'/> Muro do Classic Rock: Zior - Discografia.
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

4 de março de 2020

Zior - Discografia.

Parafraseando um filme italiano de 1992 ... "Queríamos ser o Black Sabbath".

Talvez era isso o que pensava Keith Bonsor e seus amigos quando começaram a dar andamento a sua banda de heavy/ blues no final dos anos 60, corrompidos por tons escuros. Bonsor não era um tolo e tudo, bem como ser um válido multi-instrumentista, teve anos de experiência por trás da mesa de mixagens quando em 1968 foi atrás de seu amigo baterista Pete Brewer, o guitarrista John Truba e o baixista Barry Skeels, ambos recrutados por carta.

Keith Bonsor queria oferecer um espetáculo multimídia. Jogo de luz e sombras, imagens de rituais satânicos, invocações, fumaça, cheiro de enxofre e explosões.

Vamos dizer que na época ações desagradáveis como essa não eram malvistas como uma mensagem subliminar satânica, era por demais escancarado e tinha problemas para encontrar alguém disposto a investir neles, assim, permaneceram no limbo durante anos, sem encontrar um jeito de estrear um registro ... pelo menos até o Black Sabbath provar o contrário quanto ao receio de empresários em apostar em bandas ocultas.
Eles conseguiram isso no final de 1971.

O som da Zior era infestado de efeitos devastadores: brilho fuzz, wahawah, teclados e muita distorção. Um exemplo marcante é a abertura "Entrance of the Devil" com os gritos e risadas obscenas embelezando a sonoridade e teatralidade.

Imagino como seria a atmosfera insalubre de suas performances ao vivo, incluindo explosões de enxofre e relâmpagos. E não há nada mais heavy, blues e psicótico que "The Chicago Spline" pense o riff de abertura de "Born to be Wild" do Steppenwolf imaginado de maneira infernal e você terá uma ideia.

A origem do blues do Zior é evidente e forte no tema "Evolução" a voz de Bonsor urra mais do que o normal e o outro latindo um coro blasfemo ... devastação imersa em ácido lisérgico, a banda era uma experiência difícil.

Eu não sei se eles realmente queriam ser o Black Sabbath, mas talvez você vai ver que a sua abordagem ao rock, embora a partir do caos do gótico e escuro como o de Osbourne e companhia, é muito mais diversificada mas menos homogênea e incisiva. O Black Sabbath em seu monolítico inventou um gênero copiado por milhares de grupos, foi e era complicado de sobreviver a essa grande sombra.

Ainda em 1971 lançaram o álbum Monument - The First Monument. A Monument nada mais foi que a Zior sob pseudônimo. A Zior tinha contrato com o selo Nepentha mas quis fazer um disco para o selo Beacon, então, por razões legais, ninguém usou o próprio nome.

Gravaram mais um álbum e retiraram -se, não sem antes lançar boatos sobre um desaparecimento de Keith Bonsor, provavelmente oriundo de suas ligações com o ocultismo e magia negra, um papo furado que se alastrou um pouco mais do que o normal.

Keith Bonsor reapareceu como produtor, foi gerente de negócios para Shapiro Bernstein, um grande editor de musicais americanos, produziu cerca de 25 bandas de hits razoáveis pela Europa nos anos 80, aventurou -se com o teatro de marionetes, teve sua própria casa noturna, mas hoje mora no campo e dedica -se a filmagens de eventos, o satanismo para ele não deu certo, mas a Zior acaba sempre citada como um dos embriões do movimento occult rock. Texto: Nino Lee Rocker (Occult Rock Brasil). Site Oficial. 

Integrantes.

Zior.

Keith Bonsor (Vocal, Órgão, Baixo, Flauta)
John Truba (Guitarra, Vocal)
Barry Skeels (Baixo, Vocal)
Peter Brewer (Bateria, Piano, Gaita)

Monument.

Steven Lowe (Vocal, Teclados)
Wes Truvor (Guitarra)
Marve Fletchley (Baixo)
Jake Brewster (Bateria)



Bitrate: 320Kbps.

Álbuns.

Zior (1971)
01. I Really Do (3:01)
02. Za Za Za Zilda (2:38)
03. Love's Desire (4:02)
04. New Land (4:08)
05. Now I'm Sad (4:07)
06. Give Me Love (2:47)
07. Quabala (3:20)
08. Oh Mariya (3:22)
09. Your Life Will Burn (3:16)
10. I Was Fooling (3:08)
11. Berore My Eyes Go Blind (3:28)
12. Rolling Thunder (3:08)
Bonus Tracks.
13. Didi Judi (2:53)
14. Evolution (3:38)
15. Cat's Eyes (2:58)
16. Strange Kind Of Magic (3:05)
17. Ride Me Baby (2:20)
18. Entrance Of The Devil (6:17)
19. Every Inch A Man (4:39)
20. Angle Of The Highway (6:33)



Monument - The First Monument (1971)
01. Dog Man (3:17)
02. Stale Flesh (3:47)
03. Don't Run Me Down (2:25)
04. Give Me Life (3:51)
05. The Metamorphis Tango (3:55)
06. Boneyard Bumne (4:25)
07. First Taste Of Love (3:22)
08. And She Goes (2:34)
09. Overture For Limp Piano In C (3:28)
10. I'm Coming Back (2:50)



Every Inch A Man (1972)
01. Entrance Of The Devil (2:12)
02. The Chicago Spine (4:06)
03. Have You Heard The Wind Speak? (3:35)
04. Time Is The Reason (2:50)
05. She'll Take You Down (3:47)
06. Dudi Judy (2:53)
07. Stange Kind Of Magic (3:04)
08. Ride My Baby (2:20)
09. Evolution (3:37)
10. Every Inch A Man (4:38)
11. Cat's Eyes (2:59)
12. Suspend Animation (3:21)
13. Angel Of THe Highway (6:25)




Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.

2 comentários :

  1. School Of Psychedelia, worderful presents brothers, super recommended !
    All !

    ResponderExcluir
  2. Sonzeira nervosa! Como disse o brother acima, recomendado!!!

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.