehtro Tull na banda, justamente devido às flautas, mas a banda também passou a incorporar muitos elementos da música brasileira, com influências de Zé Ramalho e Alceu Valença. 

Ao fim do ano sai de cena o tecladista Doriga, e a banda resolve inaugurar uma fase mais acústica, valorizando mais a melodia das flautas e a influência de música brasileira. Com isso, é lançado em 2005 o quinto trabalho do Vlad – Viagens Acústicas. 

No começo de 2006 sai de cena Beto Luciani, e por um curto período a banda conta com a presença de Pablo Demarchi nos violões, mas até o lançamento do sexto álbum da banda – Siga o Som –, em 2007, a banda voltava, depois de quase 15 anos, a ser um trio. 

Assim o Vlad V foi abandonando a fase acústica dos últimos dois discos e, valorizando a formação em power trio, as guitarras voltaram a falar mais alto. Conseqüentemente, em 2008, o grupo lançou a coletânea Longe do Fim, com um apanhado das músicas preferidas dos fãs que há anos seguem o Vlad pela região. 

No finzinho de 2009 sai de cena Cláudio Reiff, depois de uma contribuição de mais de onze anos, e entra o caçula da banda Klauss Tofanetto (baixo e backing vocals). Com o Klauss, o Vlad volta às origens e lança seu sétimo “filho” (não, não é o 7th Son of a 7th Son) contendo as covers que sempre marcaram os shows e influenciaram a banda, tentando cumprir a promessa de ser o disco mais pesado da carreira banda. 

Vemos vocês nos shows! E o Vlad V, com sangue novo na banda, prova que ainda tem muita lenha pra queimar e que ainda está “Longe do Fim”. Texto: Wikipédia.  Site Oficial 

Integrantes.

Formação Atual.

Jean Carlo Sousa (Guitarra, Violão, Bandolim, Harmônica, Flauta e Vocais)
Klauss Pfiffer Tofanetto (Baixo)
Flavio Theilacker (Bateria)

Ex-Integrantes.

Jairson Dorigatti (Doriga) (Teclados, Acordeão e Vocais)
Humberto Klitzke (Baixo, Violão, Bandolim e Vocais)
Beto Luciani (Guitarra, Violão e Vocais)
Pablo Demarchi (Violão)
Cláudio Castilho Reif (Baixo)


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Vlad V (1994)
 
01. Filhos De Uma Era
02. Asas De Um Louco
03. Crianças Da Noite
04. Anjos Da Paz
05. Nos Campos Da Mente
06. É Hora De Despertar
07. Sobre As Montanhas
08. Salamandra
09. Biafare


A Espada e o Dragão (1997)
 
01. Longe Do Fim
02. A Espada E O Dragão
03. Face Das Sombras
04. Borboleta Da Noite
05. Mama
06. Entre As Nuvens
07. Canção De Um Nômade
08. Pã
09. Vlad V


O Quinto Sol (1999)
 
01. Na Estrada
02. O Momento
03. Em Suas Mãos
04. Guardião Dos Sonhos
05. Lago Sagrado
06. Olhos Da Noite
07. O Chamado Da Montanha
08. Fique Atento
09. Mundo Afora
10. Um Lamento
11. Morgenland
12. A Guerra Vence O Homem
13. Caminhos Do Vento
14. O Quinto Sol


Volume IV (2001)
 
01. Os Donos Do Poder
02. Kãli
03. Dança De Shiva
04. Plantas, Colher
05. Vento Sul
06. Thick As A Brick
07. Pôr-Do-Sol Em São Chico
08. O Pescador
09. Cavaleiros Na Paisagem
10. Doce Lar Dos Malucos
11. Move Over
12. Não Se Deixe Levar Por Seus Olhos
13. Cavalgada
14. Tull Medley


Viagens Acústicas (2005)
 
01. Intro
02. Cavaleiros Da Paisagem
03. Doce Lar Dos Malucos
04. Entre As Nuvens
05. Lago Sagrado
06. Mercedes Benz
07. Asas De Um Louco
08. Vale Das Nascentes
09. Questão De Tempo
10. As Montanhas Do Sul
11. Olhos Da Noite
12. Locomotive Breath


Siga o Som (2007)
 
01. Siga o Som
02. Meia Noite
03. Agora Eu Sei
04. SP 1992
05. Vinte e Poucos Anos
06. Vento Sul
07. Borboleta da Noite
08. Setembro
09. Flor da Mata
10. Três Mistérios
11. El Condor Pasa


Na Casa do Rock (2010)
 
01. Medo Das Ruas
02. Ouça Os Anjos
03. Sabbath Bloody Sabbath
04. Fools
05. Tom Sawyer
06. Child In Time
07. Mother Goose
08. Thank You
09. Whola Lotta Love/Immigrant Song
10. Living In The Past
11. Aqualung
12. Perfect Strangers
13. Instrumental


Longe do Fim II (Coletânea 2012)
 
01. Doce Lar dos Malucos (2012)
02. Ouça os Anjos
03. Medo nas Ruas
04. Longe do Fim
05. A Espada e o Dragão
06. Borboleta da Noite
07. Entre as Nuvens
08. Lago Sagrado
09. Vento Sul
10. Mercedes Benz
11. 20 e Poucos Anos
12. Cavaleiros na Paisagem
13. Olhos na Noite
14. Biafare
15. Filhos de Uma Era
16. Dança de Shiva
17. Na Estrada
18. Siga o Som
19. Meia Noite
 


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

11 comentários :

  1. Puta belo som!!! Blumenau!

    ResponderExcluir
  2. Geyson Machado Mendonça20/05/13 00:36

    Essa banda não fica devendo nada a nenhuma banda estrangeira. Som perfeito. Puta post, brother Alex.

    ResponderExcluir
  3. Melhor banda de Santa Catarina, e certamente uma das melhores do Brasil, Jean Carlo é um puta compositor!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Alex! Aqui é o Klauss, baixista do Vlad V, e eu gostaria de dizer que, coincidentemente, na semana que você fez este post, a discografia do Vlad foi toda repostada no site do Vlad V!

    Eu achei até que vc já tinha buscado as músicas do site e fui ouvir, e vi que o primeiro disco ainda é a versão 'ripada' do vinil.

    Agora postei todos os discos remasterizados (inclusive o primeiro) e com qualidade de 192kbps. O único incoveniente é que, para quem não tem a versão paga do 4shared, há de se baixar os discos música por música. Quero ver se nas próximas semanas eu consigo disponibilizar uma opção de disco inteiro, colocando já os arquivos zipados no 4shared.

    Aqui o link oficial da nossa discografia: http://www.vladv.com.br/#!som/c1x9v

    Abraços e valeu a força! Para uma banda de alcance tão regional como Vlad, um blog como o Muro postar nossa discografia é uma baita duma mão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Klauss, legal que vocês gostaram e vou baixar sim para postar em remasterizado!

      Abraço e valeu também pela força!

      Excluir
  5. Gostaria só de agradecer ao responável (ou aos responsáveis) por este site!
    Uma quantidade inacreditável de material, até poucos anos atrás o que tem de música aqui não caberia em minha casa, muita coisa espetacular que eu jamais havia ouvido, enfim...
    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  6. Uma quantidade gigantesca de excelente material, muito bem organizado, sinceramente mal tenho como agradecer!!!
    Todavia, muito obrigado!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Alex!

    É o Klauss, baixista do Vlad V de novo! Agora no link da discografia já tem os links para o disco inteiro compactado também! Se quiser, pode compartilhar os nossos links mesmo! A qualidade é aquela que mencionei no outro comentário, está melhor que a dos links do site antigo, que é de onde foram baixados os discos nos links do seu post!

    http://www.vladv.com.br/#!som/c1x9v

    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. BERTHÔ (José Berto)14/10/13 19:16

    CARA É JETHRO TULL PURO
    ALÁ SE NÃO FOR MELHOR ATÉ !
    RECOMENDO COM MUITA CATEGORIA NO QUE FALO !
    ESSE BLOG É DEMAIS ...

    ResponderExcluir
  9. Confesso que baixei os discos no site da banda, não no muro, mas senti necessidade de expressar o quanto gostei do som dos caras, (mesmo estando ainda no primeiro disco tenho quase certeza que não estou me precipitando no comentário) muito bom!!!

    Rafael Mosso/Pará BR

    ResponderExcluir
  10. Alex e Banda Vlad V, fico emocionado em participar de uma comunidade (se posso chamar assim) de pessoas que além de amarem a boa musica sabem ser de mente e espirito aberto. Esta Banda é foda. Merece mais notoriedade e o Muro, mais uma vez, fez sua parte e que parte! Sinto que o Alex e sua turma é como aqueles Guerreiros pagos pelo Rei para salvarem a Rainha sequestrada pelo Mal e o seus Dragões...A Rainha é a Boa Musica, O mal é a Mídia Paga, Os dragões são va´rios (funk carioca, pagodes, sertanejos, etc) E o Sr Alex o Lider destes Guerreiros que não cansam nunca de lutar

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.