Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

12 de março de 2015

Jerusalem (1972)

Bandas como Jerusalem, Night Sun, Leafhound, Warpig, Iron Claw e Sir Lord Baltimore são bandas que foram e ainda são ignoradas por todos os principais meios de comunicação, mas simultaneamente são adoradas nos "subterrâneos" da cena Hard Rock. Todas viviam nas sombras dos superstars dos anos 70 de Heavy Rock como Black Sabbath, Deep Purple e Led Zeppelin. A razão pela qual nunca chegaram às alturas alcançadas por essas bandas foi principalmente a má sorte, má gestão ou simplesmente a falta de apoio por parte dos selos e gravadoras tradicionais e meios de comunicação, algo que é padrão na cultura Heavy Rock de hoje em dia. 

Essa banda inglesa lançou apenas um auto - intitulado álbum em 1972 pelo selo Deram, o outro lançamento foi um single, "Kamikaze Moth"/"Frustration".
Com seu status cult teve comparações com Black Sabbath, apesar de não assemelhar em nada com os mesmos, sendo até mais pesados ainda.

Estavam à frente de seu tempo, de muitas formas, eles eram não-polidos, suas composições eram repletas de riffs "Dark", sinistras, que incluíam alguns momentos sabáticos mas foram muito mais enérgicos, especialmente em suas performances ao vivo, onde compartilharam os mesmos palcos como Sabbath, Purple, Uriah Heep e muitos outros e também tocaram em muitos dos principais festivais da Europa. 

Seu álbum foi produzido pelo vocalista do Deep Purple: Ian Gillan que comentou sobre a banda: "Este é o primeiro álbum do Jerusalém, uma banda que me excita muito, pois eles são brutos. Como eles são jovens e um pouco imaturos, não seguem muitas regras, seu material é quase bruto mas imensamente poderoso Penso que, sempre que possível os trabalhos escritos e tocados em suas fases iniciais devem ser registrados; antes de inibição e de auto - consciência, em conjunto, antes de morrer no fogo e agressão, embora eles ainda estejam absorvendo influências e fazendo coisas que outras pessoas poderiam considerar ilegal. Mais importante,antes que eles possam desenvolver a rigidez que os aflige tantos. Espero que nenhuma dessas coisas aconteça com o Jerusalem, vamos ter que esperar para ver, este álbum é apenas um caso. Espero que você goste dele tanto quanto eu". 

O álbum ferve com energia proto - metal como em "Frustration" ou em "Hooded Eagle" com seus riffs de Blues difuso. Exploram um nuance "Dark" como o SABBATH em "Primitive Man", onde os vocais são expelidos em vez de cantados. "Midnight Steamer" e "She Came Like A Bat from Hell" são versões sujas e primitivas de um Stoner Metal misturado com uma atitude corajosa e são ambas canções atemporais que ainda soam frescas, apesar da produção nesta nova versão soa melhor do que o original, ainda soa como um total som vintage dos anos 70. "When The Wolf Sits" é bem Dark e ainda tem uma melodia incrivelmente contagiante e "I See The Light é embebida num old-school Prog-Doom. As outras faixas, "Murderer's Lament" e "Beyond The Grave" podem não ter a impacto imediato como as outras músicas, mas com o tempo eles crescem em você e também se tornam clássicos. 

Após o lançamento do disco a banda desapareceu na obscuridade, os fundadores Paul Dean e Ray Sparrow vieram a formar um Power Trio com Bob Cooke chamado de "Pussy", que lançou um single pela Deram chamado  "Feline Woman", que também foi produzido por Ian Gillan. 

Em 2004, o disco ganhou força novamente devido ao relançamento em CD pela Universal. A notícia se espalhou rapidamente sobre essa essa banda obscura, esquecida nos anos 70 e, em seguida, o nome Jerusalem começam a aparecer em toda a Internet. Isso acabou levando o baixista original Paul Dean a contatar várias gravadoras sobre uma possível remixagem e lançamento do álbum que de fato aconteceu em 2009. A versão re-lançada vem com um livreto em cores de 20 páginas que contém encarte escrito pelo baixista Paul Dean, letras, recortes de imprensa, fotos raras, faixas bônus e soa muito mais vibrante do que o vinil original. 

Se você estiver pensando em começar uma coleção de rock obscuro dos anos 70, então não há lugar melhor para começar do que com a banda Jerusalem. Texto: Rock Rarities.

 

Integrantes. 

Lynden Williams (Vocais)
Bob Cook (Guitarra)
Bill Hinde (Guitarra)
Paul Dean (Baixo)
Ray Sparrow (Bateria)

 
01. Frustration
02. Hooded Eagle
03. I See The Light
04. Murderer's Lament
05. When The Wolf Sits
06. Midnight Steamer
07. Primitive Man
08. Beyond The Grave
09. She Came Like A Bat From Hell
Bonus Tracks.
10. Kamakazi Moth (Non-Lp Single Track)
11. Primitive Man (Demo Version)
12. Beyond The Grave (Demo Version)
13. Hooded Eagle (Single Version)
14. I See The Light (Mono Version)
 


(320Kbps)


Senha/Password: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

9 comentários :

  1. Nossa . esse som é demais não é a toa que o Ian Gillan produziu, rock na veia cru e pesado, vale a pena ouvir e obrigado Alex por essa pérola do Rock.

    ResponderExcluir
  2. Im especially after the bonus tracks x) , Thank you very much, nice upload quality by the way, Keep rocking.

    ResponderExcluir
  3. Ótima banda!!!
    Consuma sem moderação!

    Marcio

    ResponderExcluir
  4. Mais uma jóia rara! Obrigado, Alex!!

    ResponderExcluir
  5. These Guys have a new Album out . Called Escalator

    ResponderExcluir
  6. OBRIGADO POR MAIS UMA PÉROLA
    ALEX SALA.

    ResponderExcluir
  7. Peguei em LP e vim aqui baixar pra escutar no carro, som bom demais

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.