'/> Muro do Classic Rock: Burzum - Discografia.
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

28 de abril de 2021

Burzum - Discografia.

Burzum foi um projeto musical de black metal do músico Varg Vikernes ou Count Grishnackh), no qual ele toca todos os instrumentos. Apenas o EP Aske, de 1993, que Vikernes contou com a ajuda de Samoth, integrante da banda Emperor, no baixo.

Varg Vikernes, o criador e único integrante da banda, começou a compor músicas em 1988, mas elas não foram gravadas até 1991, quando ele começou a gravar os primeiros demos sob o nome de Burzum. Já em 1992, foi lançado pela gravadora Deathlike Silence, de Euronymous (líder da banda Mayhem), o primeiro álbum homônimo do Burzum.

O nome da banda, assim como o nome "Grishnackh", foram tirados do livro de aventura fantástica "O Senhor dos Anéis", de J.R.R. Tolkien. "Burzum" é uma das palavras que estão escritas em Língua Negra na sentença: "Ash Nazg Durbatuluk Agh Burzum Ishi Krimpatul" (Um anel para atrair todos eles e uni-los através da escuridão). Burzum significa "escuridão".

História.

No início, o Burzum se chamava Uruk-Hai e contava com alguns amigos de Varg Vikernes. O projeto foi abandonado pois Varg assumiria a guitarra na banda de black metal Old Funeral. Vikernes voltou com o Uruk-Hai mas, segundo ele, "era um novo começo, então eu precisava de um novo nome", então foi renomeado para Burzum. Surgiu como black metal, mas Varg nunca foi satanista e não mostrava pensamentos satânicos, apenas apresentava ideias anticristãs (Vikernes repudia as religiões judaico-cristãs) e pagãs. O Paganismo vinha relacionado diretamente às raízes culturais nórdicas em geral, como a mitologia e sua história. Porém a distância causada por esse dualismo ideológico foi aumentando a cada álbum lançado, e a partir de seus últimos álbuns, intitulados "Daudi Baldrs" (1997) e "Hlidskjalf" (1999), o Burzum deixava de fazer parte do black metal, tanto na temática abordada quanto musicalmente, pois substituía todos os antigos instrumentos por apenas um teclado e fazendo um estilo de música denominado Ambient - sendo o Dead Can Dance uma de suas inspirações para isto. Logo, houve um distanciamento de instrumentos como a guitarra elétrica por "motivos de segurança".

Ele não se interessava por Satanismo ou por outras "criações cristãs", e sim pelos deuses nórdicos e pela "redescoberta da verdadeira raça norueguesa e sua cultura". Assim, o criador do Burzum abandonou a temática anticristã e se auto-afirmava ser um viking, defendendo ideias que engrandeciam a própria raça nórdica. Seu orgulho e adoração pela cultura nórdica eram tantos que foi inevitável sua aproximação com o nazismo, embora Varg não seja nazista.

Em 1993, Vikernes matou a facadas Øystein Aarseth, ou Euronymous, seu colega e integrante da banda Mayhem alegando que Aarseth vinha conspirando para torturá-lo até a morte e que gravaria um vídeo do evento , usando uma suposta reunião sobre um contrato assinado como pretexto . Na noite do encontro Vikernes afirma ter sido surpreendido pelo inicial ataque de Aarseth ,declarando que agiu em legítima defesa e que a maioria dos ferimentos de Aarseth foram em razão de uma queda durante a luta entre eles. Apesar de suas afirmações, Vikernes acabou preso e condenado a 21 anos de prisão por homicídio e incêndios criminosos.

Em 1999, Varg confirma o fim do seu projeto, e o Burzum acaba. No dia 22 de maio de 2009 (dez anos depois ter confirmado o fim do Burzum), Varg Vikernes deixa a prisão e começa a gravar um novo álbum. Inicialmente o nome deste álbum seria "Den Hvite Guden", porém Varg preferiu mudar o título para Belus. O Burzum renasce em 8 de março de 2010 com o esperado álbum Belus, depois de 11 anos, com a sonoridade parecida com Hvis Lyset Tar Oss e Filosofem. O álbum não apresenta conteúdo religioso ou de anti-religião.

Em 2013, Varg Vikernes anunciou em seu Blog pessoal que estava se aposentando oficialmente do Metal. E em alguns trechos explica os motivos para essa escolha:

O Burzum apareceu em 1991 com uma gravação de guitarras e baixos, e algumas músicas com uma qualidade de ensaio. Fiz alguns álbuns com certo sucesso, mas todos traziam a música ambiental em algum aspecto. Com o tempo fui me afastando cada vez mais do Metal, e hoje só toco música ambiental. Então nesse ano (2013) acredito que chegou a hora de cortar esse laço de uma vez por todas.

Muitos de vocês seguem o Burzum há anos, alguns desde o começo, então acredito que esse projeto mereça um adeus apropriado. De forma que o "Burzum Metal" vai terminar como começou: "com guitarras, baixos, e uma música com qualidade de ensaio". “Back to the Shadows” traz os últimos Riffs de Metal que fiz (ainda em 2012). Nunca foi lançado de nenhuma maneira, e nem gravado ou editado além do que vão escutar, então traz toda a veia do "verdadeiro Burzum" que muitos conheceram há 2 décadas.

Aceitem isso como um adeus simbólico ao Burzum que conheceram.

Além da música o vídeo também traz uma foto minha aos 17 anos de idade, idade em que conheci o Black Metal e comecei esse projeto, também peço que tomem-na como um adeus a esse velho

Em junho 2018, Varg postou, em seu canal do YouTube, um vídeo anunciando o fim do projeto.

Apresentações.

Varg Vikernes afirma que nunca tocou ao vivo no projeto Burzum. Segundo ele, sua única motivação para fazer um show seria o dinheiro e esse não seria um bom motivo para tocar ao vivo. Além de não gostar de ir à shows nem de se apresentar, Vikernes não acredita que a música do Burzum se adéque em um show ao vivo.

Sonoridade.

Por diversas vezes, Burzum tem o seu estilo tido como black metal. Varg também destaca-se pela composição de músicas ambientes, daí outro título dado a sua música, "ambient black metal", que sugerem escuridão, isolamento, introspecção, notando-se influências surrealistas em sua música, ao tentar comunicar-se com o íntimo de cada um, por extensão, com o subconsciente.

Tal variedade de classificações dadas a sua música é o reflexo da extrema complexidade a que alcançou. Vikernes também possui em suas músicas caráter minimalista que, de modo geral vai se acentuando no decorrer dos álbuns e atinge seu ponto alto nos dois últimos : "Dauði Baldrs" e "Hliðskjálf". Texto: Wikipédia. Site Oficial.

Integrantes.

Varg Vikernes
(Vocal, Composições, Guitarras, Baixo, Teclado, Bateria, Sintetizador, 1991-2018)

Participações.

Samoth (Tomas Haugen) (Baixo em Aske)
Euronymous (Øystein Aarseth) (Guitarra em War, Gongo em Dungeons Of Darkness)




Burzum (1992)
01. Feeble Screams From Forests Unknown (7:28)
02. Ea, Lord Of The Depths (4:52)
03. Spell Of Destruction (5:39)
04. Channelling The Power Of Souls Into A New God (3:27)
05. War (2:30)
06. The Crying Orc (0:58)
07. A Lost Forgotten Sad Spirit (9:11)
08. My Journey To The Stars (8:10)
09. Dungeons Of Darkness (4:50)

Zippyshare.

Uloz.to.

Aske (1992-1993)
01. Feeble Screams from Forests Unknown (7:28)
02. Ea, Lord of the Deeps (4:52)
03. Black Spell of Destruction (5:39)
04. Channelling the Power of Souls into a New God (3:27)
05. War (2:30)
06. The Crying Orc (0:58)
07. My Journey to the Stars (8:11)
08. Dungeons of Darkness (4:49)
09. Stemmen fra tårnet (6:09)
10. Dominus Sathanas (3:02)
11. A Lost Forgotten Sad Spirit (10:52)

Zippyshare.

Uloz.to.

Det Som Engang War (1993)
01. Den Onde Kysten (2:20)
02. Key To The Gate (5:14)
03. En Ring Til A Herske (7:10)
04. Lost Wisdom (4:38)
05. Han Som Reiste (4:51)
06. Naar Himmelen Klarner (3:50)
07. Snu Mikrokosmos' Tegn (9:36)
08. Svarte Troner (2:16)

Zippyshare.

Uloz.to.

Hvis Lyset Tar Oss (1994)
01. Det Som En Gang Var (14:21)
02. Hvis Lyset Tar Oss (08:04)
03. Inn I Slottet Fra Droemmen (07:51)
04. Tomhet (14:11)

Zippyshare.

Uloz.to.

Filosofem (1996)
01. Burzum (07:05)
02. Jesu Død (08:39)
03. Beholding The Daughters Of The Firmament (07:53)
04. Decrepitude I (07:53)
05. Circumambulation Of The Transcendental Columns Of Singularity (25:11)
06. Decrepitude II (07:53)

Zippyshare.

Uloz.to.

Dauði Baldrs (1997)
01. Dauði Baldrs (8:49)
02. Hermoðr Á Helferð (2:41)
03. Bálferð Baldrs (6:05)
04. Í Heimr Heljar (2:02)
05. Illa Tiðandi (10:29)
06. Móti Ragnarǫkum (9:04)

Zippyshare.

Uloz.to.

Hliðskjálf (1999)
01. Tuistos Herz (6:13)
02. Der Tod Wuotans (6:43)
03. Ansuzgardaraiwô (4:28)
04. Die Liebe Nerþus' (2:14)
05. Frijôs Einsames Trauern (6:15)
06. Einfühlungsvermögen (3:55)
07. Frijôs Goldene Tränen (2:38)
08. Der Weinende Hadnur (1:16)

Zippyshare.

Uloz.to.

Anthology (Coletânea 2002)
01. Ea, Lord Of The Depths (4:55)
02. War (2:32)
03. Stemmen Fra Taarnet (6:11)
04. Hvis Lyset Tar Oss (8:06)
05. Lost Wisdom (4:39)
06. Jesus' Tod (8:41)
07. I Heimr Heljar (2:04)
08. Ansuzgardaraiwo (4:30)
09. Et Hvitt Lys Over Skogen (9:14)
10. Havamal (12:18)

Zippyshare.

Uloz.to.

Anthology (Coletânea 2008)
01. Feeble Screams From Forests Unknown (7:28)
02. Stemmen Fra Taarnet (6:09)
03. Lost Wisdom (4:38)
04. Svarte Troner (2:16)
05. Det Som En Gang Var (14:21)
06. Jesus' Tod (8:39)
07. Gebrechlichkeit (II) (7:52)
08. Balferd Baldrs (6:05)
09. Ansuzgardaraiwo (4:29)

Zippyshare.

Uloz.to.

Den Store Samlingen (2009)
Et Hvitt Lys Over Skogen EP 7.

01. Burzum Et Hvitt Lys Over Skogen (9:10)
02. Burzum Lost Wisdom. (4:29)
Once Emperor EP 7.
03. Burzum Once Emperor (6:13)
04. Burzum Spell Of Destruction (4:29)
Feeble Screams EP 7.
05. Burzum Depressive Visions Of The Cursed Warrior (4:06)
06. Burzum Lord Of The Depths)4:59)
Spell Of Destruction EP 7.
07. Burzum Feeble Screams From Forest Unknown (5:11)
08. Burzum A Lost Forgotten Sad Spirit (4:11)
Svarte Dauen EP 10.
09. Burzum Channeling The Power Of Souls Into A New God (4:07)
10. Burzum My Key To The Purgatory (3:39)
11. Burzum Rite Of The Cleansure (4:06)
12. Ildjarn Seven Harmonies Of The Unknown Truth (3:06)

Zippyshare.

Uloz.to.

Belus (2010)
01. Leukes Renkespill (Introduksjon) (0:33)
02. Belus' Doed (6:23)
03. Glemselens Elv (11:54)
04. Kaimadalthas Nedstigning (6:43)
05. Sverddans (2:27)
06. Keliohesten (5:45)
07. Morgenroede (8:54)
08. Belus' Tilbakekomst (Konklusjon) (9:37)

Zippyshare.

Uloz.to.

Fallen (2011)
01. Fra Verdenstreet (1:03)
02. Jeg Faller (7:50)
03. Valen (9:21)
04. Vanvidd (7:05)
05. Enhver Til Sitt (6:16)
06. Budstikken (10:09)
07. Til Hel Og Tilbake Igjen (5:57)

Zippyshare.

Uloz.to.

From The Depths Of Darkness (Coletânea 2011)
01. The Coming (Introduction) (0:25)
02. Feeble Screams From Forests Unknown (7:48)
03. Sassu Wunnu (Introduction) (0:44)
04. Ea, Lord Of The Depths (5:23)
05. Spell Of Destruction (6:47)
06. A Lost Forgotten Sad Spirit (11:30)
07. My Journey To The Stars (7:51)
08. Call Of The Siren (Introduction) (2:00)
09. Key To The Gate (5:14)
10. Turn The Sign Of The Microcosm (9:50)
11. Channeling The Power Of Minds Into A New God (4:56)

Zippyshare.

Uloz.to.

Umskiptar (2012)
01. Blóðstokkinn (1:10)
02. Jóln (5:46)
03. Alfadanz (9:34)
04. Hit helga Tré (6:47)
05. Æra (3:54)
06. Heiðr (2:57)
07. Valgaldr (7:57)
08. Galgviðr (7:12)
09. Surtr Sunnan (4:11)
10. Gullaldr (10:14)
11. Níðhöggr (4:59)

Zippyshare.

Uloz.to.

Sôl Austan, Mâni Vestan (2013)
01. Sôl Austan (4:22)
02. Rûnar Munt Þû Finna (3:28)
03. Sôlarrâs (4:04)
04. Haugaeldr (7:26)
05. Feðrahellir (5:21)
06. Sôlarguði (7:12)
07. Ganga At Sôlu (5:58)
08. Hîð" (6:24)
09. Heljarmyrkr (4:02)
10. Mâni Vestan (5:55)
11. Sôlbjörg (4:00)

Zippyshare.

Uloz.to.

The Ways Of Yore (2014)
01. God From The Machine (1:40)
02. The Portal (2:19)
03. Heill Óðinn (3:11)
04. Lady In The Lake (4:39)
05. The Coming Of Ettins (4:36)
06. The Reckoning Of Man (7:56)
07. Heil Freyja (1:56)
08. The Ways Of Yore (6:11)
09. Ek Fellr (2:54)
10. Hall Of The Fallen (5:06)
11. Autumn Leaves (4:50)
12. Emptiness (13:13)
13. To Hel And Back Again (10:44)

Zippyshare.

Uloz.to.

Thulêan Mysteries (2020)
01. The Sacred Well (2:57)
02. The Loss Of A Hero (0:55)
03. ForeBears (4:04)
04. A Thulêan Perspective (4:03)
05. Gathering Of Herbs (1:15)
06. Heill Auk Sæll (3:39)
07. Jötunnheimr (1:40)
08. Spell-Lake Forest (1:08)
09. The Ettin Stone Heart (1:17)
10. The Great Sleep (1:30)
11. The Land Of Thulê (2:15)
12. The Lord Of The Dwarves (5:16)
13. A Forgotten Realm (7:26)
14. Heill Óðinn, Sire (1:19)
15. The Ruins Of Dwarfmount (1:32)
16. The Road To Hel (7:45)
17. Thulêan Sorceryl (2:12)
18. Descent Into Niflheimr (1:43)
19. Skin Traveller (4:37)
20. The Dream Land (8:45)
21. Thulêan Mysteries (4:24)
22. The Password (15:14)
23. The Loss Of Thulê (5:04)

Zippyshare.

Uloz.to.

Demos, Singles & EP.

Links no final da página.

Demo (1991)
01. Lost Wisdom (4:59)
02. Spell Of Destruction (5:11)
03. Channeling The Power Of Souls Into A New God (4:04)

Demo II (1991)
01. Lost Wisdom (4:17)
02. Depressive Visions Of The Cursed Warrior (3:17)
03. Lord Of The Depths (4:39)
04. Spell Of Destruction (4:30)
05. A Lost Forgotten Sad Spirit (7:27)
06. Lost Wisdom (Original Demo '91) (4:40)
07. Spell Of Destruction (Original Demo '91) (4:46)
08. Channelling The Power Of Souls Into A New God (Original Demo '91) (3:47)
09. Feeble Screams From Forests Unknown (5:50)
10. My Key To Purgatory (5:16)
11. Rite Of Cleansure (6:18)

Promo '92 (1992)
01. Feeble Screams From Forests Unknown (7:28)
02. Ea, Lord Of The Depths (4:53)

Aske (EP 1993)
01. Stemmen Fra Tårnet (6:09)
02. Dominus Sathanas (3:02)
03. A Lost Forgotten Sad Spirit (10:51)

Unreleased Demos (1994)
01. Rite Of Cleansure (6:17)
02. Depressive Visions Of The Cursed Warrior (3:34)
03. Carnage Undivine (Live) (3:25)

Forgotten Realms (Single 2015)
01. Forgotten Realms (7:22)

Mythic Dawn (Single 2015)
01. Mythic Dawn (5:12)

Thulean Mysteries (Single 2015)
01. Thulean Mysteries (4:21)

Zippyshare.

Uloz.to.
 

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.

2 comentários :

  1. Sensacional. Ontem mesmo estava pŕocurando estes discos. Black Metal de primeira qualidade. Varg é um gênio. Obrigado Alex por nos brindar com mais esta excelente discografia. Este tijolo é um baita reforço para o muro!

    ResponderExcluir
  2. Thank you Alex ! You know so much different artists in the music world, you bring knowledge to everyone here on Muro Do Classic Rock !
    We cannot thank you enough !

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.