Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

1 de outubro de 2013

Hypnos 69 - Discografia.

Hypnos 69 é uma banda belga, formada pelos irmãos Steve Houtmeyers (vocais, guitarras e efeitos) e Dave Houtmeyers (bateria, percussão, efeitos e teclados) mais Tom Vanlaer (baixo, teclados) em meados dos anos 90. O primeiro álbum, ‘Timeline Traveller’, foi lançado em 2002 e, logo em seguida, Steven Marx (saxofones e teclados) se uniu ao trio. Este mesmo álbum foi relançado em 2006, porém com intervenções adicionais de Marx – o que aconteceu foi que, simplesmente, foram adicionados alguns saxofones e teclados às faixas gravadas em 2002, sem nenhum acréscimo do trio original.

Graças a esse relançamento é que atrasei o máximo que pude essa postagem.

Explico: sem exceção, TODOS os links que encontrei para baixar as versões de 2002 e 2006 eram de álbuns absolutamente iguais. Li em uma resenha que na música título o saxofone tem algum destaque, mas ou meus ouvidos estão muito, muito ruins, ou então, caros amigos, todas as pessoas que disponibilizaram este disco para baixar nunca o escutaram com a atenção devida – ou seja, não encontrei essa tal versão de 2006; mas, de qualquer maneira, upei os álbuns conforme achei na rede, para que vocês possam tirar suas próprias conclusões.

Quanto ao som da banda, não tem errada: quem curte bandas como Witchcraft, Siena Root, Black Bonzo, The Brimstone Solar Radiation Band, Anekdoten e muitas das que já postei aqui no blog ultimamente, das que tem um ‘apelo’ setentista, bem, eu só posso dizer que, quem ainda não conhece o Hypnos 69, vai chapar geral! Os caras são excelentes músicos, compositores e arranjadores, que se destacam tanto nos improvisos quanto nas convenções, especialmente o guitarrista Steve Houtmeyers, que se utiliza de timbres típicos dos 70 e que sola com muito feeling e sem as ostentações guitarrísticas que ficaram tão em voga desde os 80. Vale dizer que todos os teclados utilizados são daqueles antigões, o que hoje chamam de vintage – Moog, Hammond, Fender Rhodes, etc. Tudo isso contribui para que o Hypnos 69 esteja entre aquelas melhores bandas dos 70 que nasceram nos 90... rsrsNo começo o Hypnos 69 era meio que uma jam band, que tocava stoner rock extremamente psicodélico, com um jeitão boogie e southern; com o tempo muitas outras influências foram agregadas à banda, sem nenhum pudor e sempre com excelentes resultados, seja num space rock bem ao modo do Hawkwind ou numa psicodelia SydBarretiana e, até, o mais puro rock progressivo. Hoje, o som está mais pra um hard prog psicodélico, o que parece ser uma evolução natural, bem de acordo com o que vêm fazendo desde o início da carreira. Texto: O Pântano Elétrico. Site Oficial. 

Integrantes.

Dave Houtmeyers (Bateria)
Tom Vanlaer (Baixo, Moog)
Steve Houtmeyers (Vocais, Guitarra)
Steven Marx (Teclados, Saxofone, desde 2003)



Wherever Time Has Shared It's Trust (EP 2000)
 
01. Where All The Ends Unite (10:13)
02. Seen The Sun (4:07)
03. Nothing More & Nothing Less (12:07)


The Timeline Traveller (2002)
 
01. Timeline Traveller (8:31)
02. No Mustang (7:47)
03. Voodoo Dancer (5:47)
04. A Neverending Enigma (9:37)
05. Like Waves On The Wind (8:53)


Promise Of A New Moon (2003)
 
01. Vertigo (3:04)
02. Paralyse (4:14)
03. The Devil knows my Name (2:08)
04. Burning Ambition (8:51)
05. Cradle Rock (5:35)
06. These are Dreams (7:24)
07. The Kaleidoscope Voyager (5:51)
08. Dragondance (4:38)
09. Married to the Sea (1:52)


The Intrigue Of Perception (2004)
 
01. The Endless Void (7:47)
02. Good Sinner - Bad Saint (9:55)
03. Third Nature (6:28)
04. Twisting the Knife (4:21)
05. Islands on the Sun (3:03)
06. The next Level (4:38)
07. A Castle in the Sky / Islands on the Sun (Reprise) (7:26)
08. Absent Friends (25:24)


The Eclectic Measure (2006)
 
01. I And You And Me (I) (1:26)
02. The Eclectic Measure (6:56)
03. Forgotten Souls (3:46)
04. My Ambiguity Of Reality (1:56)
05. The Antagonist (3:57)
06. Halfway To The Stars (3:39)
07. I And You And Me (II) (6:25)
08. Ominous (But Fooled Before) (5:42)
09. The Point Of No Return (7:43)
10. Deus Ex Machina (6:57)


Legacy (2010)
 
01. Requiem (For A Dying Creed) (17:51)
A. Within This Spell
B. Visions/Within This Spell (Reprise)
C. A Requiem For You

02. An Aerial Architect (6:47)
03. My Journey To The Stars (6:53)
04. The Sad Destiny We Lament (4:57)
05. The Empty Hourglass (10:48)
06. Jerusalem (6:52)
07. The Great Work (18:27)
A. Nigredo
B. Albedo
C. Citrinita
D. Rubedo


Live At Lido Berlin (2012)
 
01. The Secret Doctrine/Ominous (10:32)
02. An Aerial Architect (7:11)
03. SWLABR/Nothing is what it seems (11:13)
04. The Empty Hourglass (13:04)
05. Clueless/The Great Work III-IV (15:10)
Link.


Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.

9 comentários :

  1. Baixei o primeiro álbum e é muito bom. Apesar de ser meio pé atrás com bandas recentes (curto pouca coisa dos anos 90 pra cá) fiquei curioso e resolvi experimentar. O som destes caras é bem bacana e tem uma pegada bem setentista. Recomendo.
    Valeu Alex, por nos brindar com esta pérola.

    ResponderExcluir
  2. Caramba, essa foi a expressão ao ouvir Legacy. Valeu mesmo pela dica.

    ResponderExcluir
  3. BERTHÔ (José Berto)03/10/2013 17:28

    VALEU ALEX
    MAIS UMA BANDA QUE EU NÃO CONHECIA
    REALMENTE ELA ATÉ PARECE DOS ANOS 70
    RECOMENDO COM CERTEZA.

    ResponderExcluir
  4. Banda boa...prá quem curte bandas setentistas, é só baixar!!
    Valeu Alex!

    Marcio

    ResponderExcluir
  5. Conheci essa banda tem pouco tempo, mas já tornou-se uma das minhas favoritas, The Sad Destiny We Lament e Jerusalem são maravilhosas, Legacy com certeza é um dos melhores álbuns que ouvi na vida, parabéns ao Muro por essas excelentes postagens. Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Muchas Gracias!

    ResponderExcluir
  7. Requiem (For A Dying Creed) essa musica e da hora valeu muro

    ResponderExcluir
  8. Legacy o melhor albun desta banda

    ResponderExcluir
  9. Esse Muro é incrível, mais uma banda muito boa que não conhecia, valeu.

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.