Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

5 de junho de 2013

Paradise Lost - Discografia.

Paradise Lost é uma banda inglesa de Doom metal formada em 1988. Conterrânea de similares como Anathema e My Dying Bride, ela formou a base do gothic metal e foi uma das bandas responsáveis pelo surgimento do sub-estilo death/doom metal.

Biografia.

Paradise Lost se formou em Halifax, na Inglaterra, em 1988. Assinaram com a gravadora Peaceville Records logo após a gravação de sua primeira demo, lançando seu primeiro álbum, Lost Paradise, em fevereiro de 1990. Este, apesar da produção minimalista e a música baseada muito genericamente no death metal, teve boa repercussão, vendendo bem e sendo bastante elogiado em reviews. 

Em março de 1991 lançaram seu segundo álbum, o Gothic. Esta gravação é bastante caracterizada pelo nome, não sendo necessário uma descrição detalhada. Pelo uso de passagens orquestradas, guitarras com afinação grave, vocais femininos tétricos ao fundo e solos negros, o Paradise Lost atingiu um som distinto, original. 

Em 1992, a banda deixou a Peaceville Records e assinou um contrato de três anos com a Music For Nations, muito maior. Com Simon Efemey por novo produtor, entraram em estúdio para gravação de, segundo alguns, suas melhores 11 faixas. Em junho de 1992, Shades of God foi lançado. O álbum apresentava ótimos riffs, paradas acústicas e letras num nível jamais alcançado por suas gravações anteriores. Shades of God lançou-os cada vez mais para longe do death metal, numa categoria que não havia ainda maneira de definir. 

Após uma turnê de grande sucesso, a banda voltou diretamente para a Longhome Studios, com a mesma fórmula de Simon Efemey e desenhos de Dave McKean. O resultado foi o EP As I Die, lançado em Outubro de 1992, o mais aclamado no single of the Week da MTV européia, onde alcançou alta rotatividade, superior, inclusive, a um single do Metallica. 

O quarto álbum, Icon, novamente com a produção de Simon Efemey, lançado em Junho de 1993, foi saudado como uma obra-prima do metal gótico e cimentou sua posição na cena metal corrente. Este trabalho também resultou no sepultamento definitivo da formação death metal da banda. 

Outro EP na carreira da banda, Seals the Sense, foi a base dos shows da banda nos festivais do verão de 1994. Em meio a estes, a banda crescia a cada show, chegando a se apresentar para 70.000 fãs que gritavam no show Rock in the Ring, em Nürnberg, Alemanha. A banda continuou em grandes festivais por toda a Europa e terminou o verão com o lançamento de um vídeo em longa metragem com a Harmony Breaks, em Agosto. 

No fim de 1994, o baterista Matt Archer saiu da banda para a entrada de Lee Morris. Sua saída foi justificada como "perda do interesse pela banda". Apesar da mudança na formação da banda, o novo baterista não teve grande impacto na gravação do álbum seguinte, Draconian Times, pois a maior parte das músicas já haviam sido escritas e inclusive gravadas. 

Neste álbum (Draconian Times, lançado em 1995), a composição das músicas melhorou dramaticamente. O álbum é cheio de melodias, ritmos pesados, bateria sólida, letras inspiradas e vocais impecáveis. Desde a primeira música, Enchantment, a banda cria um clima e provoca a imaginação. 

Para apoiar o lançamento deste álbum, o Paradise Lost embarcou numa turnê a nível mundial, chegando à marca de um milhão de cópias vendidas, nunca antes atingida por uma banda do estilo. 

O álbum seguinte, One Second (1997), causou certo alvoroço entre os fãs pela utilização de bateria eletrônica, ritmos inspirados no synthpop dos anos 80 e menos guitarra. Mas a banda cuidou para que as belas melodias contidas neste trabalho e as músicas atraíssem e mantivessem os antigos fãs e, assim, conquistassem alguns novos. 

O Paradise Lost parecia ter chegado ao seu auge e em 1999 apareceu com um álbum que supreendeu os fans mais tradicionais. A influência do som gótico/synthpop dos anos 80 aumentou consideralvelmente, sendo o disco muito semelhante ao som da banda Depeche Mode. Clima atmosférico e a praticamente ausência de guitarras predominam no disco, o que causou estranheza de boa parte dos fans, acusando-os de selling-out. 

No Ano de 2001 é lançado o álbum "Believe in Nothing" - um álbum que passou meio despercebido na midia e também pelos fãs, pois depois do controverso "Host" , a banda tinha perdido parte de seus fãs e fama, o álbum em si é uma tentativa de voltar a sonoridade do passado , como mais peso e guitarras nas músicas, mas a mixagem acabou não agradando a banda pela perda de peso no resultado final , nessa turnê a banda chegou a tocar no festival wacken open air, sem muito alarde por parte da mídia, inclusive alguns membros da banda ignoram esse álbum hoje em dia. sendo ele um capítulo "obscuro" na vitoriosa carreira da banda. 

A banda chega ao ano de 2002 com o álbum "Symbol of Life" que é muito bem recebido pela critica especializada, com um slogan "o verdadeiro successor de Draconian Times", a banda retorna com certo peso em suas composições, como na faixa "self-obssessed", desse álbum também nascem clássicos com: "erased" e "no celebration" e o Single "erased", mas também tivemos uma má noticia ao final da turnê.. o baterista "Lee Morris" integrante desde os tempos de "Draconian Times" resolve sair da banda, deixando seu posto vago para a entrada de Jeff Singer (ex blaze). Texto: Wikipédia. 

Integrantes.

Atuais.

Nick Holmes (Vocal)
Gregor Mackintosh (Guitarra)
Aaron Aedy (Guitarra)
Steve Edmondson (Baixo)
Adrian Erlandsson (Bateria)

Ex-Integrantes.

Matthew Archer (Bateria)
Lee Morris (Bateria)
Kay Fields (Vocal, Integrante Convidada)
Jeff Singer (Bateria)

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


 Álbuns.

Lost Paradise (1990)
 
01. Intro
02. Deadly Inner Sense
03. Paradise Lost
04. Our Saviour
05. Rotting Misery
06. Frozen Illusion
07. Breeding Fear
08. Lost Paradise
09. Internal Torment II
Bonus Tracks.
10. Eternal (Live)
11. Gothic (Mix)
12. The Painless (Mix)


Gothic (1991)
 
01. Gothic
02. Dead Emotion
03. Shattered
04. Rapture
05. Eternal
06. Falling Forever
07. Angel Tears
08. Silent
09. The Painless
10. Desolate


Shades of God (1992)
 
01. Mortals Watch the Day
02. Crying for Eternity
03. Embraced
04. Daylight Torn
05. Pity the Sadness
06. No Forgiveness
07. Your Hand in Mine
08. The Word Made Flesh
09. As I Die


Icon (1993)
 
01. Embers Fire
02. Remembrance
03. Forging Sympathy
04. Joys Of The Emptiness
05. Dying Freedom
06. Widow
07. Colossal Rains
08. Weeping Words
09. Poison
10. True Belief
11. Shallow Seasons
12. Christendom
13. Deus Misereatur


Draconian Times (1995)
 
01. Enchantment
02. Hallowed Land
03. The Last Time
04. Forever Failure
05. Once Solemn
06. Shadowkings
07. Elusive Cure
08. Yearn for Change
09. Shades of God
10. Hands of Reason
11. I See Your Face
12. Jaded


One Second (1997)
 
01. One Second
02. Say Just Words
03. Lydia
04. Mercy
05. Soul Courageous
06. Another Day
07. The Sufferer
08. This Cold Life
09. Blood Of Another
10. Disappear
11. Sane
12. Take Me Down
13. I Despair (Bonus Track)


Reflection (Coletânea 1998)
 
01. Say Just Words
02. Hallowed Land
03. True Belief
04. Pity The Sadness
05. Eternal
06. Forever Failure (Remix)
07. Gothic
08. One Second
09. Rotting Misery (In Dub)
10. The Last Time
11. Mercy
12. Widow
13. Embers Fire
14. As I Die
15. Soul Courageous (Live)
16. As I Die (Live)
17. Blood Of Another (Live)


Host (1999)
 
01. So Much Is Lost
02. Nothing Sacred
03. In All Honesty
04. Harbour
05. Ordinary Days
06. It’s Too Late0
07. Permanent Solution
08. Behind the Grey
09. Wreck
10. Made the Same
11. Deep
12. Year of Summer
13. Host


Believe in Nothing (2001)
 
01. I Am Nothing
02. Mouth
03. Fader
04. Look At Me Now
05. Illumination
06. Something Real
07. Divided
08. Sell It To The World
09. Never Again
10. Control
11. No Reason
12. World Pretending
Bonus Tracks.
13. Waiting For God
14. Sway


Symbol of Life (2002)
 
01. Isolate
02. Erased
03. Two Worlds
04. Pray Nightfall
05. Primal
06. Perfect Mask
07. Mystify
08. No Celebration
09. Self Obsessed
10. Symbol of Life
11. Channel for the Pain
12. Xavier (Dead Can Dance Cover)
13. Small Town Boy (Bronski Beat's Cover)


At the BBC (Live 2003)
 
Friday Rock Show, 20th November 1992.
01. Pity the Sadness
02. The Word Made Flesh
03. Mortals Watch the Day
04. As I Die
The Rock Show, 1995.
05. Shadowkings
06. Once Solemn
07. Yearn for Change
08. Sweetness
Sunday Rock Show at the Liverpool Royal Court, 4th December 1993.
09. Embers Fire
10. Remembrance
11. Gothic
12. Mortals Watch the Day
13. Widow
14. Eternal
15. The Joys of the Emptiness
16. As I Die
17. True Belief
18. Pity the Sadness


Paradise Lost (2005)
 
01. Don’t Belong
02. Close Your Eyes
03. Grey
04. Redshift
05. Forever After
06. Sun Fading
07. Laws Of Cause
08. All You Leave Behind
09. Accept The Pain
10. Shine
11. Spirit
12. Over The Madness
Bonus Tracks.
13. Don't Belong (String Dub Mix)
14. Over The Madness (String Dub Mix)


In Requiem (2007)
 
01.Never for the Damned
02.Ash & Debris
03.The Enemy
04.Praise Lamented Shade
05.Requiem
06.Unreachable
07.Prelude to Descent
08.Fallen Children
09.Beneath Black Skies
10.Sedative God
11.Your Own Reality
Bonus Tracks.
12. Missing
13. Silent In Heart


The Anatomy of Melancholy (Live 2008)
 
CD 1.

01. Intro
02. The Enemy
03. Grey
04. Erased
05. Red Shift
06. So Much Is Lost
07. Sweetness
08. Praise Lamented Shade
09. Pity the Sadness
10. Forever Failure
11. Once Solemn
12. As I Die

CD 2.

01. Embers Fire
02. Mouth
03. No Celebration
04. Eternal
05. True Belief
06. One Second
07. The Last Time
08. Gothic
09. Say Just Words


Faith Divides Us, Death Unites Us (2009)
 
01. As Horizons End
02. I Remain
03. First Light
04. Frailty
05. Faith Divides Us, Death Unites Us
06. The Rise Of Denial
07. Living With Scars
08. Last Regret
09. Universal Dream
10. In Truth
11. Cardinal Zero


Drown In Darkness, The Early Demos (2009)
 
01. Drown In Darkness
02. Internal Torment
03. Morbid Existence
04. Paradise Lost
05. Internal Torment
06. Frozen Illusion
Live.
07. Internal Torment
08. Our Saviour
09. Plains of Desolation
10. Drown In Darkness
11. Paradise Lost
12. Nuclear Abomination


Draconian Times MMXI (Live 2011)
 
01. Enchantment
02. Hallowed Land
03. The Last Time
04. Forever Failure
05. Once Solemn
06. Shadowkings
07. Elusive Cure
08. Yearn for Change
09. Shades of God
10. Hands of Reason
11. I See Your Face
12. Jaded
13. Faith Divides Us, Death Unites Us
14. The Rise of Denial


Tragic Idol (2012)
 
01. Solitary One
02. Crucify
03. Fear Of Impending
04. Honesty In Death
05. Theories From Another World
06. In This We Dwell
07. To The Darkness
08. Tragic Idol
09. Worth Fighting For
10. The Glorious End

Link.

Tragic Illusion 25: The Rarities (2013)
 
01. Loneliness Remains
02. Never Take Me Alive
03. Ending Through Changes
04. The Last Fallen Saviour
05. Last Regret
06. Faith Divides Us. Death Unites Us
07. Cardinal Zero
08. Back On Disaster
09. Sons Of Perdition
10. Godless
11. Missing
12. Silent In Heart
13. Gothic 2013
14. Our Saviour 2013


The Plague Within (2015)
 
01. No Hope In Sight
02. Terminal
03. An Eternity of Lies
04. Punishment Through Time
05. Beneath Broken Earth
06. Sacrifice the Flame
07. Victim of the Past
08. Flesh From Bone
09. Cry Out
10. Return To the Sun
 


Link.

Symphony For The Lost (Live 2015)
 
CD 1.

01. Tragic Idol
02. Last Regret
03. Your Own Reality
04. Over The Madness
05. Joys Of Emptiness
06. Victim Of The Past
07. Soul Courageous
08. Gothic
 


CD 2.

01. The Enemy
02. Erased
03. Isolate
04. Faith Divides Us, Death Unites Us
05. As I Die
06. One Second
07. True Belief
08. Say Just Words
09. The Last Time


Link.

Demos, Singles e EP’S.

Morbid Existence (Demo 1988)
 
 01. Drown in Darknes
02. Internal Torment
03. Morbid Existence

Frozen Illusion (Demo 1989)
 
01. Paradise Lost
02. Internal Torment
03. Frozen Illusion

Plains of Desolation (Demo 1990)
 
01. Internal Torment
02. Our Saviour (Live)
03. Plains Of Desolation (Live)
04. Drown In Darkness
05. Nuclear Abomination (Live)
06. Paradice Lost

As I Die (Single 1992)
 
01. As I Die
02. Rape Of Virtue
03. Death Walks Behind You
04. Eternal (Live)

Gothic (EP 1994)
 
01. Gothic (Mix)
02. Rotting Misery (Doom Dub)
03. Breeding Fear (Demolition Dub)
04. The Painless (Mix)

Seals The Sence (EP 1994)
 
01. Embers Fire
02. Sweetness
03. True Belief
04. Your Hand In Mine (Live)

Forever Failure (Single 1995)
 
01. Forever Failure
02. Another Desire
03. Fear

The Last Time (Single 1995)
 
01. The Last Time
02. Walk Away
03. Laid To Waste
04. Master Of Misrule

Say Just Words (Single 1997)
 
01. Say Just Words (Edit)
02. Cruel One
03. Soul Courageous
04. Say Just Words (Album Version)

One Second (Single 1998)
 
01. One Second (Album Version)
02. One Second (Remix)
03. The Hour
04. Slave
 

So Much Is Lost (Single 1999)
 
01. So Much Is Lost (Single Edit)
02. So Much Is Lost (Lost In Space Mix)
03. Languish
04. So Much Is Lost (String Version)

Mouth (Single 2001)
 
01. Mouth (Album Version)
02. Sway
03. Gone
04. Mount (Remix)

Erased (Single 2002)
 
01. Erased
02. Two Worlds
03. Self Obsessed (Live)

Isolate (Single 2002)
 
01. Isolate

Forever After (Single 2005)
 
01. Forever After
02. Throught The Silence
03. Sanctamonious You
04. Let Me Drown
05. A Side You'll Never Know

The Enemy (EP 2007)
 
01. The Enemy
02. Beneath Black Skies
03. Godless


Link Pt.1 > Pt.2.

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

5 comentários :

  1. Quem não conhece o som, baixe pois essa banda é show!

    ResponderExcluir
  2. Essa é minha banda do coração!!! One second é uma música que não sei pq me ajudou muito em uma fase de minha vida!!

    ResponderExcluir
  3. A sonoridade, as letras... enfim, um conjunto de características me fazem gostar dessas músicas.

    ResponderExcluir
  4. Jayme da costa, Maceió, AL01/07/15 17:02

    Gosto bastante desta banda. Penso na sua sonoridade autêntica e com atitude, além do que seu estilo musical sempre escuto. Obrigado MURO...

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.