Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

3 de novembro de 2013

Cressida - Discografia.

Cressida é uma banda inglesa de sonoridade semelhante à do Moody Blues (alguns apontam semelhanças com Caravan, o que também procede), principalmente pela voz maravilhosa de Angus Cullen, muito parecida com a de Justin Hayward (e, um pouco menos, com a de Richard Sinclair, do Caravan). Podemos dizer, na verdade, que Cressida é mais progressivo (com alguns toques jazzísticos) que o Moody Blues, graças ao trabalho do órgão de Peter Jennings, ainda que neste primeiro disco eles estejam com um pé preso na psicodelia dos anos 1960. Há, contudo, uma tendência ao sinfônico, atenuada pelas melodias suaves e a duração das faixas (geralmente mais curtas que o habitual no rock progressivo). Enquanto no Moody Blues a coisa pende mais para o space rock, com um inacreditável wall of sound transposto para esse universo. 

Difícil apontar destaques. O disco é tão coeso e inspirado que parece uma coletânea muito bem escolhida de alguma banda clássica do final dos anos 60. Pressionado, posso indicar “Home and Where I Long to Be”, que vira e mexe invade meus pensamentos com muita força, graças à guitarra levemente funkeada do ótimo John Heyworth (e também à sua linda introdução dedilhada), e à voz que a ficha técnica credita excepcionalmente a Heyworth, mas que parece demais a de Cullen. Ou a faixa título (do álbum e da banda), com seu refrão inacreditável. Ou ainda a magnífica “Depression”, que começa lembrando o Genesis do primeiro disco, From Genesis to Revelation (1969), mas revela uma guitarra ensandecida de Heyworth (inimaginável na estreia da banda de Peter Gabriel), e acaba sendo uma das mais progressivas do disco. Mas não posso esquecer da mágica “One of a Group”, ou da melancólica “Down Down”. E mesmo da antológica faixa final, de nome emblemático: “Tomorrow is a Whole New Day”. 

Quer saber? O destaque vai para todas, e para o fato de um disco delicado e bonito desses ter sido lançado em 1970, no começo do reinado do rock pesado de Led Zeppelin e Black Sabbath, que por sinal também era da Vertigo (aliás, o primeiro do Sabbath e o primeiro do Cressida foram ambos lançados em fevereiro). 

O segundo e último LP do Cressida, Asylum, é mais progressivo, com proeminência do mellotron e faixas mais longas. E apesar de não ser tão bom quanto esta estreia (o que seria bem difícil), compõe brilhantemente uma das carreiras mais consistentes e lamentavelmente curtas do gênero. Texto: Sérgio Alpendre. Postagemost por: Alex Sala & João Lucas. 

Integrantes.

Angus Cullen (Vocais, Violão, Percussão, 1968-1970)
Kevin Mccarthy (Baixo, 1968-1970)
Iain Clark (Bateria, Percussão, 1968-1970)
John Heyworth (Guitarras, Vocais, 1968-1970)
Lol Coker (Órgão, 1968-1969)
Peter Jennings (Órgão, Piano, 1969-1970)
John Culley (Guitarra, 1970)

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Cressida (1970)
 
01. To Play Your Little Game
02. Winter Is Coming Again
03. Time For Bed
04. Cressida
05. Home And Where I Long To Be
06. Depression
07. One Of A Group
08. Lights In My Mind
09. The Only Earthman In Town
10. Spring '69
11. Down Down
12. Tomorrow Is A Whole New Day


Asylum (1971)
 
01. Asylum
02. Munich
03. Goodbye Post Office Tower, Goodbye
04. Survivor
05. Reprieved
06. Lisa
07. Summer Weekend Of A Lifetime
08. Let Them Come When They Will


Trapped In Time: The Lost Tapes, Demos 1969 (2012)
 
01. To Play Your Little Game
02. Winter Is Coming Again
03. Cressida
04. Depression
05. Sad Eyed Fairy
06. Lights In My Mind
07. Let Them Come When They Will
08. Situation
09. Only Earthman In Town
10. Down Down
11. Mental State
12. Silent Light (Previously Unreleased)
13. Situation (Alternate Version, Previously Unreleased)


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

3 comentários :

  1. valeu alex já conhecia um cd desta banda , vamos conhecer os outros



    papa rock.

    ResponderExcluir
  2. Mais essa de muitas outras, rerere.

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.