Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

16 de agosto de 2013

Janus - Vários Álbuns.

Janus é uma banda inglesa formada em Krefeld, na Alemanha em 1970 que durou até 1974 e ressurgiu em 1990 na Inglaterra. 

Foram vários álbuns maravilhosos lançados nos áureos tempos do verão do amor-Summer of Love- fenômeno social do final dos anos sessenta. Algumas bandas se perderam no tempo e se prolongaram através dos anos 70. Janus era este tipo de banda e seu álbum Gravedigger de 1972 foi uma das preciosidades dos anos 70. Embora ele não se compare ao “Butcher Álbum” dos Beatles que é reconhecidamente uma raridade com preços altíssimos na Internet ainda assim Gravedigger é raro. Mais 7 álbuns foram lançados entre 1990 e 2006. Em 2012 o mentor e guardião doJanus, Colin Orr, reagrupou a banda mais uma vez para um novo álbum que revisita os gloriosos anos 70. Mas, para entender a história Janus é melhor voltar ao inicio ... 

A banda original teve as suas origens na Inglaterra em 1969-70, Colin Orr aos 18 anos de idade estava em uma banda que ia de mal a pior. Desiludido com a cena da música no Reino Unido, Orr fez a mala e junto com sua guitarra dirigiu-se para a Alemanha Ocidental onde ele trabalhou em uma empresa de fornecimento de alimentos de bases atendidas pela OTAN. Após a sua chegada em um albergue da juventude em Krefeld ele foi abordado por um sujeito chamado Bruno Lord que dizia ser um cantor procurando um guitarrista para formar uma banda. Na época, havia outros rapazes Ingleses indo para a Alemanha e antes que notasse eles tinham uma banda juntamente com Roy Yates no violão de cordas de nylon, um segundo vocalista - Derek Hyatt, Mick Peberdy no baixo e Keith Bonthrone na bateria. 

A banda foi chamada de Bonthrone –nome do seu baterista- pois eles queriam confundir os alemães impossibilitados de pronunciar o nome corretamente. Mantendo seu emprego durante o dia, Orr começou a escrever material original para a banda. Além de escrever músicas realmente pesadas, algumas das quais poderiam ser consideradas precursoras do movimento punk rock que apareceria mais tarde, Orr escreveu algum material acústico também. Não demorou muito para que alguns executivos da EMI encontrassem a banda, convidando o Bonthrone para uma sessão / audição que era apenas uma formalidade, pois eles já haviam assinado contrato na Alemanha com subsidiária da EMI – Harvest.

O primeiro registro do Janus consistia em um lado de pesadas faixas psicodélicas quase exclusivamente escritos por Orr, enquanto o outro lado apresentava uma sombria composição de 20 minutos intitulado Gravedigger (faixa título do álbum), e o acústico ressaltava o violão de Roy Yates, juntamente com harmonizações vocais. Mas a EMI não gostava do nome Bonthrone, e a banda foi obrigada a mudar seu nome para Janus - mitológico deus romano que deu origem ao nome do mês de Janeiro. A figura de Jano também é associada a portas (entrada e saída), bem como a transições (início e fim), simbolizando também o passado e o futuro, com isso o nome da banda refletia a dualidade da música.

A capa com um esqueleto rastejando sobre dunas de areia, usando uma cartola com uma rosa branca que é muito conhecida por colecionadores de LP´s,  foi uma idéia do executivo Ian Groves da EMI que estava apaixonado pela suíte Gravedigger.
 

O album Gravedigger vendeu o suficiente para a banda poder viver em uma comunidade hippie dirigida pelo Partido Comunista da Alemanha Oriental, onde viveu a vida de sexo, drogas e rock & roll (nessa ordem!?!?). De alguma forma, através de todo esse caos, Orr era capaz de compor uma série de peças conceituais que soavam como uma direção musical muito parecida com o Pink Floyd durante a década de oitenta e noventa, em álbuns como A Momentary Lapse Of Reason e The Division Bell. O processo criativo de Orr chegava ficar um pouco estranho às vezes, sempre recheado de drogas ilícitas.  

Mais tarde a banda mudou para um acampamento na Holanda, onde desfrutaram de mais sexo, drogas, etc, e nesse período a EMI anulou seu contrato, fazendo a banda retornar para a Inglaterra, onde teve fez breves aparições em universidades. Isto incluiu alguns eventos monumentais, incluindo a distinção de ser a única banda na história a ser expulsa do The Cavern Club, em Liverpool, por tocar alto demais e não ter se comportado corretamente . Em 1974, a banda começou a desmoronar e o vocalista Derek Hyatt pulou fora. Até o final de 1974, todos os membros da banda saíram, dedicando-se a atividades não relacionadas à música, embora Keith Bonthrone e Orr continuassem a tocar de bar em bar. 

Bruno Lord embarcou em uma carreira solo e acabou formando uma banda cover do Led Zeppelin chamado Physical Graffitti do qual ele era um membro ativo até recentemente. Já Orr após várias tentativas, finalmente, se estabeleceu em um negócio bem sucedido no ramo de agricultura. 

Em 1989 um amigo de Orr chamou a atenção para um artigo sobre o álbum Gravedigger que apareceu na revista Collector considerando que Janus foi " um ponto de viragem na música popular alemã". Após algumas investigações  Orr descobriu que a EMI teve um grande lucro com o álbum sem o conhecimento da banda. Foi aberto um processo legal contra a EMI mas Orr perdeu a causa. Entretanto a música jamais o abandonou completamente, ele possuia seu próprio estúdio de gravação para fins recreativos, nesse momento decidiu trazer a banda original de volta para gravar um novo álbum. O material que eles produziram possuia a mesma sonoridade antiga e datada, o projeto foi abandonado e o Janus voltou a outra profunda hibernação. 

Após muita reflexão Orr resolveu tomar um novo direcionamento musical, misturando guitarras elétricas, teclados e orquestra, o Janus renasceu com um som remodelado para os anos 90. O material, em boa parte instrumental,  foi intitulado “Journey To The Underworld (Absent Friends)”. Os vocais excelentes de Paul Phoenix casaram perfeitamente com Doug Boyes no violoncelo. Um violinista chinês de renome, Rick Shaw (seu nome em Inglês), foi convidado a contribuir, bem como um outro guitarrista, Paul May, que chamou a atenção de Orr através da SPM (Worldwide) Records. 

O ano de 1993 trouxe dois novos integrantes para a banda: A violoncelista Sandy Bartai-uma pós-graduada do Royal Northern College of Music, que possuia uma visão aventureira para fazer música, um velho amigo de Orr, o baixista irlandês Dave Harrald e membro original Bruno Lord. Embora a música fosse simples e um pouco mais pesada, as qualidades melódicas do "novo" Janus podiam ser conferidas em faixas como Always, Harvester e Ovinos. 

Tanto Sandy Bartai e Colin Orr se envolveram com outros projetos antes de embarcarem em seu próximo trabalho com o Janus, que seria o álbum mais experimental da banda até então. Além do violino mais tradicional, também foi introduzido um instrumento adorado por Hall: o antigo didjerido, instrumento de sopro de origem aborígene australiana conhecido atualmente por aerophone. A mistura se tornou um assombro esotérico, combinando ritmos antigos e tons viscerais, com algumas linhas de guitarra, teclados flexíveis, produzindo uma peça musical inusitada. O álbum é combinação dessa obra com outras faixas instrumentais, com traços das índias orientais, interlúdios de jazz, um pouco de Choppin e canção de ninar com riffs de guitarra. Após o lançamento do Freefall em 1994, a música definitivamente tinha o  caráter futuro / primitivo desejado por Orr. 

Em 1998 Orr decidiu revisitar o conceito Agnus Dei gravando-a em uma capela, com saxofones. O álbum foi nomeado Agnus Dei 2000 em antecipação ao novo milênio e foi lançado pela extinta gravadora holandesa Arcade Music. O album possuía todos os tipos de manifestações religiosas com texturas musicais atmosféricas e foi vendido internacionalmente, tornando-se mais popular em comunidades na região norte da província de Québec, no Canadá. Mais uma vez, Janus produziuu uma obra que foi verdadeiramente inovadora e de difícil classificação. Depois do sucesso do Agnus Dei de 2000, foram mais 4 anos para um novo álbum do Janus se materializar em um resultado muito semelhante Alan Parsons Project. 

O tempo de Janus para re-abrir uma cápsula do tempo e voltar para a festa progrock chegou no verão de 2012. Colin Orr, juntamente com convidados especiais, gravaram "Under The Shadow Of The Moon", o épico de 20 minutos escrito em 1973 como uma peça central para um álbum de mesmo nome lançado na primavera de 2013. Uma versão especialmente re-mixada do album "Gravedigger" foi também lançado, juntamente com uma remasterização digital. 

40 anos após a sua criação Janus fez seu círculo completo, fazendo jus ao seu xará Janus, o deus romano que olha para a frente e para trás. Texto: Prog Archives, traduzido por: Luciana Freire. Site Oficial.

Integrantes.

Colin Orr (Guitarra, Teclados)
Roy Yates (Guitarra Clássica)
Bruno Lord (Vocal)
Derek Hyatt (Vocais)
Mick Pederby (Baixo)
Keith Bonthrone (Bateria)

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Gravedigger (1972)
 
01. Red Sun
02. Bubbles
03. Watcha Trying To Do?
04. I Wanna Scream
05. Gravedigger
Bonus Tracks
CD.
06. Red Sun
07. Napalm (Sticks To Kids)
Watergarden (Bruno Lord solo 1984)
08. War Machines (Single 1990)
09. Yesterday Has Turned To Shapeless Life
10. Yesterday Has Turned To Shapeless Life (Instrumental Version)


Out Of Time (1990)
 
01. Johnny
02. Out Of time
03. Dead Horses
04. In Your Eyes
05. Dreams
06. Emotional Tides
07. Situation Critical
08. Riding The Rails
09. Angus Dei
I Negotiation
II Preparation
III Journey to War
IV Aftermath


Journey (1991)
 
01. The Lost Cello
02. Terracotta Children
03. Primitive Instinct
04. Babi-Yar
05. Credo
06. Excerpt From Angus Dei
07. Awakening
08. The Dark River
09. The Paper Shop In The Field
10. Distant Voices
11. If I'd Listened
12. The Angry Tower
13 The Infinite Maze
14. Unknown Number


Innocence (1993)
 
01. Into The Light
02. Forever
03. Gravedigger II
04. Ovine
05. Nothing Can Move Me
06. Dark Christmas
07. Sacre Blues
08. On The Rock
09. Harvester
10. Hero


Freefall (1994)
 
01. Young Albert
02. Freefall
03. Toon
04. Sgt. Salts Experience
05. The Emigrant Song
06. Apocalypse Clock
07. Wood Nymph
08. Taco Source
09. Sandman
10. Abo Habit


Sea Of Sighs (2002)
 
01. Sadness Of Love
02. Requiem
03. Captain
04. Slave Girl / Owner
05. Dancing In The Graveyard
06. Myrtle And The Harlequin
07. Sea Of Sighs
08. Great Uncle Joe
09. Alpha


Gravedigger (Remaster & Remix 2013)
 
CD 1 - Remaster.

01. Red Sun
02. Bubbles
03. Watcha Trying To Do?
04. I Wanna Scream
05. Gravedigger
06. I'm Moving On (Rare Single A side)
07. I Don't Believe You (Rare Single B side)

CD 2 - Remix.

01. Red Sun
02. Bubbles
03. Watch Trying To Do?
04. I Wanna Scream
05. Suma Manatilly (Previously Unreleased)
06. Sinful Sally (Previously Unreleased)
07. Gravedigger


Under The Shadow Of The Moon (2013)
 
01. Under The Shadow Of The Moon
02. Dark Dark
03. How Many Times
04. Promised Land
05. Save America
06. Feeling
07. Maybe I Was The Fool
08. I’m Not Made Of Plastic
09. If I'd Listened


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

3 comentários :

  1. Vamos conferir! Valeu a postagem Alex!

    ResponderExcluir
  2. Nunca he oido a esta banda. Bajando p

    ResponderExcluir
  3. Desconocida para mì, pero de antemano se que me gustarà. Exelente trabajo y saludos desde guadalajara,Jalisco Amigo Alex. Gracias

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.