Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

2 de fevereiro de 2018

Blues Magoos - Discografia.

Imagine um jardim num cenário impossível, como Marte por exemplo. Estranho, mas caracteriza muito bem a presença dos Blues Magoos no meio onde surgiram. O quinteto, formado em 1964 sob a alcunha de Bloos Magoos, era composto por Ralph Scala (teclado), Ronald Gilbert (baixo), o jovem (de 16 anos) Emil "Peppy Castro" Thielheim (guitarra), Mike Esposito (guitarra-base) e Geoff Daking (bateria). 

Nesse formato, o grupo que surgiu querendo fazer folk-rock lançou, em 1966, o álbum Psychedelic Lollipop. Como o próprio título sugere, o disco afunda valendo na psicodelia. Até aí nada muito anormal, acontece que se está falando de uma banda de Nova York! Os Blues Magoos produziam com perfeição tudo aquilo viria caracterizar o efervescente cenário cultural californiano, ou seja, do outro lado do continente. Mesmo separados por milhares de quilômetros, os nova-iorquinos estavam em total sintonia com o que se fazia na costa oeste. A prova disso era que em 1966 eles já esboçavam parte daquilo que iria consagrar o pessoal lá do lado do Pacífico a partir de 1967. 

Por tudo isso, o disco de estreia dos Blues Magoos é considerado um clássico na história do rock. Para perceber como eles destoavam do seu meio, basta lembrar que o Velvet Underground, surgido na mesma Nova York e no mesmo período, imortalizou uma imagem sombria, pesada e podre daquela cidade. Porém, os autores de Psychedelic Lollipop viviam em Greenwich Village, bairro que se tornou célebre por abrigar incontáveis artistas. Críticos, pintores, escritores e toda a nata intelectual do lugar declarava-se admiradora da banda.

Os cartazes de shows anunciavam que o grupo não tocava “música convencional”. E mesmo com o aviso, muitos saíam chocados após assistir um show. 

O álbum de estreia foi impulsionado por um hit milionário, (We Ain’t Got) Nothin’ Yet, que teve o refrão roubado, posteriormente, pelo Deep Purple em Black Night. A capa do disco já mostrava claramente o caráter lisérgico da música feita pelo grupo. Mesmo de predominância psicodélica, a banda tinham uma sonoridade bem garageira. Registraram ainda, nesse primeiro trabalho, números de rhythm & blues e covers, como I’ll Go Crazy de James Brown e uma versão monstruosa para a clássica Tobacco Road. Entre as composições próprias, destaque para a empolgante Gotta Get Away e One By One. Ainda, na categoria pequenas curiosidades do mundo do rock, tem-se a gravação de Queen of my Nights (dos Nashville Teens, de 1964) que iria inspirar o sucesso Love Is All Around dos Troggs, em 1968. 

Em 1967, lançam Electric Comic Book. Apesar de não ter se tornado um clássico do rock como Psychedelic Lollipop, esse segundo trabalho é, sem dúvida, o auge do Blues Magoos. Trata-se de um digno representante da psicodelia sessentista, com a banda esbanjando criatividade. Pipe Dream e There’s A Chance We Can Make It foram sucessos. Gloria, cover de Van Morrison, é o momento embalado do disco, que encerra com o grupo executando That’s All Folks, vinheta de encerramento dos desenhos do Pernalonga (“Isto é tudo pessoal”). Apesar de ter vendido muito bem, o disco não se manteve seis meses nas paradas como o seu antecessor. 

No ano seguinte, a banda aparece com Basic Blues Magoos. Esse seria seu último disco pela Mercury. Com ele, tiveram diversos sucessos menores, mas sem emplacar nenhum hit grandioso. A pouca repercussão desse trabalho, aliado à tensões internas, resultou na separação do grupo. Porém, Peppy Castro resolveu manter o nome da banda e, com uma formação totalmente diferente (Eric Kaz, Richie Dickon, Roger Eaton e John Liello), conseguiu assinar uma contrato com a ABC Records. O resultado foi desastroso, sendo lançados dois disco de blues-rock que foram considerados medíocres pela crítica: Never Goin’ Back to Georgia (1969) e Gulf Coast Bound (1970). Assim, seguiram juntos até 1972, sem sucesso, quando anunciaram o fim do grupo. 

Apesar de alguns integrantes terem continuado envolvidos com música, nunca mais atingiram o sucesso novamente. Peppy Castro participou de bandas menores, como Barnaby Bye (folk-rock), Wiggy Bits e Balance, mas com exceção de um single de relativo sucesso em 1981, não se envolveu em mais nada significativo. Ficou no ostracismo, compondo e produzindo jingles para comerciais. 

Apenas em 1992 seria lançado um novo disco da banda, a coletânea Kaleidoscope Compendium, com 23 faixas. Pela primeira vez músicas dos Blues Magoos eram lançadas em CD. Depois disso, somente em 1995 uma edição alemã (difícil de se adquirir) de Psychedelic Lollipop apareceu no mercado. E, por fim, em 1999 a Collectables Records, especializada em raridades, lançou os dois primeiros LPs da banda em um único CD. Empolgados com esse fato, a formação original chegou a se reunir para alguns shows no ano 2000. Com uma nova formação a banda esta ativa desde 2008 e em 2014 lançaram o álbum Psychedelic Resurrection. Texto: Rodrigo de Andrade (Garras) (Whiplash). 

Integrantes.

Atuais.

Ralph Scala (Teclados, Vocais, 1964-1969, desde 2008)
Emil "Peppy" Thielhelm (Vocais, Guitarra, 1964-1970, desde 2008)
Geoff Daking (Bateria, Percussão, 1965-1969, desde 2008)
Mike Ciliberto (Gruitarra, Vocais, desde 2008)
Peter Stuart Kohman (Baixo, Vocais, desde 2008)

Ex-Integrantes.

Ron Gilbert (Baixo, 1964-1969)
Dennis LePore (Guitarra, 1964-1965)
Jon Finnegan (Bateria, Percussão, 1964-1965)
Mike Esposito (Guitarra, 1965-1969)
Roger Eaton (Baixo, 1969-1970)
Eric Kaz (Teclados, 1970)
Richie Dickon (Bateria, Percussão, 1969-1970)
John Leillo (Percussão, 1969-1970)


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Psychedelic Lollipop (1966)
01. (We Ain't Got) Nothin' Yet
02. Love Seems Doomed
03. Tobacco Road
04. Queen Of My Nights
05. I'll Go Crazy
06. Gotta Get Away
07. Sometimes I Think About
08. One By One
09. Worried Life Blues
10. She's Coming Home
Bonus Tracks (Mono Singles Versions).
11. Tobacco Road
12. Sometimes I Think About
13. (We Ain't Got) Nothin' Yet
14. Gotta Get Away


Electric Comic Book (1967)
01. Pipe Dream
02. There's A Chance We Can Make It
03. Life Is Just A Cher O' Bowlies
04. Gloria
05. Intermission
06. Albert Common Is Dead
07. Summer Is The Man
08. Baby, I Want You
09. Let's Get Together
10. Take My Love
11. Rush Hour
12. That's All Folks
Bonus Tracks Single Versions.
13. So I'm Wrong And You Are Right (Mono)
14. The People Had No Faces (Mono )
15. Pipe Dream (Mono)
16. There's A Chance We Can Make It (Mono)
17. One By One (Mono)
18. Dante's Inferno (Mono)
19. Summer Is The Man (Mono)
20. Life Is Just A Cher O' Bowlies (Mono)
21. Jingle Bells (Mono)
22. Santa Claus Is Coming To Town (Mono)
23. So I'm Wrong And You Are Right (Alternative Stereo Mix)


Basic Blues Magoos (1968)
01. Sybil Green (Of The In Between)
02. I Can Hear The Grass Grow
03. All The Better To See You With
04. Yellow Rose
05. I Wanna Be There
06. I Can Move A Mountain
07. President's Council On Psychedelic Fitness
08. Scarecrow's Love Affair
09. There She Goes
10. Accidental Meditation
11. You're Getting Old
12. Subliminal Sonic Laxative
13. Chicken Wire Lady
Bonus Tracks.
14. I Wanna Be There (Mono)
15. There She Goes (Mono)
16. I Can Hear The Grass Grow (Mono)
17. Yellow Rose (Mono)
18. Let Your Love Ride
19. Who Do You Love?


Never Goin' Back To Georgia (1969)
01. Heartbreak Hotel
02. Heart Attack
03. The Hunter
04. Feelin' Time (I Can Feel It)
05. Gettin' Off
06. Never Goin' Back To Georgia
07. Broke Down Piece Of Man
08. Nobody Knows You When You're Down And Out
09. Georgia Breakdown


Gulf Coast Bound (1970)
01. Gulf Coast Bound
02. Slow Down Sundown
03. Can't Get Enough of You
04. Magoos Blues
05. Tonight the Skies About to Cry
06. Sea Breeze Express


Kaleidescopic Compendium: The Best Of The Blues Magoos (1992)
01. So I'm Wrong And You Are Right
02. Tobacco Road
03. Sometimes I Think About
04. (We Ain't Got) Nothing Yet
05. Love Seems Doomed
06. Gotta Get Away
07. Queen Of My Night
08. She's Coming Home
09. Pipe Dream
10. There's A Chance We Can Make It
11. Life Is Just Cher O' Bowlies
12. Albert Common Is Dead
13. Summer Is The Man
14. Baby, I Want You
15. Rush Hour
16. One By One
17. I Wanna Be There
18. There She Goes
19. Sybil Green (Of The In Between)
20. I Can Hear The Grass Grow
21. Yellow Rose
22. I Can Move A Mountain
23. Chicken Wire Lady


Psychedelic Resurrection (2014)
01. Psychedelic Resurrection
02. There's A Chance We Can Make It
03. We Ain't Got Nothin' Yet
04. D'stinko Me Tummies On The Blinko
05. There She Goes
06. I'm Still Playing
07. Pipe Dream
08. Gotta Get Away
09. I Just Got Off From Work
10. Rush Hour
11. Psyche-Delight
12. Tobacco Road


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.

Um comentário :

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.