Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

30 de março de 2014

V8 - Discografia.

V8 foi uma banda argentina que se apresentou pela primeira vez, ao vivo, no Clube Sahores de “Villa del Parque", Buenos Aires, em julho de 1980, com Ricardo “Chofa” Moreno (guitarra), Ricardo Iorio (baixo) e Gerardo Osemberg (bateria). 

Algum tempo depois, Iorio conheceu Alberto Zamambirde e tornaram-se amigos. Quando “Beto” Zamambirde decidiu sair de sua antiga banda, W.C., devido a problemas com o guitarrista, passou a ser o novo vocalista do V8. 

Até o ano de 1982, Osvaldo Civile (que se suicidou no ano de 1999, quando terminou de gravar o último álbum do Horcas) tocava em uma banda chamada “Té De Brujas”; era famoso por ter uma parede de mihuras (um amplificador da época). Em maio de 1982 entrou para o V8 substituindo Ricardo “Chofa” Moreno (guitarrista fundador), que saía da banda por problemas de saúde. No primeiro ensaio, o baterista Alejandro “Pesadilla” Colantonio destruiu a bateria com a qual estava tocando; antes do ensaio seguinte, Iorio despediu o baterista, que foi substituído por Gustavo Rowek (dono da bateria destruída, ex-companheiro de Alberto Zamambirde na banda W.C e futuro baterista do Rata Blanca, na época). 

Com o apadrinhamento de Norberto Pappo Napolitano, tocaram ao vivo pela primeira vez no “B.A. Rock do 82”( (onde Piero pedia isqueiros e dedos em formato da letra “V” para cantar “Manso y Tranquilo”), no meio de grupos hippies que os recusaram plenamente. 

O primeiro álbum, “Luchando Por El Metal”, saiu à venda em março de 1983, na etapa de maior popularidade do gênero musical, colocando-os como segunda banda mais importante da Argentina, atrás apenas do legendário Riff. Os hits eram “Hiena De Metal”(Com Pappo na guitarra), “Destrucción” (ambos haviam sido incluídos na demo) e “Brigadas Metálicas”. No mês de julho abriram o show do Riff no estádio da equipe de futebol “Vélez Sarsfield” (com uma performance muito ruim, devido às condições da produção sonora) e do espanhol “Barón Rojo”, em outubro, no estádio “Obras”. 

No dia 23 de dezembro apresentaram-se no campo da equipe de futebol “Platense”. Em ambos os shows houve incidentes muito graves, feito que colocou em perigo a continuidade não só da banda, mas de todo o heavy metal na Argentina. Durante todo o ano de 1984 reduziram consideravelmente o número de shows e dedicaram mais tempo à preparação do segundo álbum, “Um Paso Más En La Batalla”. O disco recém-gravado foi posto à venda apenas em fevereiro de 1985; este período tão largo de inatividade reduziu a popularidade da banda. 

Realizaram algumas apresentações em São Paulo, mas houve desentendimentos que fizeram Iorio e Alberto Zamambirde voltarem a Buenos Aires. Chamam logo Gustavo Rowek para retornar ao V8, mas este não quis voltar à banda. Junto com Gustavo Rowek, Osvaldo Civile também se separa. A solução foi substituir este dois integrantes por Gustavo “Turco” Andino (bateria), Walter Giardino (guitarrista que mais tarde fundou o Rata Blanca) e Miguel Roldán (guitarra). Oito meses e quatro shows mais tarde, Walter Giardino foi expulso da banda, e junto com ele Gustavo “Turco” Andino também se afastou. A última formação acabou por ser um quarteto, com Adrián Cenci na bateria. 

Com a conversão de Alberto Zamambirde e Miguel Roldán ao cristianismo (algo inimaginável poucos meses antes), a banda lança o último disco que o contrato exigia, “El Fin De Los Inicuos”, de 1986. Os fãs não puderam acreditar que estes músicos (agressivos e pesados), a quem idolatravam, agora catavam mensagens cristãs. 

No ano de 1991 foi lançado “No Se Rindan”, uma coletânea que resume o material mais compacto do grupo. 

Em 1996, no “Estadio Obras”, juntou-se parte dos ex-membros da conhecida formação do V8 para celebrar o “Metal Rock Festival”, como banda principal; a este acontecimento somente faltou Iorio. Outras bandas que também tocaram foram Vibrión, Horcas (de Osvaldo Civile), Logos (de Alberto Zamambirde e Miguel Roldán) e Rata Blanca (de Walter Giardino). Isso fez com que circulassem rumores que asseguravam a existência de promotores dispostos a colocar meio milhão de dólares para realizar uma “re-união” formal do V8, o que infelizmente não aconteceu. Texto: Whiplash. 

Todas Formações.

Clique na Imagem.

http://4.bp.blogspot.com/-BpDCfUdJWXc/UzGHKAc3POI/AAAAAAAAsX0/pB3TRVBDfo8/s1600/Integrantes..png 

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Luchando Por El Metal (1983)
 
01. Destruccion
02. Parcas Sangrientas
03. Si Puedes Vencer al Temor
04. Angeles de las Tinieblas
05. Tiempos Metalicos
06. Muy Cansado Estoy
07. Brigadas Metalicas
08. Torturador
09. Hiena de Metal


Un Paso Mas En La Batalla (1985)
 
01. Deseando Destruir y Matar
02. Siervos Del Mal
03. La Mano Maldita
04. Cautivos Del Sistema
05. Lanzado Al Mundo Hoy
06. Ideando La Fuga
07. Camino Al Sepulcro
08. Momento De Luchar


El Fin De Los Inicuos (1986)
 
01. La Gran Ramera
02. Ciega Ambicion
03. No Enloquecere
04. El Vivo Sustento del Inquisidor
05. Antes que los Viejos Reyes
06. Salmo nє 58
07. El Fin de los Inicuos
08. Tragico Siglo
09. Reina Ciega


No Se Rindan (Coletânea 1991)
 
01. Ideando La Fuga
02. Brigadas Metálicas
03. No Enloqueceré
04. Muy Cansado Estoy
05. Destrucción
06. Hiena De Metal
07. La Mano Maldita
08. Lanzado Al Mundo Hoy
09. Antes Que Los Viejos Reyes
10. Angeles De Las Tinieblas
11. Momento De Luchar
12. Cautivos Del Sistema


Homenaje (Coletânea 1996)
 
01. Deseando Destruir Y Matar
02. Cautivo De Un Sistema
03. Muy Cansado Estoy
04. Momento De Luchar
05. Parcas Sangrientas
06. Si Puedes Vencer Al Temor
07. Angeles De La Tinieblas
08. Ideando La Fuga
09. Brigadas Metalicas
10. Destruccion
11. A Traves De Los Tiempos


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

5 comentários :

  1. el primero es el mejor!!

    ResponderExcluir
  2. wilson fiordeliz30/03/14 15:39

    muito loko o som guitarras nervosas, solos veloses!!!!valeu ALEX,eu to sempre ligado nas novidades aki no MURO!!!

    ResponderExcluir
  3. BERTHÔ (José Berto)30/03/14 20:33

    V8 É UMA BANDA SENSACIONAL....QUEM DIRIA QUE VIRIA ALGUMA COISA BOA DA ARGENTINA...LOGO DE LÁ...RIVALIDADES A PARTE LOS HERMANOS MANDAM MUI BIEM !
    RECOMENDO QUE BAIXEM TODOS !.....VALEU ALEX THE WALL !

    ResponderExcluir
  4. rock argentino paulera, muito bom!

    ResponderExcluir
  5. o muro salva! Que somzera podia rola um fito paez.

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.