Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

1 de agosto de 2013

Trúbrot - Discografia.

Trúbrot foi uma banda de rock progressivo da Islândia. Foi provavelmente o primeiro supergrupo islandês, com o que isso pode ter de duvidoso. Afinal, já estavamos nos anos 1970. (Na Islândia, o que temos é uma lenta evolução até o surgimento de algo parecido com uma indústria, ou uma estrutura mais corporativa articulando mais "profissionalmente" a seara sonora local, estúdios, divulgação... o que só efetivaria a partir do final da década de 1970, graças ao envolvimento direto de músicos trabalhadores, como o pessoal do Trúbrot.) 

Foram grandes. Super vendedores de discos. (O equivalente ao que vende uma - boa? - banda iniciante de quase qualquer lugar, de três a cinco mil cópias.)

A banda foi formada com o final do seminal Hljómar, na virada de 1969 para 1970. No novo time, os craques do Hljómar homem-guitarra Gunnar e baixista-cabeceador Rúnar, mais uma rapaziada circulando, com destaque para a vocalista britânica Shady Owens (em alguns registros) e para o camarada pianista exemplar Magnús "Maggi" Kjartansson, dentro outras coisas ex-Ódmenn (vários registros, integrante fundamental). 

Na Islândia, fizeram e aconteceram. São quatro discos lançados ao longo da década de 1970. Os vinis originais, surpresa, valem aquela grana. Mas, diferentemente de vários comparsas contemporâneos, estão à disposição em CD. Há edições islandesas e "internacionais", Inglaterra, Japão, Coréia etc. Tudo razoavelmente obscuro, mas procurável e encontrável. 

Qual o clássico do grupo? Parece não haver consenso entre os conhecedores. Avaliação pelo valor do mercado colecionístico? Nem pensar. Dentre os mais cobiçados estão a estréia. Trúbrot, gravado no Trident Studios, em Londres, no final de 1969 (com Shady Owens participando das voezes) e Lifun, de 1971. Não há dúvidas à sombra do vulcão, irmãos e irmãs! Undir Áhrifum ("sob a influência"), de 1970, com o Trúbrot exibindo sua clássica formação quarteto, é não só o melhor disco do grupo islandês, mas um dos melhores registros discográficos do gênero no período. 

(O Trúbrot figura, por vezes com certo destaque, nos tomos especializados em "progressivos" e derivados. Aviso: há muito pouco de onanismo progressivóide nesse disco. O que não quer dizer que seja necessariamente um problema figurar nos cânones progressivos. Mas é que, no caso, é bem mais embaixo.) 

A introdução, "Going", é uma desgraça! MC5 encontra Steely Dan numa quebrada do fim do mundo. As guitarras do lendário Gunnar Thórdarson estão impossíveis. O velho Allman e o velho Gallagher devem estar felizes... Até as protobaladas são boas! Em "Tracks", ecos cristalinos do mais lúdico e apaixonado Faces. O camarada Maggi arrasando no piano. Já falei do arrepiante épico "Feel Me", pouco mais de dez minutos, com direito a intermezzo de matriz stonesiana, simpatia demoníaca, que nos prepara para o viajante encerramento "Stjörnuryk", a única em islandês do disco? Nem vou tentar. 

Undir Áhrifum é um verdadeiro triunfo para a grande discografia islandesa dos bons sons. Se achar outro, compro e fico com dois. Texto: Fábio Massari. Rumo à Estação Islândia. São Paulo: CONRAD, 2001, Pg.49-51.

Integrantes.

Shady Owens (Vocal)
Gunnar Þórðarson (Violão, Flauta, Vocais)
Karl Sighvatsson (Órgão, Piano)
Rúnar Júlíusson (Vocal, Baixo)
Gunnar Jökull Hákonarson (Bateria, Vocais)
Magnús Kjartansson (Piano, Órgão, Vocais)
Ólafur Garðarsson (Bateria)

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Trúbrot (1969)
 
01. I Dont' Care
02. Rain
03. You Will Have Me
04. Us
05. Freedom Of The Spirit
06. The Woman Thief
07. Byrjenda Boogin
08. Love Your Fellow Man
09. Without You
10. As I Watched Chldren Play
11. Remainders
12. Change Yourself
13. I See It
14. I Know You'll Come
15. Starlight
16. Mr. White Shirt And A Tie
17. A Little Song Of Love


Undir Áhrifum (1970)
 
01. Going
02. Everything's Alright
03. In The Country
04. Relax
05. Sunbath
06. Tracks
07. Feel Me
08. Stjörnuryk


Lifun (1971)
 
01. I. Forleikur (Lives Overture)
02. I. Forleikur Part 2 (Circulati)
03. Hush-A-Bye
04. To Be Grateful
05. School Complex
06. Tangerine Girl
07. Am I Really Livin'?
08. II. Forleikur (Circulation)
09. What We Believe In
10. Is There A Hope For Tomorrow
11. Just Another Face
12. Old Man
13. Death And Finale

Mandala (1972)
 
01. Mandala
02. My Freind & I
03. Down By The Water
04. Coming Your Way
05. Drifting
06. Rise And Shine
07. Today
08. Mr. Moonshine
09. Pleasant Daydreams
10. All I Wanna Do
11. Scezio Pan

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

4 comentários :

  1. Tempos atras eu pensei em fazer um blog de Rock n' Roll clássico, mas tu tem tanto empenho Alex que pqp...

    Trabalho genial!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Alex pelo excelente trabalho!!

    ResponderExcluir
  3. Pérolas preciosas, Alex...mandou bem...

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.